Descendo a serra do Caparaó

Tivemos o privilégio de passar alguns dias em Alto Caparaó e durante nossa estada por lá conhecemos lugares lindos e uma natureza sem igual. Mas, de todas as belezas que conhecemos, os amigos que fizemos foram o que realmente fizeram a viagem valer a pe

  
  

Tivemos o privilégio de passar alguns dias em Alto Caparaó e durante nossa estada por lá conhecemos lugares lindos e uma natureza sem igual. Mas, de todas as belezas que conhecemos, os amigos que fizemos foram o que realmente fizeram a viagem valer a pena. Na verdade, este é o verdadeiro objetivo de nossa expedição. São as pessoas que fazem os lugares. Não é o Pico da Bandeira, as muitas cachoeiras ou o Parque Nacional que fazem Alto Caparaó, são as pessoas. Assim sendo, posso dizer com toda segurança: Alto Caparaó é uma das cidades mais lindas do mundo. Nunca esqueçam, por mais que o turismo cresça e a cidade se desenvolva, jamais esqueçam deste jeito simples e amável de receber o visitante. Viu seu Delfino? Obrigado.
Alto Caparaó fez jus a fama de cidade cristã, pois como Cristo foi hospitaleira e amável. Deus os Abençoe a todos! Vamos guardá-los para sempre em nossos corações.

A despedida aos amigos de Alto Caparó

A despedida aos amigos de Alto Caparó

Despedida feitas, descemos a serra em direção a nossa próxima parada, Piúma no Espírito Santo. Para isto descemos a serra pela cidade de Espera Feliz. Uma serra linda por sinal. Lembrou muito a região de Petrópolis no Rio. Altos rochedos, grandes vales, uma paisagem deslumbrante. A única coisa que estranhamos foi o calor. Depois de passar quase um mês visitando somente serras, o ar quente e abafado do litoral nos afetou um pouco, mas nada que não se acostume em alguns dias (300 ou 400 deles).
Chegamos ao litoral pela cidade de Marataízes e encontramos um mar azul e muitas pequenas praias. No caminho cruzamos o rio Itapemirim, outro ponto interessante. Chegamos a Piúma no final da tarde e nos instalamos no Camping Acaiaca, no final da praia. Como ainda não chegou a temporada estamos sozinhos aqui. A noite, a Adélia junto com o pessoal da prefeitura e alguns amigos nos apresentaram a comida típica capixaba, no restaurante Ondas de Peixe. Lá conhecemos também nossa guia, Jô que vai nos mostrar os segredos de Piúma, mais isto eu conto outro dia. Tchau!

Já no ES, o Rio Itapemirim

Já no ES, o Rio Itapemirim

Esta é a Jô, nossa guia em Piúma, no ES

Esta é a Jô, nossa guia em Piúma, no ES

  
  

Publicado por em