Rio Grande do Sul - #destinocopa2014 #copa2014 #riograndedosul #turismo #rs

O Rio Grande do Sul tem na diversidade cultural e nos belos cenários naturais seus principais atrativos turísticos. Não é por menos que gaúcho tem orgulho de seu estado, recebendo muito bem o turista que o visita.

  
  
Rio Grande do Sul

O estado mais meridional do Brasil tem diversas características em comum com nossos vizinhos argentinos e uruguaios. O modo de vida gaúcho absorveu aspectos culturais que vão desde a música e dança folclórica ao hábito de beber o chimarrão. Boa parte da população gaúcha é fruto da imigração europeia, composta principalmente por alemães e italianos. As serras atraem turistas todos os anos, além de na temporada de inverno: Gramado e Canela são conhecidas pela decoração na época de Natal. Em Bento Gonçalves as vinícolas e a história da imigração são os atrativos; em Cambará do Sul estão os maiores cânions do Brasil. Toda essa diversidade cultural, aliada a belos cenários naturais, promove o turismo em todo o estado.

Porto Alegre

A cidade é bem diferente das outras capitais brasileiras, em especial por sua cultura, pois foi uma das capitais que mais receberam imigrantes europeus, que influenciaram diretamente o modo de vida do porto-alegrense. Ela está na margem leste do lago Guaíba, que costuma ser cenário de esportes náuticos, enquanto bicicletas e caminhantes tomam conta da orla. Porto Alegre ainda conserva os ares e as tradições de uma cidade do interior. Nos fins de semana, principalmente em dias de sol, é certo encontrar seus habitantes sentados em cadeiras de praia, nas praças, parques e até mesmo nas calçadas, jogando conversa fora, se deliciando com um churrasco e tomando chimarrão. O gaúcho tem muito orgulho de seu estado, e o porto-alegrense recebe muito bem o turista.

Estádio Beira-Rio

Maior estádio da região Sul do país e casa do Sport Club Internacional, foi batizado como José Pinheiro Borda. Palco de grandes clássicos contra o Grêmio, que divide com o Internacional os holofotes do futebol gaúcho, o Beira-Rio terá capacidade para 50.287 espectadores e se prepara para receber cinco jogos da Copa do Mundo, um deles válido pelas quartas de final do torneio.
Avenida Padre Cacique, 891

Centro histórico

Caminhar pelo centro histórico é uma atividade essencial para compartilhar da cultura porto-alegrense. O roteiro tradicional divide-se em três núcleos: o primeiro passa pelo Mercado Público, um lugar para fazer compras de artesanato e produtos regionais; pelo Chalé da Praça XV, construído no charmoso estilo bávaro com traços art nouveau – “um espaço afetivo na vida de Porto Alegre”, como descreveu o escritor gaúcho Moacyr Scliar; e pelo Paço Municipal, ou Paço dos Açorianos, que, com mais de 112 anos, é um dos principais patrimônios socioculturais da cidade e conta com exposições itinerantes.

Mercado Público
Paço Municipal

A praça da Alfândega, uma das mais famosas da cidade, com imponentes paineiras, ipês e jacarandás, abriga entre as ruas da Praia e 7 de Setembro, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul – Ado Malagoli, principal museu de arte do estado, com um acervo que reúne mais de 2.800 obras de artistas nacionais e internacionais; o Memorial do Rio Grande do Sul, antigo edifício dos Correios e Telégrafos transformado em centro de informação e divulgação da história e da cultura do Rio Grande do Sul; o Santander Cultural, prédio em estilo neoclássico e um dos mais completos espaços culturais da capital gaúcha, onde a dica é parar para um café ou almoço no sofisticado Café do Cofre.

