Canadá – Vancouver - Um bom lugar para se viver

Depois de passar dois dias explorando Vancouver começo a entender porque esta cidade foi eleita como uma das melhores do mundo para se viver.

  
  
Stanley Park<br />

Canadá – Vancouver - Um bom lugar para se viver

Depois de passar dois dias explorando Vancouver começo a entender porque esta cidade foi eleita como uma das melhores do mundo para se viver. Vários fatores se sobrepõem e transformam esta cidade em um lugar agradável para pessoas de todas as idades e gostos. Um destes fatores é a geografia. Vancouver é banhada pela águas do oceano Pacifico, mas ou mesmo tempo é protegida dos fortes ventos e ondas por várias ilhas e canais. A proximidade do mar, assim como de grandes montanhas tornam o clima ameno, exceto durante o forte inverno canadense. A cidade é quase toda plana, o que facilita a locomoção e tem muitas aéreas verdes e opções de lazer. A cidade oferece todo tipo de serviços e entretenimento tanto para os turista como para sua população. Seguindo os padrões norte-americanos, tudo é muito bem organizado, bem sinalizado e de fácil acesso. Quase não há congestionamentos. As calçadas, prédios públicos e atrativos turísticos estão mais do que preparados para pessoas com necessidades especiais.

Vancouver consegue equilibrar com muito sucesso os confortos da vida urbana com um contato direto com a natureza. Possui muitos parques, sendo que o maior deles é o Stanley Park, uma península verde ao lado do centro da cidade. Neste parque podem-se praticar diversos esportes como caminhada, bicicleta, remos e vela. No parque há também muitos atrativos como, por exemplo, o Aquário de Vancouver, cuja principal atração são as baleias Belugas, mamíferos típicos da região do ártico com a pele totalmente branca.

Quase nunca neva em Vancouver, mas nas montanhas próximas existem três boas pistas de esqui. A mais próxima delas, Grouse Mountain, está a apenas 20 minutos do centro da cidade e pode ser acessada através de um bondinho. Lá em cima, existe uma estrutura turística completa que funciona durante o ano inteiro.

No caminho para as estações de esqui, uma boa opção de parada é Capilano Bridge. Esta reserva privada de fauna e flora preserva antigos exemplares de ciprestes, alguns com dezenas de metros de altura. O rio Capilano corta a floresta formando um profundo cânion que pode ser atravessado através de uma ponte suspensa construída há mais de cem anos.

O centro da cidade (downtown) é um dos lugares mais visitados de Vancouver e certamente onde se concentram o maior número de atrativos. Menciono alguns que visitamos durante nossa estada na cidade:

Em Chinatown esta a segunda maior colônia chinesa do país. Possui lojas e restaurantes típicos e um grande jardim oriental.

Gastown - Região onde foi fundada a cidade, repleta de prédios antigos, charmosos restaurantes e lojas de souvenires. Em Gastown encontramos ainda em funcionamento um relógio movido a vapor trazido no século XIX.

Waterfront – Região as margens da baía com uma maravilhosa vista das montanhas e do Staley Park. Possui um centro de convenções, shopping, cinema Imax e um complexo portuário super moderno de onde partem os navios de cruzeiro para o Alaska. Desta mesma região partem os barcos de turismo e de transporte de passageiros. De Waterfront decolam os hidroaviões que fazem vôos panorâmicos ou de transporte para a capital, Victoria. Fomos convidados a fazer um vôo panorâmico e tivemos uma experiência maravilhosa decolando e pousando sobre o mar. Descobrimos que Vancouver é ainda mais bonita quando vista de cima. Recomendo!

Robson Street – Esta avenida, junto com a Burrard Street forma um corredor de lojas ideal que atende a todos os bolsos.

English Bay- Esta praia de areia é muito freqüentada durante o verão, onde acontecem grandes shows e eventos. Um deles é a competição mundial de fogos de artifício que acontece durante as noites de verão.

Granville Island – É uma pequena ilha ao sul do Downtown transformada em um centro de compras. No meio da ilha há um mercado com uma grande variedade de produtos feitos ali mesmo em Vancouver. Ao redor do mercado, centenas de pequenas lojas mostram o melhor do artesanato local. Há muitos restaurantes e bares na ilha. Meu destaque vai para o Sandbar que fica exatamente debaixo da ponte. Sua localização única, a decoração e a comida fazem dele um lugar mais do que especial.

Há muito mais para ver e conhecer em Vancouver, mas nesta viagem não vai ser possível conhecer tudo. Hoje terminamos nossa visita a região de British Columbia e à noite embarcaremos em um trem para Jasper, uma cidade no meio das Montanhas Rochosas no estado de Alberta. Ainda não sei como será esta viagem, mas certamente você vai ficar sabendo no nosso próximo encontro – até lá!

  • Peter Goldschmidt é membro da Família Goldschmidt que desde 1999 viaja pela América descobrindo e divulgando novos roteiros turístico. Este e outros diários podem ser vistos no site: www.familiagold.com.br.
  • Peter viaja com apoio da Air Canadá e da Gold Trip, a agência de viagens da Família Goldschmidt - www.goldtrip.com.br - Fone (11) 4411-8254
ChinaTown
Musico em Vancouver
Beluga
Cidade e Natureza
Capilano Bridge
Peter e Totem
Relógio a vapor
Hidroavião
  
  

Publicado por em

Fernanda

Fernanda

11/03/2012 22:34:58
Lugaaar lindo! Espero futuramente ir morar ai :)