Exposição de Fotos `“Renascer em Dakshinkali” - Curitiba

Amigos, Na íntegra, o texto da curadora Carolina Borges sobre a exposição da Fernanda, em Curitiba. As fotos foram tiradas durante a viagem ao Nepal, no ano passado. ` Um caminhar cego à vida daquele que me descobre. O cruel, porém nobre desejo das

  
  

Amigos,

Na íntegra, o texto da curadora Carolina Borges sobre a exposição da Fernanda, em Curitiba.
As fotos foram tiradas durante a viagem ao Nepal, no ano passado.

` Um caminhar cego à vida daquele que me descobre.
O cruel, porém nobre desejo das mulheres de entregar em mãos, a carne de um pedaço de vida qualquer, porém caminho.

Da fé a fé rumo ao esplêndido pomar da salvação e renovação.

Uma alma se despeja em prantos de redenção.

Pelas pedras, pelo forte impulso do fecundo, por tudo aquilo que em mim se decalcou...

Ainda no ar da vida diante o fio da morte, entregaram seu pulso...E agora espera sua gratificação, em paz...

Confio em sua imagem, piamente.

Quer enfeitar o espírito, dar-lhe luz, transmitir energia desse poder dos deuses.

Vagam os sentidos nas histórias desta terra em Dakshinkali.

Se oferecendo aos olhares do desigual, Fernanda Preto oferece suas imagens, como essas mulheres e homens oferecem seus animais e orações.

Intencionalmente; oferecer uma imagem de profunda imolação ao expectador...Incitado ou horrorizado...

Sentenciado num juízo de admiração

Renasce seu olhar junto ao desconhecido, as luzes e honras de novas vidas.

Entrega-se a sacrifício a carne das idéias de seu olhar indomável...

  
  

Publicado por em