Gonçalves - MG

Encravada nas belas montanhas da Serra da Mantiqueira, a mineirinha Gonçalves tem arrancado elogios de quem escolhe a cidade para desfrutar da tranqüilidade junto à natureza.

  
  

Encravada nas belas montanhas da Serra da Mantiqueira, a mineirinha Gonçalves tem arrancado elogios de quem escolhe a cidade para desfrutar da tranqüilidade junto à natureza.

Artesãos diferenciados e chefs renomados também escolheram Gonçalves como fonte de inspiração para seus dotes, com isto a infra-estrutura da cidade ganhou muito, conta com ótimos restaurantes, ateliers e lojas de artesanato diferenciadas e pousadas extremamente charmosas.

A cidade entre as montanhas

Curtir a natureza, o melhor programa em Gonçalves

A exuberante paisagem com florestas de araucárias, penhascos e cachoeiras promovem a prática do ecoturismo e das atividades de aventura. As caminhadas são muito agradáveis, também pelo fato do clima da serra, fresco até mesmo no verão. Chegar ao cume das montanhas ao redor da cidade proporciona a oportunidade de desfrutar de belas vistas de toda a região. O ideal é contratar uma agência local para organizar seus passeios, pois a maior parte deles está longe do centro urbano e requerem a experiência de um guia para acompanhá-los. Muitos dos locais turísticos ficam dentro de propriedades particulares, que só autorizam a entrada junto com o guia, que já tem autorização prévia. Nós contratamos os serviços da Tribo na Montanha, que se mostrou muito eficiente não apenas em guiar os passeios, mas também por nos fornecer valiosas informações sobre a flora, fauna e histórias de Gonçalves.

Montanhas de Gonçalves

Caminhadas

Ascender ao cume da Pedra Bonita requer um pouco de preparo físico, o pico está a 2120m de altitude. Esta caminhada não pode, nem deve, ser feita sem um guia local, é um programa para o dia inteiro, assim, se optar por conhecer o pico mais bonito de Gonçalves, não deixe de levar com você muita água e um bom lanche de trilha. A caminhada começa a partir de 1650 m de altitude e atravessa a mata composta de campos, bosques, florestas e muito bambu. Depois de subir bastante começam a surgir grandes blocos de rocha com vista para apenas um dos lados da pedra.

Pedra Bonita
Pedra Bonita

A partir destes platôs, a caminhada fica bem mais leve e você já está perto do cume. Lá em cima a paisagem é de tirar o fôlego! Fato que compensa, e muito, o esforço da caminhada. Entre as rochas, encontram-se musgos, bromélias e a fascinante vista de 360 graus, sem obstáculos, que engloba parte da região do sul de Minas, do Vale do Paraíba e da Serra do Mar.

Cume da Pedra Bonita

A 1970m de altitude e acesso por trilha fácil, que leva por volta de três horas (ida e volta), a subida ao cume da Pedra do Forno, assim chamada por conta do seu formato que lembra um grande forno arredondado, não é menos encantadora. A caminhada se dá em meio à mata nativa, com riachos, xaxins e bromélias. A trilha termina em uma pequena escada com degraus de ferro presos a pedra por onde o turista chega ao cume. No topo, uma pequena capela e a incrível vista de 360 graus que compreende a Pedra do Baú (São Bento do Sapucaí), Campos do Jordão, Monte Verde, Pedra de São Domingos e as montanhas ao redor. A Pedra do Forno está localizada dentro de propriedade particular, a caminhada se inicia e termina no restaurante do Zé do Ouvídio e Glória, onde após a caminhada você pode degustar uma deliciosa comidinha mineira feita no fogão à lenha.

Subida ao cume da Pedra do Forno - Aventura com as crianças
restaurante do Zé do Ouvídio e Glória

Outras caminhadas levam o turista ao cume da Pedra Chanfrada, da Pedra de São Domingos e da Pedra do Barnabé.

A caminhada à Pedra do Cruzeiro já é bem mais íngreme, uma forma mais divertida de chegar ao seu cume é contratar um passeio Off Road a bordo de um veículo 4X4, chegando bem perto do topo da pedra. O trajeto passa em meio à plantação de bananas e mata nativa por uma estrada bem acidentada que faz do passeio uma aventura à parte.

