O verão na Capital Paulista do Inverno

Situada a 1.700 metros de altitude, na Serra da Mantiqueira, Campos do Jordão tem um clima de montanha que é reconhecido como um dos melhores do país.

  
  

Apresentação

Campos do Jordão – Vila Capivari

Campos do Jordão – Vila Capivari
Foto: Família Muller

Situada a 1.700 metros de altitude, na Serra da Mantiqueira, Campos do Jordão tem um clima de montanha que é reconhecido como um dos melhores do país. Suas belezas naturais, aliadas à arquitetura típica dos Alpes Suíços e a ótima infra-estrutura, fazem da cidade um refúgio em qualquer estação do ano. No entanto, a estação preferida dos turistas da cidade é o inverno, onde as baixas temperaturas atraem quem quer curtir o friozinho elegante de Campos.

Para fugir da multidão que corre para as praias nas férias de verão, eu, meu marido Ronny e nosso filho Matheus de 9 anos, resolvemos variar o roteiro e passar uns dias em Campos do Jordão, já que nesta estação as temperaturas são mais amenas, e a cidade fica mais vazia.

Saímos pela manhã, pois viajar de dia é mais seguro. Fizemos uma rápida parada para almoçar no Mercato, local perfeito para crianças que apreciam uma bela massa.

Chegamos por volta das 14:00 hs e, como de costume fomos direto às agências de aventura programar nossas atividades ...

Arvorismo no Bosque do Silêncio

Arvorismo no Bosque do Silêncio

Arvorismo no Bosque do Silêncio
Foto: Família Muller

A Agência Altus sugeriu-nos um arvorismo no Bosque do Silêncio.

Recebemos as instruções de segurança, equipamo-nos e depois de uma pequena trilha pelo Bosque, chegamos à primeira base.

O arvorismo é uma atividade que atrai as crianças, mas algumas ficam inseguras quando chegam lá em cima. Nesta hora, a companhia dos pais é muito importante. São eles que transmitem para o filho a autoconfiança e a vontade de superar desafios.

Matheus no bondinho

Matheus no bondinho
Foto: Família Muller

Uma das novidades do circuito foi o “bondinho”, uma espécie de carrinho pendurado no cabo de aço que desliza de uma base à outra. O Matheus adorou!

Ronny no patinete

Ronny no patinete
Foto: Família Muller

A outra era um “patinete aéreo” que era MESMO um PATINETE. Que loucura!

Sentindo-me insegura pedí para o Ronny ir primeiro. Em seguida foi o Matheus que “pulou” no patinete, chegando rapidamente até a outra base. Percebendo minha insegurança, virou-se gritando: -”Pode vir mãe, é tranqüilo!”. Assim, lá fui eu no tal “patinete voador”. Quando “aterrissei”, ele logo disse: - “Viu, foi legal né?”

Ponte Tibetiana no arvorismo do Bosque do Silêncio

Ponte Tibetiana no arvorismo do Bosque do Silêncio
Foto: Família Muller

O arvorismo, por ser uma atividade adequada à família, nos permite vivenciar juntos diferentes momentos: a superação dos limites, a adrenalina que nos invade em cada travessia, o companheirismo e a oportunidade de poder ver a natureza por outro ângulo, de cima das árvores.

No dia seguinte, agendamos com o Passaporte Campos do Jordão, um off road a bordo de um quadriciclo até o Pico do Imbirí...

Off Road no Pico do Imbirí

A alegria do Matheus em dirigir

A alegria do Matheus em dirigir
Foto: Família Muller

O quadriciclo era uma novidade para nós. Olhando aquele “jipinho”, a primeira pergunta do Matheus foi: -“ Posso dirigir?”, esperávamos um NÃO, mas o instrutor, para nossa surpresa e alegria de nosso filho emendou : –“ Claro que você vai dirigir!”

