A rota dos 14 lagos - Argentina e Chile

Conforme descobri em minha última viagem à região, é possível unir as duas rotas construindo assim um corredor de beleza cênica binacional que agora batizo de Rota dos 14 Lagos.

  
  

A rota dos 14 lagos - Argentina e Chile

Paisagens Andinas

O número sete na religião Cristã é considerado o número da perfeição, o número Divino. Imagino então que o quatorze poderia expressar o dobro de perfeição ou divindade. É exatamente esta a impressão que se tem ao visitar a região dos Lagos Andinos, um território dividido entre o Chile e a Argentina e cortado pela Cordilheira dos Andes. Cada um dos países tem um roteiro turístico chamado de Rota dos Sete lagos, promocionada em folhetos de turismo e sites de internet. Cada uma delas justifica uma visita, pois, são caminhos que encantam por sua beleza e exuberância, não só dos lagos, mas também das montanhas, rios e florestas. Conforme descobri em minha última viagem à região, é possível unir as duas rotas construindo assim um corredor de beleza cênica binacional que agora batizo de Rota dos 14 Lagos.

Sete lagos Argentinos
De Vila La Angostura a San Martin de Los Andes.

Vila La Angostura é uma das belas cidades da região. Está localizada às margens do imenso Lago Nahuel Huapi, um dos maiores da Argentina e cercada por parques nacionais. Vila La Angostura tem este nome por causa de um istmo que liga a cidade a península de Quetrihue. Suas casas tem uma arquitetura de montanha, todas feitas em madeira. Na rua principal, existem lojas para todos os gostos, destes pequenos Cafés até representantes de grandes marcas da moda e aventura. Perto dali, a estação de esqui de Cerro Bayo é um atrativo tanto durante o verão, quanto no inverno, servido ora para o esqui, ora como mirante para toda a região. No porto da cidade você encontrará várias excursões lacustres, inclusive ao bosque dos Arrayanes, uma floresta formada por árvores de madeira clara e manchada de branco.

O lago Nahuel Huapi pode ser considerado o primeiro da nossa lista de lagos. A partir dele seguimos pela rodovia 234 em direção a San Martin de los Andes. O caminho tem cerca de 110 quilômetros atravessando vales e montanhas numa sucessão de lindas paisagens. Parte da estrada ainda não foi asfaltada, mas está bem conservada. Durante o trajeto é possível avistar vários lagos, todos eles com mirantes na beira da estrada. Além do Nahuel Huapi avista-se os lagos Correntosos, Espejo, Traful, Villarino, Falkner e Meliquina. O ideal é fazer este caminho com várias paradas, aproveitando para tirar muitas fotos. No final da rota encontramos a cidade de San Martin de Los Andes, um ótimo lugar para passar uma ou duas noites.

San Martin é uma cidade encantadora, toda plana e cercada de altas montanhas. Uma delas é o cerro Chapelco onde existe uma excelente estação de esqui. Como Vila La Angostura, a maioria das casas e comercio são construídas em madeira. Em frente da cidade está o lago Lacar de cor azul forte e cercado de florestas sempre verdes. É aqui que começa a segunda parte da viagem.

Rota dos Sete lagos – Chile
De San Martin de los Andes a Valdivia.

Esta segunda rota dos Lagos começa na Argentina e termina na costa chilena por uma boa razão. Explico: Normalmente a fronteira entre Chile e Argentina é determinada pelo divisor de águas, ou seja, os lagos e rios que descem em direção ao oceano Pacífico pertencem ao Chile enquanto os que correm para o Atlântico pertencem a Argentina. No caso do lago Lacar acontece uma exceção. Este lago é formado no lado Argentino, mas suas águas correm para Oeste através da Cordilheira dos Andes. Por isto o consideramos parte da rota dos Lagos Chilenos. As águas do Lacar adentram as montanhas andinas e atravessam a cordilheira através da passagem de Hua Hum que tem apenas 650 metros de altura. Estas águas formam então o lago Pirehueico que por sua vez forma o rio Fuy e outros 5 lagos: Neltume, Calafquen, Pellaifa, Panguipulli e Riñihue. Finalmente, depois de tanto viajar, as águas formam o rio Calle Calle, que desce a planície costeira até o Pacífico, próximo a cidade de Valdívia.

