Indo para Ingá

Depois de sair de Rio Tinto, ainda passamos uma noite em Jonh People (João Pessoa). Lá demos uma entrevista coletiva para vários jornais e emissoras de TV. Foi tudo muito corrido, tanto que não deu para visitar nenhum lugar mais de JP.

  
  

Depois de sair de Rio Tinto, ainda passamos uma noite em Jonh People (João Pessoa).

Lá demos uma entrevista coletiva para vários jornais e emissoras de TV.

Foi tudo muito corrido, tanto que não deu para visitar nenhum lugar mais de JP.

Quem nos recebeu foi a Nanete, da Secretaria de turismo de JP. Ela foi super e nos ajudou em tudo o que precisávamos.

No dia seguinte, seguimos para Ingá, a 140 quilômetros dali.

Ingá está localizada na região de transição entre a várzea do litoral e o sertão.

Fomos recebidos pelo prefeito Antonio Burity e sua equipe.

O prefeito Burity nos chamou a atenção por duas razões.

Primeiro por trabalhar muito com as crianças e com a saúde, duas das mais importantes áreas da sociedade.

Outra por ser tão querido pelos jovens da cidade.

Por onde ele passa sempre a alguém fazendo uma brincadeira, chamando-o para alguma conversa ou coisa assim.

É difícil achar um prefeito com tanta popularidade entre os jovens.

Como na cidade não há hotéis ou campings, ficamos estacionados em um terreno ao lado de um prédio da prefeitura.

De lá víamos e ouvíamos tudo o que se passava na cidade (e também éramos vistos).

Através do alto falante do sistema de som da cidade, sabíamos todas as notícias, fofocas e ouvimos a sessão da Câmara Municipal ao vivo.

Muito interessante, inclusive a sessão da Câmara que foi hilária. Tinha vereador descendo o porrete no prefeito por qualquer razão.

Porque o cachorro fez xixi no poste, porque não tinha chovido no mês passado e até porque um pobre garoto não tinha Gardenal para tratar um problema no estomago. Dá pra acreditar?

Também fomos recebidos com uma bela apresentação de quadrilha.

As festas Juninas são levadas a sério por aqui e toda a cidade já esta envolvida nos preparativos.

Tem quadrilha de todo tipo, só não tem quadrilha de assaltante de banco.

Ingá é uma cidade pequena, com pouco mais que 17 mil habitantes. Todos conhecem todos.

Mais uma vez ficou provado aqui a hospitalidade nordestina. Mais um vez nos sentimos em casa.

A todo momento aparecia alguém para nos desejar boas vindas.

No final do dia estávamos cansados demais para fazer qualquer coisa. Fechamos o ônibus e dormimos.

Amanhã eu conto mais. Zzzzzzzzzzzz.....

  
  

Publicado por em