Na estrada para o Pico do Imbirí

Na estrada para o Pico do Imbirí
Foto: Família Muller

Aí foi só colocar o capacete, os óculos e partir para a aventura! A trilha sai do Grande Hotel passando primeiro por uma estradinha de paralelepípedos, onde, com as instruções do guia, fomos aprendendo a lidar com o veículo. O Matheus, com o instrutor na garupa, não perdia uma palavra, ficando bem a vontade com a “novidade de dirigir de verdade”.

Passando por cima do morro

Passando por cima do morro
Foto: Família Muller

Pegamos então uma estrada de terra super esburacada, o que realmente transformou o passeio numa divertida aventura. Quando começamos a subir, já dominávamos o “jipinho” e até fizemos umas brincadeiras, como passar por cima de um morro, com a autorização do instrutor.

Avistando a Pedra do Baú

Avistando a Pedra do Baú
Foto: Família Muller

Para nossa surpresa, no meio do caminho, ao fundo, avistamos a Pedra do Baú. Símbolo da Família Muller, a visão da Pedra do Baú , para nós é sempre um presente!

O visual do Baú

O visual do Baú
Foto: Família Muller

Depois de mais ou menos uma hora e meia, chegamos ao pico. O Imbirí tem 1.950 metros de altitude. Lá de cima avistamos toda a cidade, mas o que encanta mesmo é o visual da Pedra do Baú. Paramos por ali para tomar água, comer umas bolachas e apreciar a vista.

O pico do Imbirí

O pico do Imbirí
Foto: Família Muller

Estávamos procurando um bom ângulo para fotografar. Foi quando o guia sugeriu estacionar o quadriciclo em cima de uma rocha. Aí fizemos duas fotos, que fecharam o passeio de forma inesquecível.

Em cima da rocha

Em cima da rocha
Foto: Família Muller

Na manhã do nosso terceiro dia, outra novidade, fomos convidados pela Aventura no Rancho a fazer um water trekking...

O Water trekking

Preparados para o water trekking

Preparados para o water trekking
Foto: Família Muller

Fomos convidados pela Aventura no Rancho a fazer o “water trekking”, que é uma caminhada radical percorrendo o curso de um riacho, superando obstáculos naturais como pedras e cachoeiras e usando técnicas de escalada e rapel. Para esta aventura convidamos um amiguinho do Matheus, o Marcelo de 10 anos.

Na mochila: um lanche leve, três garrafinhas d´água, repelente, boné e kit de primeiros socorros.

Metendo o pé na água

Metendo o pé na água
Foto: Família Muller

Optamos por seguir a cavalo até a entrada do riacho onde ancoramos o primeiro rapel, então descemos para o trekking, feito com muito cuidado e atenção pois as pedras são escorregadias, mas “meter o pé na água” era tudo o que as crianças queriam.

Metendo o pé na água

Metendo o pé na água
Foto: Família Muller

Durante o percurso rapelamos mais cinco quedas d´água, usando diferentes técnicas. Na hora de subir demos de cara com a maior das cachoeiras que estava com um bom volume d´ água, então pensamos: e agora?

Não se pode subir segurando a corda com risco de escorregar e ir de cara na pedra. Então o que fazer? A corda serve apenas para segurança, o objetivo é realmente “escalar” a cachoeira.

Tomando um lanchinho no meio do rio

Tomando um lanchinho no meio do rio

Com a garantia dos guias foram primeiro as crianças, pequenos e ágeis, facilmente chegaram, ensopados e felizes.

Depois fui eu me arrastando e procurando fendas para me apoiar, também cheguei. Aí veio o Ronny que, com uma habilidade inesperada, subiu facilmente.

A “novidade” agradou todos nós, no calor de Campos no verão, foi uma delícia curtir a água geladinha do riacho.

Ronny subindo a cachoeira

Ronny subindo a cachoeira
Foto: Família Muller

À tarde, fomos almoçar no centrinho e curtir a cidade...

