VIAJE COMIGO 75 | ISRAEL | GALILÉIA

A Galiléia é o segundo destino turístico mais visitado de Israel, logo após a capital do país, Jerusalém.

  
  

A Galiléia é o segundo destino turístico mais visitado de Israel, logo após a capital do país, Jerusalém. Esta região é muito mencionada na Bíblia e foi aqui que Jesus passou boa parte de sua vida e ministério.

A Galileia está localizada no norte de Israel. É uma região muito verde, coberta de colinas e pontilhada de povoados Árabes e Judeus. Seu marco geográfico mais famoso é o Mar da Galiléia, também conhecido pelo nome hebreu de Yan Kinneret. O mar da Galiléia é na verdade um imenso lago com mais de 50 km de circunferência e 21 km de comprimento, cuja superfície está a 211 metros abaixo do nível do mar. Suas águas tem sido fonte de vida para os povos que cultivam e pescam nesta região a milhares de anos.

Algumas cidades do tempo de Jesus ainda permanecem na suas margens como Tiberíades e as ruínas de Cafarnaum, escavada na ribeira norte do lago. Em Cafarnaum, os lugares mais visitados são a antiga sinagoga e a suposta casa de Pedro, o apóstolo. Perto dali, uma boa opção de parada é o museu Yigal Allon, onde se encontram os restos de um barco de pescadores com quase 2 mil anos de idade retirado do fundo do lago. É dali também que partem os barcos de turismos que fazem passeios pelas águas do mar da Galiléia.

Uma das cidades mais visitadas da Galiléia é Nazaré, onde Jesus passou sua infância e juventude. Hoje Nazaré é uma das maiores cidades da região e tem uma população predominantemente Árabe. Suas ruas estreitas recebem todos os dias milhares de peregrinos, que vem conhecer a casa que segundo a tradição, pertenceu a Maria, mãe de Jesus. Esta casa está no centro da Basílica da Anunciação, uma igreja de dois andares que vale a pena ser visitada.

Igrejas é o que não faltam na Galiléia. Cada lugar considerado sagrado é marcado por templos, que impressionam tanto pela sua beleza arquitetônica, como por sua história. Uma das igrejas mais visitas é a das Bem aventuranças. Ela possui uma cúpula octogonal que exibe vitrais com as famosas bênçãos que Jesus dirigiu ao seu povo. Cercada de jardins e construída no alto de uma colina, esta igreja oferece uma das melhores vistas do Mar da Galiléia. Outros lugares que fazem parte do roteiro tradicional e religioso são a igreja do monte Tabor, a vila de Caná e a igreja da Multiplicação. Esta última foi construída sobre uma igreja Bizantina do quarto século cujo piso original ainda permanece quase intacto. Ele é formando por mosaicos que representam cenas da natureza e do milagre da multiplicação dos pães.

Do lado leste do mar da Galiléia, erguem-se as colinas de Golan, uma área conquistada por Israel décadas atrás. Estas terras altas são lugares ideais para a agricultura, especialmente para a produção de uvas. Nas suas encostas existem várias vinícolas que produzem os melhores vinhos do país. Muitas delas permitem visitação e oferecem degustação dos seus produtos. Além disto, a região de Golan abriga vários parques e reservas. Um deles é a reserva de Gamla, lar de abrutes marrons conhecidos como Grifos. O parque também guarda um tesouro arqueológico. São mais de 700 tumbas de pedra, conhecidas como Dolmes. Ninguém sabe ao certo quem as construiu, nem como era seu acabamento. O fato é que permanecem em pé até hoje.

Esta é a Galiléia, uma região que mistura história, religião, arqueologia, lindas paisagens e saborosos vinhos. Um lugar que certamente deve constar no seu roteiro de viagem em Israel.
Para saber mais sobre a Galiléia e sobre Israel, veja outras reportagens no site: www.goldtrip.com.br
Peter Goldschmidt

  • Peter é membro da Família Goldschmidt que desde 1999 viaja pelo mundo descobrindo e divulgando novos roteiros turísticos. É também diretor da agência de turismo Gold Trip - www.goldtrip.com.br - Fone: (11) 4411-8254

FONTE: http://www.goldtrip.com.br/viaje-comigo-israel-mar-da-galileia//

  
  

Publicado por em