Palestra e visita a Furnas

Olá meus amigos, já estou com saudades de todos. Completamos nossa primeira quinzena na estrada e o mundo já parece girar diferente. A correria continua a mesma, falta tempo pra tudo, as notícias e a alta do dólar perderam a importância, mas em compensaçã

  
  

Olá meus amigos, já estou com saudades de todos. Completamos nossa primeira quinzena na estrada e o mundo já parece girar diferente. A correria continua a mesma, falta tempo pra tudo, as notícias e a alta do dólar perderam a importância, mas em compensação, tem cada paisagem.. Hoje estou escrevendo no meu “escritório” no Glória. Da janela posso ver o Rio Grande que corre tranqüilo, refletindo as nuvens no céu. O sol está quase se pondo.
Estamos cansados, hoje fomos conhecer a usina de Furnas, onde apresentamos uma palestra para funcionários e alunos da escola da usina. Foi muito legal, principalmente porque depois da palestra fomos conhecer as instalações. Apesar de antiga, fundada em 1963 (ou é melhor dizer nova, pois 63 foi o ano que eu nasci) ela continua em perfeito funcionamento (como eu) gerando energia para todo o estado de Minas Gerais (idem). Fomos convidados para conhecer o lago formado pela barragem. Nos contaram sobre muitas gargantas de pedra e bonitas cachoeiras, mais não pudemos ir por falta de tempo. Vocês pensam que é moleza? Só ontem escrevi 25 e-mails além de preparar duas matérias. Minha lista de “Coisas para fazer” não pára de crescer, não sei como vou dar conta de tantos compromissos.
Sábado fomos a igreja como de costume e conhecemos um pessoal muito simpático. Tivemos que ir a Passos, pois no Glória não havia igreja Adventista. Está chegando a hora de ir embora. Outra despedida, mais amigos que temos que deixar para trás. Por incrível que possa parecer, não gosto de mudanças. Sou um cara muito rotineiro. Mas fazer o que? Temos que continuar nosso Giro e descobrir o que Deus preparou para nós. Temos que conhecer pessoas, lugares, vencer desafios e aprender com a vida. Temos que nos acostumar com isto. Por falar em acostumar, ainda estamos nos adaptando a nova realidade de espaço no ônibus. Alguns atritos são inevitáveis, e às vezes a irritação é geral. Para vocês terem uma idéia da confusão, só na sexta passada conseguimos descobrir onde está cada coisa no ônibus, mesmo assim dividimos a tarefa em dois. A Sandra sabe das coisas da cozinha para trás (quartos e banheiros) e eu da cozinha para frente (sala. Escritório e bagageiros). A geladeira dividimos entre nós dois, hummmmmmmm!

Usina de Furnas
Família apresentando palestra em Furnas
Igreja Adventista em Passos, MG
  
  

Publicado por em