A cidade

Portal da cidade

Portal da cidade
Foto: Família Muller

Campos do Jordão é formada por três vilas: Abernéssia, Jaguaribe e Capivari.

Abernéssia abriga o portal, Jaguaribe faz a ligação entre Abernéssia e Capivari, que é o principal centro comercial da cidade, onde concentram-se as lojas (na maioria malharias), restaurantes e lanchonetes.

O centrinho de Capivari

O centrinho de Capivari
Foto: Família Muller

Passear a pé por este centrinho curtindo a “Suíça Brasileira” sem aquele movimento do inverno é muito bom.

O estilo arquitetônico alemão, o clima (que mesmo no verão é muito agradável) e o ambiente da cidade, fazem com que as pessoas se sintam como se estivessem na Europa.

O bondinho

O bondinho
Foto: Família Muller

Um dos pontos principais desta vila é a estação de trem, ponto de passagem do trem da Estrada de Ferro de Campos do Jordão que sobe a serra vindo de Pindamonhangaba. Ali pode-se também pegar o bondinho vermelho que cruza a cidade toda, indo até o Recanto São Cristóvão. O percurso de 8 km pode ser percorrido (ida e volta) em cerca de 1h10min.

Cafés e restaurantes em Capivari

Cafés e restaurantes em Capivari
Foto: Família Muller

Aproveitar a gastronomia típica dos bons restaurantes, sem enfrentar a lotação do inverno, é mais uma vantagem de se visitar Campos do Jordão no verão. É fundamental experimentar os pratos típicos da região como as trutas, os fondues de todos os sabores e culinárias com um “toque europeu” que oferecem alguns restaurantes.

O miniférico

O miniférico
Foto: Família Muller

Tomar um café numa calçada larga apreciando o vai-vem das pessoas, é um costume típico da maioria dos turistas.

Ainda em Capivari, pegamos o miniférico que leva ao morro do Elefante (que tem este nome pois assemelha-se ao corpo de um elefante), outro ponto turístico importante da cidade. Lá de cima dos 1800 mts., é possível avistar toda a Vila Capivari. Mas, para quem tem medo de “pendurar-se naquelas cadeirinhas”, não precisa ficar sem este maravilhoso visual, pois o acesso pode ser feito também de carro ou a pé (só para quem está a fim de encarar uma boa subida, desaconselhável para crianças com menos de 12 anos).

Visual do Morro do Elefante

Visual do Morro do Elefante
Foto: Família Muller

No final da tarde, fomos conhecer a maior tiroleza de Campos na Visual Adventure....

A grande tiroleza

Ronny na grande tiroleza

Ronny na grande tiroleza
Foto: Família Muller

Para terminar o dia num lugar muito gostoso em meio à natureza, uma boa opção é o espaço da Visual Adventure. Para chegar lá, é necessário pegar as informações na Av. Macedo Soares, 320 – Lj – 3 em Capivari, ou pelo fone: 12 3663 4486 / 12 9713 6663, pois o caminho é fácil, mas com as indicações chega-se muito mais rápido.

Ao chegarmos, vimos que além da “grande tiroleza”, o local oferece um arvorismo bem legal, no meio de um bosque de araucárias. Como já era terde, não conseguimos fazer o arvorismo, o que foi bom, pois poderemos voltar para fazê-lo em outra oportunidade, então, aventuramo-nos na imensa tirolesa (380 mts).

Já da base, começamos a sentir um “frio na barriga”, é muuiiitooo alto e distante da chegada. O Matheus, foi o primeiro a se jogar no ar (criança acha tudo uma festa!!!) seus gritos foram ouvidos de longe. Eu fiquei para fotografar, e lá foi o Ronny que foi ficando pequenininho, até quase sumir na minha câmera, e aí fui eu, que posso dizer que rolou muita emoção nesta incrível descida!

No dia seguinte, fomos curtir um trecking no Horto Florestal...