Todo este caminho pode ser feito em excursões, ônibus regulares e especialmente de carro. Esta última opção permite parar em vários lugares para observar a paisagem e animais. A travessia do lago Pirehueico é feita por uma balsa e dura cerca de 90 minutos. Neste ponto da viagem já é possível observar alguns glaciares e o cume do gigantesco vulcão Mocho-Choshuenco com 2.415m de altura. Depois da travessia, o caminho segue o curso do rio Fuy através de bosques nativos de Lengas e Coyhues.

Uma parada importante é no salto de Huillo-huillo, uma queda d’água que impressiona pela sua força e beleza. Deste ponto é possível subir (em 4x4) a parte mais alta do vulcão Mocho-Choshuenco e de lá ter uma visão privilegiada dos vulcões Lanin (3.747 m), do Quetrupillan (2.009m) e do Villarica (2.840 m), além de várias outras montanhas da cordilheira dos Andes.

A partir de Huillo-Huillo é possível seguir vários caminhos. Ao sul em direção a Puerto Varas e Puerto Montt. Ao norte com destino a Pucon e Villarica. E a oeste, seguindo o curso das águas em direção ao porto de Valdívia, onde termina nossa rota.

Esta região está aberta ao turismo durante todo o ano e as passagens através dos Andes raramente fecham durante o inverno. Em todas as cidades existem uma boa estrutura de hotéis e serviços. Para quem desejar fazer este roteiro de carro (como eu fiz) sugiro fugir da temporada de neve. O ideal é viajar entre Outubro e Abril.

Família Goldschmidt

____________

A Família Goldschmidt realizou a expedição Lagos Andinos entre Setembro e Outubro de 2009. Os diários de bordo, informações e fotos podem ser encontrados no site: www.familiagold.com.br

Esta expedição teve o apoio da Gold Trip, a agência de viagens da Família Goldschmidt. Roteiro e informações ligue (11) 4411-8254 ou acesse: www.goldtrip.com.br

Vila La Angostura
Lago Espejo
Peter e Erick
San Martin de los Andes
Rio Fuy
Lago Panguipulli
Lago Pirehueico
  
  

Publicado por em

Bianca

Bianca

7/10/2011 15:30:02
maravilhoso.....

Thiago tupan

Thiago tupan

29/8/2011 00:11:41
nossa q aventura.... adoro tudo isso venho aki pra se possivel vcs me enviaren umas dicas do lugar pq qero avaliar varios lugares aki perto da bolivia.... alem disso qeria saber quanto tempo de viegem e informacoes do tipo. muito obrigado.... a uma dica q tenho e uma viagem aki pros lados do lago titicaca e muito lindo as montanhas aki na cidade de la paz sao lindas demas tive a oportunidade de visitar a montanha huana potosi q e e uma viagem cheia de lindos caminhos e con aguas limpas e muito frias descendo as montanhas se tiver oportunidade tai uma boa rota e muito divertido.... e de verdade se tiver como me mande algumas informacaoes no meu email abraço

ANA

ANA

4/5/2011 21:45:42
ADOREI MUITO LEGALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ivani Calvano Gonçalves

Ivani Calvano Gonçalves

18/2/2011 22:12:11
Adorei os lagos, lindísimos, belo passeio. É possível fazer um tour englobando os lagos argentinos e chilenos? Que operadora trabalha com isso?

Família Goldschmidt

Família Goldschmidt

Ola Ivani acesse o site da Gold Trip la voce encontrara solução paa sua viagem acesse o link: [[http://www.goldtrip.com.br/portal/goldtrip-lagos-andinos/|]]
Edu

Edu

30/1/2011 11:11:36
adorei essa foto, isso nos mostra o quanto a natureza e bela e grandioza!

Afonso pires

Afonso pires

29/1/2010 10:00:33
linda a cidade ,gostei obrigado afonso