VIAJE COMIGO 19 | ÁFRICA - TANZÂNIA

Karibu! Seja bem- vindo!

  
  

A Tanzânia é um país incrível. Nos seus mais de 945 mil quilômetros quadrados o país abriga uma série de belezas naturais. Para os habitantes do local a vida é muito difícil, já que a economia do país gira principalmente em torna da agricultura de exportação.
Mas apesar das dificuldades, o povo Tanzaniano sabe muito bem como receber o turista com simpatia e festa. Desde o monte Kilimanjaro até o Serengueti, a Tanzânia mostra paisagens primorosas misturadas com a vivacidade dos animais que passeiam por seus campos. Viaje comigo e conheça mais esse destino incrível!

Lago Manyara
O Lago Manyara é parque nacional com 320 quilômetros quadrados de extensão. O lago é repleto de flamingos, mas não dá para chegar perto. Podemos vê-los de longe, tingindo as águas com suas plumas cor-de-rosa. O parque tem uma região de campo aberto, onde observamos antílopes, girafas, búfalos e muitas aves. Os babuínos estão em toda parte, inclusive nas estradas, sempre procurando comida. Cuidado com eles! Outra parte do parque é coberta por florestas, com árvores bem grandes, lar de várias manadas de elefantes. Vimos muitos filhotes. Procuramos durante um bom tempo os felinos do parque. Eles não são muitos, mas são especiais. Assim como no lago Nakuru no Quênia, os leões daqui tem o costume de dormir sobre as árvores. Infelizmente não tivemos sorte. Mas isto acontece. Afinal, os caçadores sempre chamaram os animais selvagens (a caça) de “Game”, que em inglês quer dizer “jogo”. Uma alusão a sorte que se precisar ter para encontrar os animais na selva. Um bom safári sempre depende de estar no lugar certo, na hora certa. Chegar cinco minutos antes ou depois faz toda a diferença. Mas já que estamos falando de safáris, deixe-me fazer outro comentário. Um safári nunca é igual ao outro. Mesmo que você veja os mesmos animais. Já fiz vários e posso dizer que cada um teve a sua singularidade. Os animais não são e não se comportam de forma igual. Cada dia é uma aventura diferente, uma surpresa, uma descoberta. Meu conselho é o seguinte: Se quer observar a natureza e conhecê-la de perto, quanto mais safáris melhor.

Cratera de Ngorongoro
Ngorongoro é a cratera de um vulcão extinto, localizada próxima ao Parque de Serengeti, no norte do país. Tem um diâmetro de quase 20 quilômetros e está a 2.300 metros de altitude. Pertence a uma área de conservação e não possui nenhum assentamento humano no seu interior. Ngorongoro é um nome de origem Maasai e se refere ao chocalho carregado no pescoço por suas vacas. Há vários hotéis na região, todos construídos nas bordas da cratera. A depressão contém quatro ecossistemas diferentes e abriga dezenas de espécies. São cerca de 25 mil animais, grande parte deles mamíferos. É uma verdadeira arca de Noé. A cratera é também a maior concentração de felinos de toda África. Em Ngorogoro é possível encontrar os Big Five, os animais consagrados pelos antigos caçadores com os mais ferozes e corajosos. São eles: O leão, o leopardo, o hipopótamo, o búfalo e o rinoceronte.
Só a chegada à cratera já é um espetáculo digno de nota. Imagine olhar para dentro de um vulcão extinto e ver no seu interior campos coberto de relva, florestas, pântanos, rios e até um lago de sal. Tudo criando uma paisagem única e surreal. Fizemos um safári e vimos dezenas de animais com javalis, hipopótamos, avestruzes, antílopes, zebras e búfalos. No entanto, o nosso objetivo era ver os felinos e concentramos toda a nossa atenção em procurá-los. O primeiro que avistamos foi um grande leão caminhando perto de algumas zebras. Não parecia muito interessado nelas. Logo depois, vimos um jovem macho, dormindo na beira da estrada. Encontramos também duas famílias de hienas e um guepardo procurando uma oportunidade de caça. O ponto alto do safári chegou quando encontramos um grupo de cinco jovens leoas. Elas se aproximaram dos carros e se deitaram em sua sombra. Ficaram ali vários minutos para o deleite de nossas câmeras. Depois, sem se importar com nossa presença, elas seguiram pela estrada caminhando ao lado do nosso carro. Fiquei durante 15 minutos filmando a menos de um metro delas. Fiz lindas imagens e pude admirá-las com cuidado. Mas não era o fim. Logo elas avistaram um grupo de búfalos e começaram o ritual da caça. Entraram na relva alta, caminharam abaixadas até próximo da manada e… Atacaram. Houve muita correria e poeira. Os Búfalos lutaram bravamente investindo contra as atacantes. Elas tentavam separá-los para ter melhor chance, mas não conseguiram. Afinal, o Búfalo é um oponente que pode pesar até 800 quilos e tem chifres bem afiados. No final, as leoas cansadas deitaram na relva para recuperar as força e deixaram os búfalos se afastarem. Fiquei feliz pelos búfalos, triste pelas leoas e satisfeito com as filmagens. Foi um dia incrível e emocionante. Tenho certeza que a cratera de Ngorongoro é o melhor lugar da África para ver os felinos em ação. Se pudesse ficava mais um dia, mas tenho que partir amanhã. Então, já tenho uma boa razão para voltar.