Horto Florestal

Mapa da trilha do Rio Sapucaí

Mapa da trilha do Rio Sapucaí
Foto: Família Muller

O Horto Florestal fica a 13 km da Vila Capivari sendo um excelente lugar para se passear e admirar a natureza. Sua área de 8.341 hectares ocupa um terço da superfície total da Estância de Campos do Jordão.

Para quem gosta de caminhar, logo na entrada do parque tem um mapa com informações sobre as diversas trilhas disponíveis que levam a locais de grande beleza. Muitas delas são inteiramente sinalizadas, passando por cachoeiras, matas de araucária e visuais deslumbrantes.

Abraçando a araucária

Abraçando a araucária
Foto: Família Muller

A Trilha do Monteiro Lobato, é indicada para as crianças, com um percurso de 250m., acompanha o riacho das trutas e apresenta como principal característica, referências à obra de Monteiro Lobato.

Com um percurso de 1000m., a Trilha da Cinco Pontes é a preferida das crianças. Possui cinco pontes que devem ser atravessadas, entre as quais duas pontes pênseis que conferem à caminhada um ar de aventura. Ao final da trilha existe uma área para pic-nic, churrasqueira e um pequeno parque com brinquedos de madeira.

Visual da trilha do Rio Sapucaí

Visual da trilha do Rio Sapucaí
Foto: Família Muller

Lá em baixo, o Rio Sapucaí Guaçú

Lá em baixo, o Rio Sapucaí Guaçú
Foto: Família Muller

A Trilha do Rio Sapucaí tem aproximadamente 2600m Como já conhecíamos as trilhas anteriores, optamos por esta para o nosso trekking. Pelo caminho encontramos Araucárias centenárias e avistamos as corredeiras do rio Sapucaí Guaçú que atravessa a cidade de Campos do Jordão. No entanto, com crianças só opte por esta trilha se as mesmas tiverem alguma resistência para caminhada, pois ela tem algumas subidas.

Pôr-do-sol em Campos do Jordão

Pôr-do-sol em Campos do Jordão
Foto: Família Muller

Além destas, existem outras trilhas no Horto, como a Trilha da Cachoeira com um percurso de 4500m, tendo como principal atrativo a cachoeira do Galharda; a dos Campos do Timoni com um percurso de aproximadamente 3000m numa área de campo e reflorestamento; a trilha da Cachoeira da Celestina, uma caminhada de 5 horas de duração que percorre os bosques de araucárias; e da Pedreira, onde depois de uma caminhada de 3 horas, é preciso escalar uma pedreira de 15 metros de altura. Por este motivo, é recomendado que estas últimas duas trilhas tenham o acompanhamento de um guia especializado que é indicado pela equipe do Horto Florestal. Passe pelo centro de visitantes e faça sua opção.

No parque tem uma cantina/sorveteria, uma lojinha, um atelier ambiental, a capela, o centro de exposições com mostra de exemplares da fauna de da flora da região, um viveiro de plantas, o Centro de Educação Ambiental e áreas para ginástica e piqueniques.

A taxa de ingresso no Horto é de R$ 3,00 por pessoa acima de 7 anos e R$ 4,00 por veículo de passeio.

Fone: (12) 3663 -3762

Aberto diariamente das 8h às 17h.

Terminamos o dia apreciando o pôr-do-sol em Campos do Jordão, que com seu brilho dourado nas montanhas, fechou nossa viagem.

Campos do Jordão revelou-se o cenário perfeito para as famílias que gostam de unir o ecoturismo, a prática de esportes de aventura com conforto, num clima ameno. Neste verão aproveite a dica, pegue sua família e vá lá conferir!

Dicas dos autores

Dicas da Família Muller

Dicas da Família Muller
Foto: Família Muller

O QUE LEVAR???