Off road à Pedra do Cruzeiro
Off road à Pedra do Cruzeiro

Depois a caminhada ao cume é bem curta. A Pedra não é muito alta, mas oferece uma boa vista da região montanhosa e dos bairros logo abaixo da pedra. O passeio continua para um tour cultural pelo bairro dos Venâncios, onde se localizam intactos os antigos casarões de pau-a-pique.

Cume da Pedra do Cruzeiro
Casarão de Pau à Pique

Circuito das cachoeiras

Incluir um banho em uma (ou todas) cachoeira de Gonçalves é um programa que não pode faltar em uma visita à cidade, mesmo que você não seja chegado a uma água gelada, no mínimo poderá contemplar a beleza e diversidade de cada uma delas.

A 3 km do centro, a Cachoeira do Simão é uma das mais visitadas pelos turistas. Sua queda de cerca de 7 m é dividida em duas partes e deságua numa piscina natural.

Cachoeira do Simão

A Cachoeira do Retiro, localizada no bairro de São Sebastião das Três Orelhas, a 2 km do centro, é formada por um conjunto de várias quedas e piscinas naturais.

Cachoeira do Retiro

Também a 2 km do centro, e a curta caminhada em meio a mata nativa que leva até a Cachoeira das Andorinhas é fresca e agradável. A cachoeira é formada por dois saltos principais. Costuma ser visitada por turistas que procuram por tranqüilidade e contemplação, mas os banhistas também podem usufruir de suas piscinas naturais localizadas entre as quedas.

Cachoeira das Andorinhas

Num espaço grande e aberto, a Cachoeira do Cruzeiro desliza suas águas para um enorme poço com fundo de areia, ótimo para quem pretende desfrutar do banho.

Cachoeira do Cruzeiro

Aventura : rapel, bóia-cross e cavalgada

Além da contemplação e do banho, a Cachoeira da Pedra do Forno, nos proporcionou uma aventura mais radical: o rapel. Se você gostaria de experimentar esta atividade, aqui é o local indicado. Com apenas 40m de queda, a formação natural da cachoeira é adequada a iniciantes. A Tribo da Montanha possui guias treinados e competentes para a prática segura deste rapel em cachoeira.

Rapel na Cachoeira do Forno
Rapel na Cachoeira do Forno

No verão, o Rio Capivari sobe e o bóia–cross, atividade de aventura onde o praticante é levado pela corredeira de um rio a bordo de bóias especiais, é muito procurado. As águas límpidas do rio atraem os mais aventureiros a descer suas quedas e corredeiras em dois percursos: um mais fácil com 2 km de extensão e outro para os mais experientes com um percurso de aproximadamente 3 km por quedas de até 3m e meio de altura.

Cavalgar é uma atividade sempre muito bem-vinda nas cidades serranas. A cavalgada ecológica é muito segura e oferece a oportunidade de interagir não apenas com a natureza ao redor, mas também com o animal.

Cavalgada Ecológica

Escolhemos um roteiro de 3 horas (ida e volta) montanha a cima, até um mirante natural de onde pudemos apreciar o fim de tarde, fomos brindados com o momento do dia quando o sol bate nas montanhas criando um visual bucólico e fascinante.

Cavalgada Ecológica

Arte na montanha

A encantadora natureza de Gonçalves é fonte de inspiração para vários artistas e artesãos que se estabeleceram na cidade. Um bom programa cultural é visitar os ateliers para conhecer os diferentes estilos e apelos artísticos, e também para fazer umas comprinhas.

O atelier Feito Fibra da artista Virginia Pinto Coelho expõe além da sua própria arte em tramas incrivelmente bela e variada, obras de outros artistas da região. A artista também compartilha seus conhecimentos com a comunidade num projeto social fantástico, um exemplo a ser seguido por todo o país.
Av. Francisco Tertuliano Ribeiro Neto, 240

Atelier Feito de Fibra e a artista

O Atelier Papegilla apresenta a arte de Cynthia Gavião. A artista faz peças de decoração em uma mistura de papel reciclado e argila. O resultado são peças de decoração e utilitários diferentes e delicados.
Estrada Gonçalves/ São Sebastião das Três Orelhas, 4 km

A delicadeza da arte de Cynthia Galvão

No centro da cidade o atelier Pau Véio expõe as peças da artesã Eliana Carvalho que reaproveita peças como janelas velhas, armações e outros materiais descartados, e transforma em arte.

