Garimpando na Chapada

Por isto gosto de viajar, cada dia a gente aprende uma coisa nova. Hoje aprendi muita coisa sobre o garimpo de diamantes e vi coisas que achei que nem existissem mais. Bem, vamos começar do inicio do principio do começo da história. Leopoldo mostra s

  
  

Por isto gosto de viajar, cada dia a gente aprende uma coisa nova. Hoje aprendi muita coisa sobre o garimpo de diamantes e vi coisas que achei que nem existissem mais. Bem, vamos começar do inicio do principio do começo da história.

Leopoldo mostra seus diamantes

Leopoldo mostra seus diamantes

Eu pensei que Chapada Diamantina fosse um nome que se referisse a um passado que não existe mais. O nosso guia Nil, nos provou o contrário, que o diamante ainda é o sustento de pelo menos 150 famílias da região.

O diamante fica isolado no fundo da peneira

O diamante fica isolado no fundo da peneira

Na visita a Igatú, conhecemos o Sr. Leopoldo, que como muitos dos habitantes desta cidade, tem ainda o garimpo como profissão. Numa tarde ensolarada, o acompanhamos até sua Faísca, com é chamada a região de lavra.

O diamante se destaca pelo seu brilho em meio a outras pedras

O diamante se destaca pelo seu brilho em meio a outras pedras

Munido de 4 peneiras de diferentes tamanhos, de uma gamela e de uma espingarda para se proteger ou caçar, Ló - como é conhecido na região - nos mostrou a técnica de lavagem e seleção de cascalho para a procura da preciosa gema.

Depois de algumas horas, ele nos chamou sorridente e mostrou uma pedra que brilhava no meio da peneira. Era um diamante meio amarelo do tamanho de lentilha.

A pedra, mais pesada que o cascalho e a areia, se destaca do resto do material e não deixa na dúvida que é algo especial. Eu nunca tinha visto algo parecido, muito menos um diamante bruto. Fiquei encantado.

Quase que no mesmo instante toda a família Goldschmidt foi tomada pela febre do ouro (ou melhor, do diamante) e de pés descalços começamos a procurar nossas fortunas.

Para tristeza dos meus credores, nós não encontramos nada, além de muitas risadas e um refrescante banho de rio.

Valeu pela experiência e pela rara visão de ver um autêntico garimpeiro trabalhando.

  
  

Publicado por em

Jairo alves

Jairo alves

03/04/2011 15:49:44
o q faço para conseguir encontrar esmeralda bruta no preço do garimpo? jairo

Andre luiz

Andre luiz

24/02/2009 21:45:55
eu acho o masimo aqui onde eu moro ja encontraram diamantes mas pararam não sabem commo continuar acharam por acaso ai quero ajuda para achar como comesar

Francoe I. Hameury

Francoe I. Hameury

19/11/2008 16:27:15
fiquei encantado com a materia do garimpo de diamante este sempre foi o meu sonho, ja garimpei ouro em Mariana (MG)e em Bom Jesus de Pirapora rio Tiete. Tambem esmeralda em Sta. Terezinha do Goias (GO). Sempre sem intersse de ganhar dinheiro, mas por puro prazer. Agora quero conhecer um garimpo de diamante.Talvez voces me ajudem a chegar neste local onde fizeram a materia. Grato e parabens.