Canada - um pais multicultural

Depois de 9 horas de vôo entre São Paulo e Toronto e mais 4 horas de Toronto até Vancouver, finalmente cheguei ao ponto inicial de minha viagem.

  
  

Canada - um pais multicultural

Vancouver

Depois de 9 horas de vôo entre São Paulo e Toronto e mais 4 horas de Toronto até Vancouver, finalmente cheguei ao ponto inicial de minha viagem. O vôo foi tranqüilo, confortável e sem surpresas, exatamente o que se espera de uma boa viagem. Voei a bordo de um moderno 767, com um poltrona espaçosa e monitor de vídeo individual, o que ajuda muito passar as horas da viagem, especialmente para mim que nunca durmo durante as viagens longas.

Vancouver me recebeu com uma temperatura de 7 graus positivos e um céu nublado. Tomei um trem até o centro da cidade e um táxi até meu hotel. Me hospedei perto do Stanley Park, uma gigantesca aérea verde nas margens da grande baia de onde partem os navios de cruzeiro. A cidade é linda, especialmente nesta época de Outono (no hemisfério norte) quando as árvores começam a mudar de cor e tinge a cidade de laranja, ocre e vermelho. Uma beleza! Vancouver é muito organizada, com avenidas largas e muita aérea verde. É quase totalmente plana e muito próxima as montanhas que podem ser avistadas desde o centro (Downtown). Tem uma excelente rede hoteleira, muitas lojas e centros de entretenimento. Não é a toa que Vancouver foi escolhida como uma das melhores cidades do mundo para ser viver.

Mas não posso falar de Vancouver sem antes falar do próprio Canadá. Ao aterrisar neste país imediatamente nos damos conta da pluralidade de culturas que formam sua população. Na verdade, está miscigenação começou há muito tempo, quando os primeiros exploradores franceses e ingleses (séculos XVI e XVII) integraram-se com as Primeira Nações a fim de construir uma herança canadense única. Desde então, especialmente a partir das últimas décadas do século XIX muitos povos do leste imigraram para o Canadá em busca de liberdade, seguidos por uma multidão vinda da china e do sul da Ásia. Segundo uma pesquisa de 1991, 42% da população do país declarou ter pelo menos alguma outra origem étnica que não fosse a inglesa ou a francesa.

Segundo os últimos dados o Canadá beira os 33 milhões de habitantes, ocupando uma área de aproximadamente 9,9 milhões de quilômetros quadrados (o 2º maior país em extensão) o que nos dá uma densidade populacional de apenas 3 habitantes por quilômetro quadrados. O canadense tem uma expectativa de vida alta (73 anos para homens e 80 anos para a mulheres) e a população cresce a uma taxa em torno de 1,3% ao ano. A religião principal é a católica, seguida dos protestantes, judeus, maometanos, hinduístas e budistas. O Canadá possui quase 9% da água doce do planeta e a sua costa, a maior do mundo, estende-se por mais de 244 000 Km.

Vancouver bem que poderia ser uma célula modelo deste pais. Cercada de água doce e salgada, possui relevo de planície e também de montanha. Os imigrantes estão por toda parte, especialmente os chineses, talvez devido a proximidade com o Oriente.

No próximo diário vou contar um pouco mais. Prometo que vou investir os próximos dois dias explorando esta cidade e prometo boas novidades. Grande abraço - Peter Goldschmidt

  • Peter Goldschmidt é membro da Família Goldschmidt que desde 1999 viaja pela América descobrindo e divulgando novos roteiros turístico. Este e outros diários podem ser vistos no site: www.familiagold.com.br.
  • Peter viaja com apoio da Air Canadá e da Gold Trip, a agência de viagens da Família Goldschmidt - www.goldtrip.com.br - Fone (11) 4411-8254
Mudança de cores
Vancouver em dia de verão
País multi cultural
Voo longo, porém confortável
  
  

Publicado por em

Ney Pimenta

Ney Pimenta

29/08/2011 22:10:03
Sr. Goldsmith, gostei muito de ler seu relato inicial. Achei seu blog porque viajo 5-feira justamente para Vancouver e estou à procura de informações. Bela iniciativa. Vou procurar ajudar os próximos viajantes como o senhor fez, inserindo minhas impressões em meu blog. Felicidades,
Ney Pimenta