NA MALA:

Levamos um pouco de tudo, com crianças é bom estar sempre prevenido:

. Roupas leves para o dia (camisetas, shorts, regata etc.);

. malhas e calça para o final da tarde e noite (pois mesmo no verão há dias em que a temperatura chega a 8 graus);

. boné;

. tênis e mais um calçado confortável para as caminhadas e aventuras;

NA MOCHILA (que se carrega para todos os passeios):

Água, bolachas, um anorak (fina capa de chuva usada em aventuras, nós usamos a da MTK), protetor solar, protetor labial, kit de primeiros socorros e máquina fotográfica, filmadora e tudo mais que puder fazer com que a família se lembre dos bons momentos da viagem.

______________

PASSEIOS EM CAMPOS DO JORDÃO

Campos do Jordão oferece muitos passeios e atividades, para quem tiver mais tempo, seguem algumas sugestões:

- A Gruta dos Crioulos, que fica a sete quilômetros de Jaguaribe, é uma ampla gruta de aspecto bastante acidentado e pitoresco, onde no passado, segundo lenda, servia de abrigo para escravos foragidos das fazendas da região. O passeio é interessante e gratuito.

- Visite a Fazenda Lenz e não deixe de experimentar o lenz cake, um bolo à base de açúcar mascavo, frutas cristalizadas, uva passa e nozes:

Lá você também pode fazer uma pela trilha agradável que leva à Cachoeira, a mais longa e volumosa queda d’água de Campos do Jordão (no verão seu volume aumenta consideravelmente). O banho é proibido, mas é bem legal ir até o final da trilha que acaba numa caverna fresquinha, onde os respingos d´água refrescam os visitantes.

Voltando, pegue outra trilha bem curta que leva à um mirante de concreto em cima do viaduto da Rodovia SP 123, e debruça-se sobre o Lageado, um dos vales mais bonitos da Mantiqueira. O local é bem seguro, mas é indispensável ficar de olho nas crianças.

Acesso pela Av. Ernesto Diederichsen - Abernéssia.

Tel.: (12) 3662 -1077

Aberta diariamente à visitação, cobra uma taxa de R$ 1,50 por pessoa.

- A viagem de trem entre Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal é um passeio imperdível. O trem passa pelo trecho ferroviário mais alto do país, acima dos 1.740m de altitude. A viagem dura menos de 3 horas e é preciso reservar com antecedência, os preços as vezes variam na temporada. Programe o passeio num dia de sol, pois o visual é bem mais bonito.

_________________

IMPRESCINDÍVEL!

- Traga todo o seu lixo de volta com você – Ajude a preservar a natureza.

- Consulte sempre um site de previsão do tempo antes de programar sua aventura.

Serviços Indicados

Agências locais:

Altus Turismo Ecológico

Av. Brasil, 108 – Capivari – fone: 12 3663 4122

Oferece várias opções de atividades para famílias com crianças a partir de 3 anos e também para quem quiser curtir aventuras mais radicais.

Arvorismo no Bosque do Silêncio:

Circuito completo: R$ 75,00 por pessoa.

Meio circuito: R$ 45,00

Circuito Infantil: R$ 25,00

Circuito Voador – Gato Gordo: R$ 40,00

Só tirolesas: R$ 25,00

www.altus.tur.br

Passaporte Campos do Jordão

Av. Frei Orestes Girardi, 3549 - Grande Hotel Senac – Capivari

Fones: 12 3668 6000 / 11 8121 0660 – Edgard

Oferece diversos roteiros de off road em quadrciclos:

Passeio panorâmico: 40 min. - R$ 80,00 por quadriciclo

Pico di Imbirí: 2:00 hs - R$ 150,00 por quadriciclo

Pico do Imbirí + Gruta dos Crioulos: 2:30 – R$ 180,00 por quadriciclo

Circuito interno infantil em mini veículos: R$ 50,00

Visual Adventure

Av. Macedo Soares, 320 – Lj – 3 – Capivari

Fone: 12 3663 4486 / 12 9713 6663

Tem várias opções de atividades como: arvorismo (entre R$ 45,00 à R$ 70,00), um parque infantil (recomendado para crianças de 2 à 6 anos - gratuíto), tiroleza (R$35,00) , off road (preços variados conforme roteiro) e restaurante.

