Morretes - PR

Coroada por cadeias de montanhas e às margens do Rio Nhundiaquara, Morretes é uma destas cidadezinhas coloniais que o progresso esqueceu

  
  
O Rio Nhundiaquara e a cidade

Coroada por cadeias de montanhas e às margens do Rio Nhundiaquara, Morretes é uma destas cidadezinhas coloniais que o progresso esqueceu. O que é uma vantagem para os turistas e habitantes, que podem desfrutar de todos os seus atrativos de forma acolhedora e inesquecível dos tempos de outrora.

centro histórico
A cidade à beira do Rio Nhundiaquara

Dona de boa parte da Mata Atlântica do país exibe a delicadeza desta fauna e flora nas serras, montanhas e rios. Tudo muito preservado por seus habitantes, que agem de forma responsável com a natureza.

Existem duas ótimas opções para se chegar a Morretes: de trem, que traça o percurso de Curitiba até a estação da cidade, passando por túneis, vales, com uma fantástica visão da Serra do Mar, e descendo pouco mais de 30 km a Serra da Graciosa por uma estrada secular, inaugurada por volta do ano de 1873. Margeada de puríssima Mata Atlântica e colorida com muitas florezinhas, motivo pelo qual foi denominada Graciosa, é uma estradinha bem estreita e requer cuidado por parte do motorista. Os mirantes da parte de cima da Serra, devem ser paradas obrigatórias, pois apresentam uma amostra do que será a sua visita à este destino. Há ainda outra opção, pela BR – 227, que não possui o mesmo charme das outras duas, sendo uma rodovia rápida.

Ao longo da Serra da Graciosa, a beira do Nhundiaquara, recantos destinados a piqueniques contam com estrutura de pia e sanitários. O Nhundiaquara é tão limpo que no verão permite a prática do bóia cross, além de tornar-se um balneário.

Portal da Serra da Graciosa
Serra da Graciosa

Serra da Graciosa
Serra da Graciosa

__________________________________________________________________


O que torna a visita a Morretes ainda melhor é que você tem a garantia de muita aventura, ecoturismo e hospitalidade em qualquer época do ano.

De bike pelos arredores da cidade

A Calango Expedições, agência receptiva local, oferece um cicloturismo de meio dia pelos arredores de Morretes passando por pequenas vilas, beirando rios e com a vista do do Complexo do Marumbí que acompanha praticamente o passeio todo. Partimos da sede da agência que tem base na Estação Ferroviária da cidade. A trilha é relativamente fácil, com várias retas, algumas descidas e duas subidas mais inclinadas, onde acabamos por carregar as bikes acima. No alto, uma bica de água potável, onde pudemos refrescar-nos e hidratarmo-nos. Tudo perfeito, com exceção do dia que escolhemos para o cicloturismo que amanheceu muito nublado e apesar de perdemos a vista das serras, foi muito gostoso.

Arredores de Morretes
De bike pelos arredores da cidade

Bike em Morretes
passeio de bike

__________________________________________________________________


Assista ao vídeo da atividade de bike e da caminhada para a cachoeira Salto da Fortuna

Trekking para as Cachoeiras

Morretes por estar no meio de serras, montanhas e rios, abriga muitas cachoeiras. Fomos conhecer duas delas.
A primeira, a Cachoeira São Luiz, fica dentro da propriedade do Santuário Nhundiaquara, onde ficamos hospedados. Mas mesmo que você não seja hóspede, é possível visitá-la com um guia da Calango Expedições. O Santuário é um local incrível, um legítimo Lodge. Já no café da manhã, que é servido num salão sem paredes, pássaros de várias cores e tamanhos vêm dar um “bom dia” aos hóspedes. Aparecem de todos os lados atrás das frutas, de pão e do que estiver dando bobeira na mesa. O destaque fica por conta da Gralha Azul, que além de dar o ar da graça no café da manhã, também acorda os hóspedes do Santuário Nhundiaquara, com batidas na janela todas as manhãs, o mais curioso é que ela fica batendo no vidro até que a pessoa acorde, a hora que abrem os olhos para vê-la, sai voando e não volta mais.

