VIAJE COMIGO 81 | HAVAÍ - OAHU

Seis meses depois do ataque japonês a Pearl Harbor, no Havaí, aconteceu perto dali uma das maiores batalhas marítimas da Segunda Guerra Mundial.

  
  

Havaí – Ilha de Oahu

Seis meses depois do ataque japonês a Pearl Harbor, no Havaí, aconteceu perto dali uma das maiores batalhas marítimas da Segunda Guerra Mundial. Porta aviões japoneses e americanos se enfrentaram ferozmente disputando a supremacia no Pacífico e a posse do atol de Midway. Esta pequena ilha coberta de areia tem este nome justamente por estar a meio caminho (midway em Inglês) entre a América e a Ásia. O que pouca gente sabe é que ela faz parte do grande arquipélago das ilhas Sanduíche, mas comumente conhecido como Havaí. Das 132 ilhas que compõem este arquipélago, apenas 8 são habitadas. Delas, a mais importante é a de Oahu, onde está a capital do estado, Honolulu.

Honolulu é a capital do qüinquagésimo estado americano e a maior cidade do Havaí, com quase um milhão de habitantes. Apesar de sua colonização polinésia, absorveu parte da cultura americana, que administra esta região há mais de 100 anos. A cidade se espalha pela costa sudoeste da ilha e nela se concentra a maioria da população do arquipélago. Andando por suas ruas se pode ver no rosto das pessoas, além da origem polinésia, a influência de ondas migratórias vindas da Ásia e da Europa.

Todas as ilhas do Havaí, inclusive Oahu, tem formação vulcânica originada de um ponto quente (hotspot) no fundo do oceano. O ponto quente é uma falha na crosta terrestre por onde o magma emerge de forma constante há milhares de anos. Esta origem vulcânica pode ser observada facilmente nos seus costões rochosos e nas crateras apagadas, como por exemplo, a de Diamond Head, uma das formações mais conhecidas da ilha. O bairro mais famoso e charmoso da cidade é Waikiki. Por entre ruas arborizadas, largas avenidas e muita gente bonita, afloram hotéis, lojas de grifes, cafés e restaurantes. Por ali, circulam tranquilamente turistas de várias nacionalidades em um grande vai-e-vem que avança noite adentro. Suas praias de areias douradas, ondas serenas e muitos coqueiros já foram cenários de diversos filmes e estão presentes nos principais cartões postais do Havaí.

Uma das marcas registrada da praia de Waikiki (e do Havaí) é o surf. Este esporte nasceu entre os nativos há vários séculos, mas foi popularizado por um havaiano chamado de Duke Kahanamoko. Este esportista, que depois se tornou governador das ilhas, foi quem levou aos quatro cantos da terra esta habilidade de andar sobre as ondas. Na costa norte da ilha (em inglês North Shore) estão as praias preferidas pelos praticantes do surf. Lugares como Waimea e Pipeline, são apontados por muitos como as praias com as melhores ondas do planeta. Mas Oahu e a Costa Norte não são famosas apenas pelo surf. Suas praias são de uma beleza cênica incomparável e também, lar de várias espécies marinhas. Em muitas delas é possível encontrar leões marinhos tomando banho de sol ou grandes tartarugas procurando um lugar para descansar.

O Havaí, e especialmente a ilha de Oaho, se orgulha da sua herança. Por isto, construiu na costa leste, um grande centro de cultura para preservar os costumes dos seus antepassados., os Polinésios. Neste grande complexo turístico existe um lago pontilhado de ilhas. Em cada uma delas, está representada uma nação polinésia que exibe sua cultura através da arquitetura, da música e de shows de costumes e habilidades. Há também restaurantes com uma grande variedade de comidas típicas.

A cidade de Honolulu cresceu em torno do porto de Pearl Harbor, o melhor e mais importante porto do Havaí. Todavia, o nome deste porto está para sempre associado ao hediondo ataque feito pelos japoneses em 1941 e que causou a morte de mais de 2.400 pessoas. Logo na entrada do porto, dois museus e um cinema relembram os detalhes desta tragédia. De todos os navios atingidos naquele dia, nenhum cobrou mais vidas do que o naufrágio do USS Arizona. A explosão causada por uma bomba certeira, matou quase que imediatamente 1.177 marinheiros. Deste, 1.102 não puderam ser retirados e o navio afundado passou a ser seu tumulo submerso. Sobre os restos deste navio, foi construído um memorial que é visitado anualmente por mais de um milhão de pessoas. Elas vem até aqui para conhecer a história e também para prestar suas homenagens a estes marinheiros. Outro lugar que vale a pena ser visitado em Pearl Harbor é o navio USS Missouri. Lançado no inicio de 1944, este gigante dos mares lutou bravamente na Segunda Guerra Mundial, na guerra da Coréia e na guerra do Golfo. Com quase 300 metros de comprimento, o Missouri está em perfeitas condições e mantém a bordo seus canhões e lançadores de mísseis.

Se você pretende conhecer o Havaí, com certeza a ilha de Oahu deve ser sua primeira parada. Aqui você poderá conhecer um pouco da história antiga e recente do arquipélago e se maravilhar com suas belas praias. Em Oahu, você poderá compreender um pouco do espírito Aloha, a filosofia de amor, paz e bem estar que predomina em todo o arquipélago. Então Aloha e até breve!

Peter Goldschmidt
Para saber mais entre em contato conosco através do site da Gold Trip – www.goldtrip.com.br

  • Peter é membro da Família Goldschmidt que desde 1999 viaja pelo mundo descobrindo e divulgando novos roteiros turísticos. É também diretor da agência de turismo Gold Trip - www.goldtrip.com.br - Fone: (11) 4411-8254

Conheça os nossos pacotes para o Havaí http://www.goldtrip.com.br/viaje-comigo-havai-oahu

  
  

Publicado por em