Obrigado!

Breve resumo da Expedição Madeira / Rumo ao Norte e agradecimentos a todos vocês que ajudaram a fazer esta grande aventura.

  
  

Obrigado, Merci, Gracias, Dank je, Grazie, Takk, Děkuji, Hvala, Paldies, Terima kasih, etc., etc., etc.

Amigos, leitores assíduos, visitantes eventuais, perdidos, familiares: aceitem meu muito obrigado!

A Expedição Madeira - Rumo ao Norte foi sob todos os aspectos, uma experiência única, em um momento único. Quando a viagem começou a ser planejada --em algum momento entre o fim de 2008 e início de 2009--, a pauta da Amazônia estava em voga, mas não tanto quanto hoje. Tenho lido muita coisa a respeito do clima, povo do Norte e especificamente sobre a floresta, escrita por ONGs, políticos, artistas. A sensação que tenho é que estão forçando um assunto já muito discutido, com pontos de vista e propostas óbvias e por demais esmiuçadas.

Sob a ótica da minha dura cabeça cartesiana, está claro que se trata apenas de mais um artifício para que as pessoas apareçam. Seja por vaidade, seja por algum tipo de benefício, obscuro ou não. A realidade é que a esmagadora maioria das pessoas não está preocupada com a real questão da Amazonia, do Norte, de nosso País. A 'ajuda' sempre pede uma contrapartida, uma relação de troca onde alguém está ganhando algo. Todos querem ser os mocinhos, mostrando os 'frutos de seu trabalho para a sociedade' --mesmo que, ironicamente, não haja nem fruto, tampouco trabalho para ser mostrado.

A Expedição Madeira - Rumo ao Norte sempre teve tudo para ser um patinho feio, sem apelo algum. Duas pessoas normais, um carro normal, pouquíssimo dinheiro (85% do dinheiro foi gasto com combustível / locomoção nos rios da amazônia), alguns pares de roupas, um celular, um notebook, uma maquina fotográfica amadora, um fotógrafo que não tem o mínimo conhecimento para boas fotos, um pseudo-antropolólogo faminto por novas experiências. Um só objetivo. A conquista e a redescoberta de um Brasil que está prestes a desaparecer.

Cachoeira do Teotônio - Rio Madeira

E foi o que fizemos. Ao longo de 10.000 quilômetros de Brasil, cortando quase a totalidade do território da chamada Amazônia Legal, conhecemos algo próximo a uma centena de pessoas, dezenas de cidades, lugares que foram fotografados como realmente o são pela última vez -- aqui cabe falar sobre as cachoeiras do Teotônio, no rio Madeira, próximo à Porto Velho. A construção da usina hidrelétrica de Santo Antônio está modificando definitivamente a geografia e hidrografia do lugar. Viajamos embarcados através dos maiores rios do planeta, atualizamos este blog e o twitter (twitter.com/madeiraabaixo) em tempo real com posts e fotos, passamos por alguns sufocos -- um confronto com o que chamamos de (humm...) pistoleiros no Mato Grosso, participamos de um grave abalroamento no meio da madrugada no Amazonas--, criamos um obituário de animais silvestres ameaçados de extinção encontrados ao longo do caminho e em varias ocasiões ficamos sem qualquer comunicação com o mundo exterior. Impressionantemente, demos pinta em vários veículos de comunicação (TV Record, portal Globo.Com, rádio Eldorado, Diario da Amazonia, portal EcoViagem, revista Bem Público, só para citar alguns). Gravamos um disco inteiro (13 faixas) com Maeda cantando e tocando as modas de viola que foram trilha da viagem (!!)

Enfim, construímos a partir do nada uma experiência única e inesquecível. Pensamos muito em como seria a melhor forma de compartilharmos tudo isso com cada um de vocês, cada um dos nossos mais de 50.000 visitantes únicos que passaram por este website e -espero- tenham levado algo de bom consigo. Fomos também a primeira Expedição transmitida ao vivo pelo Twitter. Chegamos a mais de 1.000 seguidores e até o momento, contamos com exatos mais de 2.406 tweets.