www.visualadventure.com.br

Aventura no Rancho

Estrada do Horto, 4.510 (Rancho Santo Antonio)

fone: 12 3663 7400

Além da cavalgada por dez trilhas exclusivas (R$ 40,00 por hora), oferece: arvorismo radical para aventureiros mais experientes (R$ 60,00), um leve para famílias (R$ 80,00 – circuito completo e só para crianças R$ 40,00), trekking e water- treckking (uma caminhada em um riacho usando técnicas de escalada e rapel – R$ 80,00).

www.aventuranorancho.com.br

Onde ficar

Pousada das Hortênsias

Rua Eng. Adelardo Caiuby, 197 – Capivari

Fone: 12 3663 6010

Fica perto do centro, mas longe do “agito”.

Diária final de semana: casal - R$ 170,00 c/ café - casal + 2 crianças: R$ 250,00 c/ café.

Diária de 2ª à 6ª : casal - R$ 120,00 c/ café - casal + 2 crianças: R$ 180,00 c/ café.

www.dashortensias.com.br

Chalés do Rancho

Estrada do Horto, 7997

fone: 12 3663 4481

Chalés para 2, 4 ou 7 pessoas.

Dentro do Rancho Santo Antonio, boa opção para quem pretende ficar em meio a natureza.

Diária: Final de semana com café da manhã:

2 pessoas: R$150,00

4 pessoas: R$ 300,00

7 pessoas: R$ 400,00

Diária 2ª à 6ª sem café da manhã

2 pessoas: R$ 100,00

4 pessoas: R$ 200,00

7 pessoas: R$ 250,00

www.chalescamposdojordao.com.br

Onde comer

Na estrada:

Mercatto:

Tem acesso pela rod. Floriano Rodrigues Pinheiro em Quiririm.

Um galpão enorme que abriga várias cantinas.

Em Campos do Jordão:

Baden Baden

Rua Djalma Forjaz, 93 – Vila Capivari

Fone: 12 3663 3610

Para quem aprecia a culinária alemã. Não deixe de experimentar suas exclusivas cervejas elaboradas artesanalmente com a mais pura água de Campos do Jordão.

www.badenbaden.com.br

Le Capivari

Rua Gilla, 20 – Vila Capivari

Fone: 12 3663 4612

Um ambiente super aconchegante, onde pode-se comer um ótimo fondue, racletes e filés.

Na Cocheira

Fone: 12 3663 4486

Um restaurante super descontraído dentro do espaço da Visual Adventure – Passando o Hotel Toriba, seguir pelo asfalto, após cruzar a linha do trem duas vezes, entrar à esquerda na bifurcação, entrar à direita na placa Visual Adevnture.

Serviços

Altus Turismo Ecológico
Av. Brasil, 108 – Capivari
www.altus.tur.br
12 3663 4122

Passaporte Campos do Jordão
Av. Frei Orestes Girardi, 3549 - Grande Hotel Senac
12 3668 6000
11 8121 0660

Visual Adventure
Av. Macedo Soares, 320 – Lj – 3 – Capivari
www.visualadventure.com.br
12 3663 4486
12 9713 6663

Aventura no Rancho
Estrada do Horto, 4.510 (Rancho Santo Antonio)
www.aventuranorancho.com.br
12 3663 7400

Pousada das Hortênsias
Rua Eng. Adelardo Caiuby, 197 – Capivari
www.dashortensias.com.br
12 3663 6010

Baden Baden
Rua Djalma Forjaz, 93 – Vila Capivari
www.badenbaden.com.br
12 3663 3610

Le Capivari
Rua Gilla, 20 – Vila Capivari
12 3663 4612

Campos do Jordão

  
  

Publicado por em