Indo para serra

Passei uma manhã super agradável debaixo de uma garoa simpática na frente, parado com o Pégaso em frente de um auto-elétrico em Vitória. Tentamos por 3 horas descobrir a causa da fuga de energia das baterias. Depois de muita insistência (e persistência) d

  
  

Passei uma manhã super agradável debaixo de uma garoa simpática na frente, parado com o Pégaso em frente de um auto-elétrico em Vitória. Tentamos por 3 horas descobrir a causa da fuga de energia das baterias. Depois de muita insistência (e persistência) do Fredy (o eletricista) descobrimos um fio que desencapou e que já havia me causado grandes transtornos. Enquanto eu trabalhava, o restante da minha família estava com o pessoal da concessionária Atlântica, que por sinal nos tratou muito, mais muito bem. Já disse e repito, uma grande parte da impressão que se leva da uma cidade depende das pessoas que você encontra e como elas te recebem. No caso de Vitória, não foi diferente. Despedidas feitas, seguimos no final da tarde em direção a Domingos Martins, na serra capixaba. Esta é outra característica do Espírito Santo, o Estado é muito estreito e a viagem do litoral até as montanhas é muito rápida e tranqüila. Em apenas uma hora chegamos a uma cidade típica alemã a 600 metros sobre o nível do mar. Quer saber mais? Conto amanhã. Fui!

Concessionária Atlantica / Renault

Concessionária Atlantica / Renault

Hotel Imperador, arquitetura caracteristica de Domingos Martins

Hotel Imperador, arquitetura caracteristica de Domingos Martins

Recepcionados pela esposa do Sr. Lúcio

Recepcionados pela esposa do Sr. Lúcio

Família do Sr. Lúcio, que nos recebeu em Vitória

Família do Sr. Lúcio, que nos recebeu em Vitória

Praça principal de Domingos Martins

Praça principal de Domingos Martins

  
  

Publicado por em