Fazenda São Jerônimo

Ontem a tarde fomos recebidos no porto por Dona Jerônima, a simpática proprietária da Fazenda São Jerônimo. Esta fazenda ficou conhecida em todo o Brasil por ter sido o local onde foi gravado o programa No Limite 3, da TV Globo. Apesar dis

  
  

Ontem a tarde fomos recebidos no porto por Dona Jerônima, a simpática proprietária da Fazenda São Jerônimo.

Esta fazenda ficou conhecida em todo o Brasil por ter sido o local onde foi gravado o programa No Limite 3, da TV Globo.

Apesar disto, o grande atrativo da fazenda não é o cenário e sim a natureza.

Diferente da Sanjo, a São Jerônimo fica bem próxima do mar e tem uma enorme área coberta por mangues.

Este já é outro aspecto da Ilha de Marajó, outro ecossistema a ser explorado.

Nossa primeira atividade foi acompanhar o seu Brito (marido de Dona Jerônima) até um curral de peixes, na praia do Limite.

O curral é uma estrutura de varas ou redes que fica imersa durante a maré cheia e no seco durante a maré vazante.

Sua estrutura obriga o peixe a nadar para dentro de duas pequenas câmaras fechadas, uma chamada de sala e a segunda chamada de chiqueiro.

Quando a maré seca, os peixes ficam presos nesta última onde sempre fica um pouco de água.

O trabalho é entrar e pegar os peixes com a mão ou com um puçá. Uma bela invenção do caboclo.

Como a despesca tem que ser feita na maré vazante, a cada dia ela acontece em uma hora diferente.

Neste local temos que tomar muito cuidado com as arraias que ficam enterradas na areia e ferram o primeiro que chegar perto dela.

A ferroada da Arraia é uma das mais doloridas que se te notícia e todos as temem.

Apesar deste pequeno perigo, participamos da despesca junto com o seu Brito e pegamos quase 10 quilos de peixe fresco.

O almoço estava garantido com uma fartura de douradas, agulhas e pescada.

Na parte da tarde voltamos a praia para explorá-la melhor. A Sandra e a Ingrid foram catar sementes perto da mata e nós fomos conhecer a boca da Glória, a foz de um igarapé bem grandinho.

Estes igarapés não têm nascente, são frutos da água da baía que adentra a ilha.

Na maré baixa ele chega a secar totalmente, enquanto na maré cheia fica com vários metros de profundidade. Impressionante!

A praia do Limite é muito linda, deserta e cheia de árvores. A faixa de areia varia entre 3 metros (na cheia) e 400 metros (na vazante). Um contraste imenso!

Tiramos várias fotos das figuras formadas pelos galhos e raízes do mangue e conhecemos cada palmo deste paraíso à beira mar, ou à beira rio.

Quero dizer, a água do mar só chega até aqui na época da seca, quando o rio Amazonas perde sua força. Durante outro período, a água é doce.

  • Hotel fazenda São Jerônimo

Fones: (91) 3741-2093 ou 9612-3913
E-mail: saojeronimo@canal13.com.br

Salvaterra (Ilha de Marajó) Soure (Ilha de Marajó)

  
  

Publicado por em