Pains, a capital das cavernas

Depois de algumas horas de viagem a partir do Glória, chegamos à pequena cidade de Pains, já no centro-oeste mineiro. A cidade é conhecida como a “Capital das Cavernas”, afinal, são mais de 200 cavernas conhecidas e 400 já mapeadas. Fomos muit

  
  

Depois de algumas horas de viagem a partir do Glória, chegamos à pequena cidade de Pains, já no centro-oeste mineiro. A cidade é conhecida como a “Capital das Cavernas”, afinal, são mais de 200 cavernas conhecidas e 400 já mapeadas. Fomos muito bem recebidos pela Rute e pelo José Francisco do sítio Quatro Estações. Mal acabamos de chegar e já saímos na nossa primeira aventura, fomos visitar a caverna do Jorge, o detalhe, nossa aventura começou às 10 da noite. Não fez muita diferença, pois a caverna é escura mesmo. Caminhamos pela mata cerca de uma hora até a boca da caverna. No caminho, paramos para provar uma fruta da região, sugestivamente chamada de Saborosa. É uma delicia mesmo! Na caverna, a primeira reação foi de espanto diante de tanta beleza. Eram dezenas de espeleotemas diferentes. Espeleotemas, como eu recentemente descobri, são as formações rochosas dentro da caverna. Viu com eu sei escrever certo? Voltamos às 2 da manhã cheio de lama até as orelhas, mais felizes da vida. Bom, vou dormir, amanhã eu conto mais.

Peter explorando uma das centenas de cavernas de Pains, no interior de MG
Espeliotemas no interior da caverna
Equipe que nos guiou até a caverna
  
  

Publicado por em

Jordana Soares

Jordana Soares

31/05/2009 17:49:46
olá,
estou fazendo minha monografia com o tema: legislação aplicado a ambientes carsticos em MG, e diversas vezes deparei com a palavra "Espeliotemas", que está grafada de forma incorreta no Site, que o correto seria; "Espeleotema" que vem da palavra "espeleologia" que é o estudo das cavernas, e "esoeleotemas" sao objetos desses estudos, como as "estalactites e as estalagmites"
até breve

Família Goldschmidt

Família Goldschmidt

Olá Jornada, obrigado pelo aviso. Vamos corrigir no site Peter