Santuário Nhundiaquara
Companhias no café da manhã

__________________________________________________________________


Matheus e o Beija-flor
Com as salas abertas, sem paredes, os pássaros circulam livremente dentro do Santuário Nundiaquara. Um beija-flor estabanado bateu contra um dos vidros e caiu no chão. Com cuidado, pegamos o beija-flor e logo o Matheus estava com ele nas mãos. O pequeno pássaro ficou ali no dedo dele quieto se recuperando. Todos ficamos preocupados com a recuperação do bichinho. Depois de descansar por alguns momentos, ele bateu asas e voou. Mas o mais incrível desta história, é que na hora que o beija-flor voou, o Marcelo, vídeo maker que nos acompanha em todas as viagens, brincou com o Matheus dizendo que no dia a seguir no café da manhã, o pássaro viria agradecê-lo por ter lhe salvado a vida. Pois é, numa destas coisas que só acontecem uma vez na vida e são uma grande surpresa, no café da manhã do sai seguinte, um beija-flor, parou voando por alguns segundos em frente ao rosto do Matheus. A cena foi de arrepiar, parece mesmo que o passarinho foi agradecê-lo o que o fez muito feliz e foi assunto para o dia todo. Agora, se foi mesmo o tal beija flor.....

Matheus e o beija-flor
O Beija-flor

__________________________________________________________________


De volta ao trekking para a cachoeira, trata-se de uma caminhada leve e agradável por uma trilha que começa aberta margeando um lago e fica estreita e fechada pela mata no decorrer do percurso. Ao final de mais ou menos 1h30min, a bela cachoeira! Nos dias de verão é perfeita para um bom banho.

Caminhada para cachoeira
Cachoeira São Luiz

Flores pelo caminho
flora delicada

__________________________________________________________________


Assista ao vídeo da caminhada a Cachoeira São Luiz e do Santuário Nhundiaquara

A Cachoeira Salto da Fortuna, já é um passeio mais complexo, um trekking para meio dia. Nossa dica é que não siga para lá sem um guia da Calango Expedições. O acesso é confuso e a trilha não é marcada, além de ser bem fechada pela mata. Não desanime, pois além da caminhada passar por lugares incríveis em meio à Mata Atlântica mais preservada que já pudemos conhecer para quem gosta de fotografar macro é um perfeito cenário, a cachoeira é linda! A caminhada dura por volta de 4h dependendo do ritmo dos caminhantes. Esteja preparado para molhar o sapato e a calça, pois para chegar à base da queda é preciso atravessar riachos e andar por pedras molhadas.

Início da caminhada
Família na caminhada

__________________________________________________________________


Trekking ao cume do Rochedinho

O conjunto de montanhas do Marumbí é sem dúvida o destaque de Morretes. É ponto de encontro de montanhistas e ecoturistas. Sempre acompanhados do guia da Calango Expedições, fomos levados até a estação Engenheiro Lange a bordo de um jeep 4X4.

Complexo do Marumbi

Do Santuário Nhundiaquara é possível trilhar este caminho a pé, o que fazem a maioria das pessoas, como estávamos com nosso filho Matheus de 12 anos, e a caminhada ao cume seria longa, decidimos pegar uma carona com o jeep. Da Estação Engenheiro Lange seguimos caminhando até a Estação Marumbí, onde fomos visitar o museu que há ali e registrar a nossa entrada no Parque Estatual Marumbí. Por questões de segurança é preciso definir antes de caminhar, a trilha que irá percorrer. Existem fitas coloridas que indicam as trilhas, elas são amarradas nas árvores e no caso de um resgate, que é feito pelo COSMO, fica mais fácil seguir a trilha pela cor.

O parque é muito organizado, e não possui nenhuma infra-estrutura de restaurante e lanchonete, é preciso levar água para toda a caminhada e um bom lanche para repor as energias. A trilha além de úmida e fresca, abriga espécies da Mata Atlântica que ainda não conhecíamos.

Trilhas do Parque
Mapa das trilhas

Estação Marumbí
Estação Marumbí

Como é bem preservada, tem muita vida, além da flora, a fauna também se apresenta através do canto dos pássaros e das cigarras, das coloridas borboletas e da infinidade de insetos, isto sem contar com os animais que se escondem da nossa presença.

fauna
Flora

__________________________________________________________________


Chegar ao cume é um presente para os olhos, para o corpo e para a alma! De um lado a vista do imponente Marumbí, do outro a Serra da Farinha, abaixo um vale onde é possível ver a Estação Marumbí e em meio as montanhas, a linha do trem. Parada obrigatória para o lanche que degustamos em silêncio apreciando a vista.

