Viagem a Belém do Pará - Parte I

Saímos hoje de Teresina depois de um tremendo atraso. Acordamos cedo, mas algumas coisas nos atrasaram, entre elas uma entrevista, a preparação do Pégaso, o abastecimento e a largada da Fórmula 1 que o Erick não queria perder de maneira nenhuma.

  
  

Saímos hoje de Teresina depois de um tremendo atraso.

Acordamos cedo, mas algumas coisas nos atrasaram, entre elas uma entrevista, a preparação do Pégaso, o abastecimento e a largada da Fórmula 1 que o Erick não queria perder de maneira nenhuma.

No final da história, saímos somente às 11:30 h. Sair de Teresina, no Piauí, para Timon, já no Maranhão do outro lado do rio Parnaíba, é como passar de Foz do Iguaçú para Ciudad del Este no Paraguai. Um choque cultural e financeiro.

A primeira impressão do Maranhão não foi muito boa.

Na verdade, em todo o trecho da viagem só vimos pequenos povoados ou grandes povoados. Tudo sem muita infra–estrutura ou preparo.

A impressão que tenho (espero que esteja errado) é que, fora São Luiz e os Lençóis Maranhenses, não tem mais nada no Maranhão. Tomara que seja só impressão.

Apesar de sairmos tarde, ainda deu para viajar 300 km. Dormimos ao lado de um posto da Polícia Rodoviária Federal.

Fomos muito bem recebidos pelos policiais, com quem conversamos um bocado.

Nos sentimos seguros lá. Valeu amigos!

  
  

Publicado por em