Memorial do Rio Grande do Sul
Santander Cultural - Museu da moeda

Também fazem parte desse núcleo a Casa de Cultura Mario Quintana, prédio do antigo Hotel Majestic, onde o poeta fez de um dos quartos sua residência por quase 15 anos, tombado como Patrimônio Histórico do estado e reformulado como um dos mais completos centros culturais da América Latina; a Igreja Nossa Senhora das Dores, a mais antiga da cidade, com fachada em estilo alemão que se funde ao barroco português, destacando-se para a longa e imponente escadaria; e o Museu do Comando Militar do Sul, que, além da construção histórica, abriga um acervo de mais de 4 mil peças compostas por objetos históricos do Exército brasileiro. O entorno da praça da Matriz compõe o terceiro núcleo e inclui o Palácio Piratini, sede do governo estadual, com arquitetura em estilo clássico inspirada no Petit Trianon de Versalhes – as visitas guiadas levam ao seu interior, que exibe esculturas do francês Raul Landowski e os painéis assinados por Aldo Locatelli, destacando-se os que retratam a lenda do Negrinho do Pastoreio; o Solar dos Câmara, considerado um marco da paisagem porto-alegrense por ser o remanescente mais antigo de arquitetura residencial do século XVIII, foi habitado por descendentes da família Câmara até 1975 e hoje é famoso por abrigar atrações como exposições, saraus e palestras; o Monumento a Júlio de Castilhos, presidente do estado no fim do século XIX; a Catedral Metropolitana, com estilo inspirado na Renascença italiana, com três painéis de mosaico na fachada executados na oficina do Vaticano, as torres inspiradas nas missões jesuíticas e com uma das maiores cúpulas do mundo, com 75 metros de altura e 18 metros de diâmetro. Aqui está também o Teatro São Pedro, que, conservado em sua estrutura neoclássica, é referência no cenário artístico de Porto Alegre, palco de peças e manifestações artísticas, sociais e políticas no estado. Nas proximidades encontra-se também o Museu Júlio de Castilhos, com peças das culturas gaúcha, indígena e missioneira.

Às margens do rio Guaíba, a Usina do Gasômetro, construída em 1928, foi uma das primeiras edificações em concreto armado do estado, projetada para gerar energia elétrica à base de carvão mineral para Porto Alegre; hoje é um centro cultural importante com teatro, cinema, exposições, café e livraria. A localização privilegiada é um dos fatores que atraem muitos visitantes, especialmente nos fins de semana, quando o gramado em torno da enorme chaminé fica sempre movimentado. É um dos melhores pontos para apreciar o pôr do sol na cidade. Daqui sai a maior parte dos passeios de barco.
Aos sábados, o programa Viva o Centro a Pé organiza passeios gratuitos que levam os visitantes ao centro histórico. Informações na Usina do Gasômetro – Avenida Presidente João Goulart, 551.

Usina do Gasômetro

Fundação Iberê Camargo

A construção de concreto branco aparente com mais de 8 mil m2 às margens do lago Guaíba chama bastante atenção do turista. O projeto de Álvaro Siza, arquiteto português, é um referencial arquitetônico contemporâneo e atual e agrega conceitos sustentáveis. No interior, a exposição do artista Iberê Camargo, grande pintor brasileiro do século XX, abriga um acervo composto de mais de 4 mil obras. A entrada é gratuita.
Avenida Padre Cacique, 2000 – Praia de Belas
www.iberecamargo.org.br

Fundação Iberê Camargo

Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS

A interatividade é o maior atrativo nesse museu onde estão expostos cerca de 700 equipamentos interativos. As atividades lúdicas e estimulantes despertam interesse pelo conhecimento. O museu apresenta exposições temáticas de nosso cotidiano, abordando questões atuais da sociedade.
Avenida Ipiranga, 6681 – Partenon
www.pucrs.br/mct

Lago Guaíba

A orla do lago une ao longo de 30 km a Usina do Gasômetro ao calçadão da praia de Ipanema, na Zona Sul. A área é mais frequentada por quem pratica esportes náuticos, bike e caminhadas. De qualquer ponto da orla, avista-se o pôr do sol. Mais tarde, bares e restaurantes são pontos de encontro para descontrair.

Orla do Guaíba

Passeios de Barco

Passear pelas águas do Guaíba propicia avistar a cidade de outra perspectiva. O passeio fica mais bonito sob as cores do pôr do sol (saídas às 16h30 no inverno e às 18h30 no verão). As empresas que operam os passeios oferecem algumas opções como: almoço a bordo e parada numa das ilhas próximas. As saídas são do portão central do cais do porto, do ancoradouro da Usina do Gasômetro e da praia de Ipanema.