Atelier Pau Véio

No atelier Sr. Adão, os filhos e sobrinhos do falecido Sr Adão, também fazem um trabalho fantástico reaproveitando madeira descartada, transformando o que iria para o lixo em estátuas, imagens, placas e mandalas.

Peças do Atelier do Sr. Adão

Ainda no centro a Vila do Artesão foca a arte de Val e Ricardo que fazem um trabalho bem interessante com pintura em peças de madeira reaproveitada, tecidos e outros materiais.

Vila do Artesão

A Alquimia Nativa, cosmética artesanal e a Chocolateria Chocolótus funcionam na segunda casa mais antiga da cidade. Procurando preservar as tradições, além de degustar os melhores chocolates de Gonçalves, o local oferece a oportunidade de quem visita as lojas, tomar um café de coador, moído na moedeira manual com bolo, como antigamente. Você é recebido na sala ou no quintal de uma maneira muito especial.
Rua Antonio C Rosa, 189.

Xícara de chocolate da Chocolótus
Cosmética natural

Exatamente em frente à Chocolótus, a Senhora das Especiarias fabrica geléias, temperos e chutneys artesanalmente, os produtos não utilizam corantes e nem conservantes.

Pólo gastronômico

Comer bem é um dos grandes prazeres para quem gosta de viajar. Gonçalves tem o dom de atrair artistas, e a culinária não foi uma exceção. Muitos chefs estabeleceram aqui seus restaurantes com especialidades e apelos gastronômicos diferenciados. Aqui algumas sugestões para gourmet nenhum botar defeito:

Restaurante Nó de Pinho

O menu é comandado pelo Chef Sergio Peres. Nós provamos duas especialidades, a carne de lata com alho poro e mandioca e uma massa recheada de carne seca e abóbora ao molho de requeijão. Dois pratos muito saborosos que misturam a cultura local ao cardápio moderno.
Para chegar ao restaurante, siga sentido a São Sebastião das 3 Orelhas. Depois de aproximadamente 2 km você encontrará uma entrada à esquerda com a indicação do restaurante.
Tel: 35 - 3654-1398 - www.nodepinho.com.br

O ambiente charmoso e a deliciosa carne de lata com alho poro e mandioca

Restaurante Sauá

O chef Vitor Pompeu buscou um toque caipira para completar pratos da cozinha contemporânea que serve em seu restaurante. Não deixe de provar os pratos de truta preparados na hora no fogão à lenha. O ambiente é aconchegante e possui uma vista belíssima para as montanhas. O restaurante fica a 7,4 km de terra do centro, sentido ao Bairro Sertão do Cantagalo.
www.sauanaserra.blogspot.com

A truta preparada na hora no fogão à lenha

Restaurante Kitanda Brasil

O cardápio servido pessoalmente pela chef Tanea Romão, serve um menu degustação no espaço informal e charmoso do restaurante. Seus quitutes e pratos promovem uma encantadora experiência gastronômica.
Rua Antonio Caetano Rosa, 217 - centro
Tel: 35- 3654.1406
kitanda-quitandasequitutes.blogspot.com

Menu degustação servido pela chef Tanea Romão
O charme do café servido no mini coador no Kitanda

Porto do Céu Restobar

Comandado pelo chef Sergei Kotolevzev e sua esposa, Sônia Sarto, o restaurante é, como o nome diz, um restaurante com ares de barzinho, ponto de encontro noturno de moradores e turistas. No cardápio o destaque é o delicioso capeletti in brodo com recheio de frango, legumes ou carne, acompanhado de um pão folheado. Aos sábados normalmente há shows ao vivo com apresentação de bandas e cantores da região.
Rua Cel Procópio Ribeiro, 80 - Centro.
Tel: 35 3654.1233 / 35 9806.3575
www.portodoceu.art.br

Capelete em brodo e show ao vivo

Restaurante Deméter na Roça

Ao sair das caminhadas e atividades na natureza, o almoço no Demeter é uma das melhores opções da cidade. Fica aberto até mais tarde e a farta comida mineira é realmente de primeira!
Rua João Carlos da Silva, 320 – Centro
Tel: 35 3654-1117

