Nosso paraíso a beira mar

O local que separaram para nós fica na orla marítima, uns 30 km da cidade (que fica mais no interior). Foram 30 km de terra por uma estrada castigada pelas recentes chuvas. Aqui a temporada das águas começa em Abril/Maio. Rio Tinto tem 11 k

  
  

O local que separaram para nós fica na orla marítima, uns 30 km da cidade (que fica mais no interior).

Foram 30 km de terra por uma estrada castigada pelas recentes chuvas. Aqui a temporada das águas começa em Abril/Maio.

Rio Tinto tem 11 km de litoral praticamente virgem, dividido entre as praias de Barra de Mamanguape, Campina, Miriri e Oitieiro, onde ficamos.

O lugar é paradisíaco! Uma pequena elevação, toda gramada, cercada por coqueiros e com um mar maravilhoso à frente.

E o melhor de tudo isto, quase ninguém por perto. Ficamos próximo a casa de Dona Josefa, que nos forneceu luz e água.

As crianças grandes, as crianças pequenas e a Pepita adoraram o local. Por falar em Pepita, ela está uma gracinha.

Adaptou-se super bem ao dia-a-dia do ônibus. Quando saímos, ela fica tomando conta do Pégaso (e fazendo companhia para ele também).

Já sabe onde pode ir e onde não pode. Às vezes ela dorme dentro do Pégaso e segura o “ii” e o “ôô” até sair lá fora na manhã seguinte.

Estou até começando a gostar dela. Ops, já vi esta história antes...

Ontem chegamos aqui quase a noitinha e não deu para aproveitar nada. Hoje também não. Choveu a noite toda e boa parte do dia.

Assim mesmo arriscamos umas voltinhas molhadas pela praia. Como era sábado e não havia igreja por perto, fizemos nosso culto em família e aproveitamos o tempo chocho (será com x ou ch? Me perdoem se errei) e lemos bastante.

As crianças logo se enturmaram com os parentes da dona Josefa e construíram uma cabana que a chuva quase destruiu.

Foi bom relaxar, pois amanhã já temos um compromisso marcado, vamos visitar uma base do Projeto Peixe Boi Marinho, mais isto é amanhã.

Inté lá!

  
  

Publicado por em