Vista do cume do Rochedinho
Cume do Rochedinho
Vista da Estação Marumbí

__________________________________________________________________


Subir ao Cume do Rochedinho é programa para o dia inteiro, a trilha deve ser feita devagar, observando a diversidade biológica da Mata Atlântica, isto vale quase tanto como chegar ao cume. Esta atividade é recomendada para famílias com crianças a partir de 8 anos.

Assista ao vídeo desta atividade


Morretes é um dos roteiros de nosso livro:

Para onde nós vamos? os roteiros de viagem da Família Muller.

O primeiro livro do mundo impresso em papel produzido a partir do lixo plástico reciclado.


Serviços

Agência Receptiva

Calango Expedições
Estação Ferroviária – tel: (41) 3462-2600


Onde ficar

Santuário Nhundiaquara
Estrada das Prainhas, Km 2
Porto de Cima
Tel: (41) 3462-1938 Fax: (41) 3323-3725

Pousada Oásis
Estrada das Prainhas - Porto de Cima - Morretes - Paraná - Brasil
Telefones - 0xx41-3462-1888 - 9923-4691 e 9923-3492

As diárias de ambos os hotéis devem ser consultadas por são alteradas conforme a temporada.


Onde comer um ótimo barreado

A comida típica de Morretes

Restaurante Villa Morretes:
Rua Almirante Frederico de Oliveira, 155
tel: (41) 3462.2140
Restaurante Casarão: (41) 3462.1314
Largo Dr. José Pereira, nº 25 - Rua das Flores
Fone: (041) 462-1314


Preparo do barreado no Villa Morretes

Outras opções gastronômicas

Restaurante do Santuário Nhundiaquara
Serve o Barreado e outras opções “a la carte”, no almoço e no jantar.
Estrada das Prainhas, Km 2
Porto de Cima - (41) 3462-1938

Restaurante Sato’s:
Rua XV de Novembro – Prolongamento
(41) 3462.1703


Seja mais um seguidor da Família Muller no Twitter e acompanhe nossa rotina.


As reportagens da Família Muller tem o patrocínio de:

Trilhas & Rumos
Timex

Apoio de:

Geratherm
VIP´s Tur e Câmbio
Poddium Restaurante
Bota na Trilha
VIVO Zap
Gatorade


Visite o site da Família Muller


  
  

Publicado por em

Raimundo R. Leite

Raimundo R. Leite

20/11/2010 18:31:36
sempre que posso visito morretes e tambêm à primaada que nasceram,cresceram e que continuam morando nessa cidade princesa do paraná. não falta muito!logo estarei de volta prá ficar.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Raimundo, Obrigado pelo comentário! Deve estar mesmo com saudades, Morretes faz destas coisas com quem a conhece !!! Grande abraço, Família Müller
Orivaldo

Orivaldo

01/09/2010 15:22:45
Tenho realmente uma paixão por Morretes onde eu nasci e sou conhecido por FERRINHO,jogador profissional pelo Atlético Paranaense/Operário de Ponta Grossa/Atlético Paranaense/Cascavel, e outros clubes fora do Paraná.
Moro desde 1977 em Belo Horizonte e sempre que posso vou visitar a minha cidade e meus parentes, que aí residem.
Meus parabéns pelas lindas fotos apresentadas no seu blog.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Orivaldo, Obrigado por seu comentário e elogios ao nosso trabalho! Morretes é mesmo um destino que desperta paixões, assim como o futebol !!! Grande abraço, Família Müller
Jurandir figueira

Jurandir figueira

06/04/2010 09:17:02
Curitiba é realmente uma bela cidade. Para nós cariocas que gostamos de receber de braços abertos todos os visitantes, tlvez seja emocionalmente um pouco fria, mas em compensação é ordenada e bonita.Morretes e a Serra da Graciosa são realmente lindos e cativantes. Isso dito por um carioca deve ter algum valor...