Obviamente isso tudo não seria possível sem a ajuda de nossos amigos da allameda.com. Nossa agência --como costumamos chama-la--, sempre esteve conosco, mesmo sabendo que nunca ganhariam nada em troca. Desde o primeiro momento em que apresentamos a idéia, pularam de cabeça e nos ajudaram em cada etapa: planejamento, contatos, execução. Depois de nossa volta, tomaram as rédeas, criaram um grupo de profissionais da agência e nos deram a missão de elaborar o projeto piloto do livro de fotos sobre a Amazônia Brasileira e o povo do Norte. "Expedição Madeira / Rumo Ao Norte: uma jornada rumo ao futuro sustentável" é o título.

Ribeirinhos navegam pelo rio Madeira

Bom, mesmo com todo o 'apelo amazônico' um livro de arte custa dinheiro. Procuramos patrocínio de várias empresas, buscamos lei Rouanet (uma empresa patrocina o livro e depois abate o valor doado de seu Imposto de Renda), ministério da cultura e tudo o mais. Na iniciativa privada, em alguns momentos chegávamos perto, no entanto, esbarrávamos na má e velha contrapartida. Ou seja, os caras não querem ajudar a divulgar informação correta (mesmo que o custo seja zero, abatido do IR). Não querem uma forma de fortalecer a marca e alia-la a uma iniciativa (ou tentativa) educacional. Não. A contrapartida exige muito mais. Exige que seja 'mostrado o extremamente incontestável e de extremo valor, fruto de seu trabalho à sociedade'. E isso nós não temos. Não costumamos enganar as pessoas.

Assim, mesmo com tudo em mãos e um livro de arte extremamente consistente, sem qualquer tipo de patrocínio, as coisas passaram um tempo em banho maria.

Pois bem! O tempo passa, a mágica demora a acontecer mas enfim, acontece.

Neste momento estou finalizando os textos para o livro da Expedição Madeira. Um projeto paralelo de livro contando em detalhes toda a aventura foi apresentado para um dos sócios da novíssima Editora Simplíssimo e de pronto aceito. Estes caras tem um plano de negócios absolutamente alinhado com os novos tempos.Auto-sustentável, ecologicamente correto, um formidável e honestíssimo modelo de remuneração do autor e mais algumas surpresinhas para os leitores que divulgaremos quando do lançamento. Ah sim! E uma de suas características mais importantes: apostam e apóiam novos autores. Dá pra sentir o frescor da Simplíssimo né?! :-)

Ainda não há data fechada, no entanto é meu desejo poder lança-lo no aniversário de 1 ano da Expedição Madeira / Rumo ao Norte, em maio de 2010.

Queria escrever só um pouco hoje, mas quando a coisa começa a fluir, a tendência é que não pare tão cedo. Assim, apenas para finalizar: obrigado a todos vocês, que acompanharam ou apenas vieram de passagem. Obrigado pelas mensagens de apoio, pelas críticas, pelos elogios, pelas dicas. Sem vocês nada disso seria possível. Muito obrigado mesmo!

ps: sei que ainda preciso incluir os ultimos dias da Expedição neste blog. Fiquem tranquilos pois está tudo registrado na Moleskine. Em breve finalizarei a viagem aqui também.

  
  

Publicado por em

Rodrigo

Rodrigo

12/08/2010 20:56:39
bem legal o post e as fotos, bem legal mesmo
to até pensando em ir viajar, aliás, tava procurando uma barraca nova, encontrei um site legal, fica aí a dica
http://www.equipamentoscamping.com.br

Viajante

Viajante

16/06/2010 15:15:42
Parabéns pela expedição. Já estive na região amazônica várias vezes e gostei demais. Sempre preferi aliar meus relatos de viagem com uma visão crítica da realidade dos locais por onde passo. Para eventuais contatos, estou no blog: http://www.viajantesustentavel.blogspot.com/. Abraços!

Marcelo Lourenço de Sousa

Marcelo Lourenço de Sousa

15/03/2010 10:09:52
ótima essa expedição pelo rio da amazônia,parabéns
por mostrar um Brasil tão belo e deconhecido de tantos
brasileiros.
Marcelo.