Demeter na Roça

Café com Verso

Num ambiente charmoso e encantador, é servido um ótimo expresso e docinhos de dar água na boca, a proprietária Andreia, além do bom gosto, criou um ambiente cultural com biblioteca pública e cede o espaço do café, para que crianças e adultos da comunidade e turistas possam ter acesso gratuito a livros e à arte, por meio de exposições dos artistas locais.
Praça Monsenhor Dutra, 246 - Centro,
Tel: 35 3654-1241 / 35 3654-1241
cafecomversolivraria.blogspot.com

Ambiente cultural do Café com Verso

Agência receptiva

Tribo da Montanha

Rua: António Caetano da Rosa 173 Centro Gonçalves-MG
Tel.: 35 3654 1172 / 35 9993 2875
http://tribodamontanha.blogspot.com

Hospedagem

Entre as muitas pousadas com diferentes apelos de charme, natureza e preço justo, a Vida Verde se destaca. Além de ser a única da região com três tipos de hospedagem: apartamentos, suítes e chalés, está em meio a mata e a um bosque de Araucárias. A infra-estrutura é bem completa e inclui piscinas, sala de ginástica, playground, biblioteca, campo de futebol e o melhor, uma cachoeira dentro dos limites da pousada. Sua Localização privilegiada a 1.450m de altitude e apenas 4 km do centro, é ideal para quem deseja tranqüilidade em meio à natureza com conforto.

Pousada Vida Verde
Chalé - uma das opções de hospedagem na Pousada Vida Verde

Pousada Vida Verde

Estrada São Sebastião, km 4
Tel: 35 6354-1217/ 3654 1219
MSN: pousadavidaverde@hotmail.com
www.pousadavidaverde.com.br


Visite o site da Família Muller


Curta nossa fanpage no Facebook

Seja mais um seguidor da Família Muller no Twitter


As reportagens da Família Muller tem o patrocínio de:

Trilhas & Rumos

Apoio de:

Relógios Adidas
Hi-Tec
Gatorade
Óculos Julbo

Conheça nosso livro

Para onde nós vamos? Os roteiros de viagem da Família Muller

Fale conosco e reserve seu exemplar.

Para onde nós vamos? os roteiros de viagem da Família Muller
  
  

Publicado por em

Vicente de Paula Silva

Vicente de Paula Silva

15/10/2014 11:56:35
Gonçalves é um lugar especial, topografia linda, estive uns três anos atrás e estou com muita saudade, sempre comento com meus amigos sobre Gonçalves. Ficamos na pousada Vida Verde que é excelente e, por coincidência houve uma linda festa Junina naquele fim de semana. Gostaria de saber quando será o festival de comida da roça neste ano em Gonçalves?
Um abraço,

Vicente

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Vicente, Obrigado pelo comentário! Gonçalves é mesmo um lugar encantador, para se voltar muitas vezes! Segue abaixo o link do Festival: [[http://gastronomiagoncalvesmg.blogspot.com.br/ um|]] abraço, Família Müller
GNF

GNF

26/11/2013 15:59:00
Adorei as fotos e os comentários, que por certo servirão de subsídios caso minha família se decida a ir para Gonçalves. Só gostaria de saber se é um passeio adequado para família com filhos pequenos (6 e 8 anos), e se em janeiro, na segunda quinzena, costuma chover muito na região, pois caso contrário, o passeio poderia se transformar em uma verdadeira "furada". Que outra pousada vocês poderiam indicar, que possa acomodar bem família com quatro ou cinco pessoas (caso leve meu enteado)?

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá GNF, Obrigado pelos elogios à nossa reportagem! Gonçalves é mesmo um lugar muito especial! No entanto, em janeiro é uma época de chuvas na serra, e há uma boa possibilidade de que aconteça de chover no período pretendido. A melhor época para visitar Gonçalves é entre os meses de abril à início de novembro. As atividades que postamos são adequadas sim para a idade de seus filhos, desde que gostem de estar junto à natureza. A primeira vez que estivemos subindo a pedra do Forno com o nosso filho e os primos, ele e a prima tinham 6 anos, e o primo 9, e eles adoraram. O rapel também é próprio para iniciantes. Se ainda tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contato conosco. Um abraço, Família Müller