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Jurandir, Obrigado pelo comentário! Curitiba tem mesmo todas as características que descreveu e Morretes é uma cidade muito especia rodeada de natureza. Gostaria de lhe pedir que coloque seu comentário na reportagem de Curitiba também para que todos possam vê-lo. Um abraço, Família Müller
Marisa Lima

Marisa Lima

04/10/2009 14:53:41
Adorei a reportagem. Estive em Morretes no mês de setembro/09, apenas como parte do passeio de trem de Curitiba até lá. A cidadezinha é muito linda mesmo. Mas depois de ter lido a reportagem de vcs, acho q voltarei para desvendar melhor aquele lugar tão calmo e relaxante. Parabéns e muito obrigada pelas dicas.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Marisa, Obrigado pelo comentário e elogio á nossa reportagem! Que bom que deixamos você com "água na boca" para voltar. Visite também nosso site e coheça outros destinos de ecoturismo e aventura: [[http://www.familiamulleraventura.com.br/ Grande abraço, Família Muller
Elias Banuth Filho

Elias Banuth Filho

04/10/2009 14:46:47
Ouvir falar de Morretes é recordar coisas boas. Pena que não foi comentado a famosa cachaça e as balas e doces feitos de banana. As estatuetas de gesso metalizado então nem se fala. O sino rachado em frente da Matriz e a casa em que ficou hospedado Dom Pedro II. Morretes é um sonho e merece ser visitado.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Elias, Obrigado por seu comentário e também pelas informações que serão muito úteis aos leitores desta reportagem, e também para nós, que pretendemos voltar qualquer hora à cidade. Visite também nosso site e coheça outros destinos de ecoturismo e aventura: [[http://www.familiamulleraventura.com.br/ Grande abraço, Família Muller
Antonio Marques

Antonio Marques

04/10/2009 14:35:16
Ola, habitantes de Morretes e Antonina, sou Paranaense,nascido em Arapongas, mas lá só nasci, fui criado em Minas, so ja depois do 38 anos fui visitar meu estado,conheci diversos lugares no PR, pois tenho parentes em Curitiba, vindo do litoral, tive o prazer de passar pela serra da Graciosa, um dos lugares mais lindos que já conheci, depois tomei um banho em um rio na descida da serra, e junto com parentes comi um barreado em um ótimo restaurante, indo depois conhecer Morretes e Antonina, jurei para mim mesmo que um dia ainda irei morar por ai, quando será não sei, só Deus tem o poder de saber, e me dar vida para que isto aconteça, felizes de voces, q moram um lugar tão pitoresco, lindo, agradável, um clima maravilhoso, abraços.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Antonio, Obrigado por seu comentário! Que belo roteiro você fez em Morretes, só faltou subir ao cume do Rochedinho !!! Esperamos que sua vontade se realize e você possa voltar ao Paraná. Visite também nosso site e coheça outros destinos de ecoturismo e aventura: [[http://www.familiamulleraventura.com.br/|]] Grande abraço, Família Muller
Reginaldo Amorim

Reginaldo Amorim

04/10/2009 13:39:37
Boa tarde, sou da Bahia mas passei lua de mel no Paraná e relamente fiquei encantado com o munícipio de Morretes, muito lindo, tem um povo acolhedor, sem deixar é claro de degustar aquele barreado á beira do rio.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Reginaldo, Obrigado por seu comentário! Passar a Lua de mel por lá deve ter sido um grande privilégio, fizeram uma ótima escolha! Visite também nosso site e coheça outros destinos de ecoturismo e aventura: [[http://www.familiamulleraventura.com.br/ Grande abraço, Família Muller
Joel Alonso

Joel Alonso

04/10/2009 10:05:21
Para os paulistas que querem conhecerem um lugar muito bonito eu indico passarem pela serra da graciosa, parem em Morretes todos lá são prestativos e amigos não tenham dúvidas, mas vão devagar com o barreado, para o meu gosto e o de quem estava comigo não foi aprovado.
Esse não chega a ser problema porque por lá tem uma variedade de pratos deliciosos.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Joel, Obrigado por seu comentário! A cidade de Morretes é mesmo um encanto, como também seus habitantes. O barreado é uma comida forte mesmo, bem diferente do paladar ao qual estamos acostumados, mas vale a pena provar! Visite também nosso site e coheça outros destinos de ecoturismo e aventura: [[http://www.familiamulleraventura.com.br/ Grande abraço, Família Muller
Marisa Naia