Serengueti
O Parque Nacional Serengeti está localizado no norte do país e é gigantesco, com mais de 30 mil quilômetros quadrados e abrigando mais de 70 espécies de mamíferos. A viagem até ele pode ser feita de avião, desde Arusha, ou de carro. Esta segunda opção é bem cansativa, pois boa parte das estradas é de terra. São cinco horas desde o lago Manyara ou três desde Ngorongoro. Mesmo para se fazer os safáris dentro do parque anda-se muito, pois os animais se concentrar em diferentes zonas durante diferentes épocas do ano. O Serengeti ficou famoso por abrigar um dos mais impressionantes fenômenos da vida selvagem, a Migração Circular dos Gnus. Durante todo o ano, cerca de dois milhões de Gnus, acompanhados de zebras e Gazelas de Thompson percorrem as diversas áreas do parque em busca de água e pasto fresco. O movimento se faz em gigantescas manadas que se movem criando um espetáculo grandioso. São poucos os lugares do mundo onde se podem observar tantos animais juntos. O ponto alto desta jornada acontece no final de Julho, quando as manadas atravessam os rio Mara em direção ao Quênia. Imagine milhares de animais saltando nas águas de um rio repleto de crocodilos e hipopótamos, lutando contra a correnteza e os predadores para chegar à outra margem. Milhares de pessoas de todas as partes do mundo vêm assistir a este espetáculo. Mesmo fora desta época, observar a grande migração no Quênia ou na Tanzânia é impressionante.
Por causa da migração o Serengeti é conhecido com um excelente lugar para observar os grandes felinos com o leão, o leopardo e o guepardo. Com tanta comida caminhando pelo parque, é lógico que os predadores vão se aproveitar. Não é difícil presenciar um momento de caça ou de alimentação. Mas há muitos outros animais para se ver no Serengeti. Além dos felinos, podemos observar girafas, javalis, elefantes, antílopes, chacais, avestruzes e muito mais. Mas é preciso ter paciência e rodar muito pelas estradas empoeiradas. Mas o preço vale a pena. Uma visita imperdível é a piscina de hipopótamos, uma curva de rio repleta destes animais gigantes e muito agressivos. Eles são os que mais matam pessoas na África. São muito territoriais e não gostam de nada nem ninguém entre eles e a sua piscina predileta. Neste local, é possível observá-los muito de perto sem correr nenhum risco. Mas é bom sempre ter cuidado.
Ficamos dois dias no Serengeti fazendo vários safáris e observando os animais de todas as maneiras possíveis. Saímos cansados, mas muito, muito felizes. Foi uma experiência diferente que recomendo para quem gosta da natureza.
A Tanzânia tem muito a oferecer, e para viver uma desses incríveis experiências basta entrar no site da Gold Trip e ver um dos roteiros que preparamos para você. Até mais!

Peter Goldschmidt – Família Goldschmidt
Peter é membro da Família Goldschmidt e diretor-consultor de turismo da agência Gold Trip. www.goldtrip.com.br // www.familiagold.com.br

  • Fotos: Família Goldschmidt e André Pereira
  • Este diário refere-se a viagem da Família Goldschmidt ao Quênia em Junho 2011.

Fonte:http://www.goldtrip.com.br/viaje-comigo-africa-tanzania/

  
  

Publicado por em