Marisa Naia

10/11/2008 18:11:57
Nossa, realmente está cidade e tudo de bom, nada melhor para esquecer os problemas diarios, com certeza vou coloca-la como opção para as minhas férias. Parabéns pela reportagem.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Marisa, Obrigado por seu comentário. Realmente Morretes merece todos os bons adjetivos. Um lugar delicioso e inesquecível! Não deixe mesmo de incluí-la nos seus planos de viagem. Para conhecer outros destinos de ecoturismo e aventura, visite nosso site: www.familiamulleraventura.com.br Grande abraço, Família Muller
Jose Roberto Brito

Jose Roberto Brito

08/11/2008 11:53:09
Hoje sou medico, trabalho em Curitiba dento de um centro cirurgico diariamente. Mas passei toda a minha infancia e adolescencia nessa querida Morretes , explorando toda essa natureza exuberante com meus amigos nativos. Minha mae de 87 anos ainda mora la num casarao de 100 anos, na praca da estacao. Sempre vou la !E extremamente relaxante!

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá José Roberto, Obrigado pelo comentário. Sem dúvida para quem tem uma vida de muito trabalho, "fugir" para Morretes quando é possível, é uma ótima opção. Para conhecer outros destinos de ecoturismo e aventura, visite nosso site: www.familiamulleraventura.com.br . Grande abraço, Família Muller
Adilson Sartorello

Adilson Sartorello

06/11/2008 20:47:11
Olá ... parabéns pela matéria !
No final deste ano estaremos em 3 famílias passando por Morretes, no caminho a Camboriú, e onde vocês nos indicam para almoçarmos o "barreado", com o melhor custo/benefício ?!! Obrigado, e tenham sempre uma ótima viagem !
Adilson

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Adilson, Obrigada pelo comentário! Que gostoso, ir para Morretes com a Família! Uma ótima escolha. Como dissemos na matéria, os dois restaurantes que indicamos, o casarão e o Vila Morretes, são muito bons. O Vila Morretes é mais sofisticado, o casarão, mais popular, mas os dois servem um barreado muiitooo bom! Uma ótima viagem e bom apetite para você! Visite nosso site: www.familiamulleraventura.com.br e descubra mais destinos de ecoturismo e aventura. Grande abraço, Família Muller
Rino Faloppa

Rino Faloppa

06/11/2008 09:10:20
Gostei muito da reportagem sobre MORRETES, e fiquei interessado p/ futura viagem. Qual a estimativa de custos p/ a viagem saindo de SAMPA. Aguardo resposta.
Grato.
Rino/Gisa - MC TAMOIOS.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Rino e Gisa, Obrigado por seu comentário. Viajar para Morretes é sem dúvida uma ótima opção. Para poder orientá-los quanto a gastos preciso saber se vão de carro, ou de ônibus, se irão só os dois, quanto tempo pretendem ficar na cidade, entre outros. Por favor, enviem a resposta para nosso e-mail: falecom@familiamulleraventura.com.br e teremos muito prazer em elaborar um roteiro gratuíto para você. Visite também nosso site: www.familiamulleraventura.com.br e descubra outros destinos de ecoturismo e aventura. Um abraço, Família Muller
Maurício França

Maurício França

05/11/2008 17:20:27
Nada a declarar, a não ser a paixão por esta cidade onde nasci, e que o destino me levou para tão longe, e por isso, pouco visito-a. Residindo em Belo Horizonte, sempre que possível não perco as raras oportunidades de descer a Serra do Mar para pelo menos sentir o indiscritível cheiro do nosso barreado.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Maurício, Obrigado por seu comentário. Que privilégio nascer numa cidade como Morretes! Linda, aconchegante, com um povo para lá de simpático e com uma beleza natural maravilhosamente conservada! Um abraço, Família Muller
Cláudio Tyszka Neto

Cláudio Tyszka Neto

04/11/2008 16:25:21
Adorei, sou um velho frequentador desta pitoresca cidadezinha, e deixo a minha dica, o caminho do Itupava, morro do Pão de Ló, destino Antonina, é maravilhoso.
Abraços,
Cláudio.

Família Muller Aventura

Família Muller Aventura

Olá Claudio, Obrigado pelo comentário.realmente Morretes é uma cidade bem pitoresca e deliciosa de visitar! Obrigado também pela dica, uma das vezes que estivemos em Morretes, fomos também à Antonina fazer um rafting e conhecemos uma parte do caminho de Itupava, mas pretendemos voltar para conhecer melhor. Um abraço, Família Muller