Parque Farroupilha

Popularmente chamado de Parque da Redenção, em homenagem ao fato de Porto Alegre ter sido a primeira cidade do país a abolir a escravatura, o parque é patrimônio histórico, natural, paisagístico e cultural da capital, sendo o mais tradicional ponto de lazer e convivência dos porto-alegrenses e um dos locais preferidos para manifestações culturais de rua. Nos finais de semana, fica bem movimentado: os visitantes espalham-se entre recantos e jardins, em volta do lago, no parque de diversões infantis, nas quadras de futebol e de bocha e na pista de atletismo.
Avenida João Pessoa, s/n – Farroupilha

Parque da Redenção

Brique da Redenção

O Brique é uma grande feira cultural que faz do Parque da Redenção o espaço mais popular e frequentado dos domingos porto-alegrenses. As barracas dos quase 300 expositores estendem-se ao longo de toda a arborizada avenida José Bonifácio, colada ao parque, e apresentam artesanato de qualidade, arte em pintura, caricaturas, xilogravura, esculturas e antiguidades. A gastronomia é outro atrativo da feira, que oferece desde os quitutes da culinária baiana, passando pelas especiarias árabes, até produtos light e integrais.
Avenida José Bonifácio – junto ao Parque Farroupilha
www.briquedaredencao.com.br

Brique da Redenção

Parque Moinhos de Vento

O Parcão, como é carinhosamente chamado pelos frequentadores assíduos, está localizado no bairro Moinhos de Vento. A área de 11,5 hectares, que é mais um pulmão da cidade, tem quadras de tênis, bocha, pistas de patinação e de atletismo, quadras poliesportivas e campo de futebol. Do outro lado do parque estão as áreas de passeio, playground e o lago artificial povoado por tartarugas, gansos, marrecos e peixes, que cerca a réplica de um moinho açoriano. É bem movimentado nos fins de semana, quando rodas de chimarrão se espalham pelos gramados e chegam as famílias e atletas que ocupam todas as quadras. Nas ruas que contornam o parque, há cafés e barzinhos charmosos que oferecem boas opções de sucos e lanches.
Rua Comendador Caminha, s/n – Moinhos de Vento

Moinhos de Vento

É o bairro mais sofisticado de Porto Alegre. Nasceu como área residencial da elite porto-alegrense, quando industriais, empresários, profissionais liberais e políticos passaram a residir na região. Pelas ruas arborizadas encontra-se muita gente bonita entre lojas chiques, prédios comerciais, cafés e restaurantes. A dica é caminhar pelas ruas, almoçar e tomar um dos melhores cafés expressos da cidade.

Especialmente para o turista

Linha Turismo
O city tour Linha Turismo oferece dois roteiros ao turista: o city tour Centro e o city tour Zona Sul, com saídas de terça a domingo em confortáveis ônibus de dois andares e acompanhados por guia.
www.portoalegre.travel/site/linha turismo.php

Travessia Porto Alegre-Guaíba

Os catamarãs partem diariamente em horários específicos do Terminal Hidroviário de Passageiros – Armazém B3 do cais do porto. Guaíba é considerada a cidade “berço da Revolução Farroupilha”, de caráter separatista, que se revoltou contra o governo imperial, culminando na Proclamação da República Rio-Grandense e na Guerra dos Farrapos, um marco na história do estado. No desembarque do catamarã, no Terminal Hidroviário de Passageiros em Guaíba, começa seu tour pela história da revolução, a bordo de uma charmosa jardineira com paradas nos pontos históricos, sempre acompanhado por um guia local.

Guaiúba

Para mais informações sobre hospedagem, agências e passeios em Porto Alegre, acesse o site: www.portoalegre.travel

Roteiro da Serra Gaúcha

Com um clima especialmente agradável e as quatro estações bem definidas, a serra exibe o esplendor da natureza, a diversidade cultural rica baseada nas tradições da imigração – misturadas aos costumes e à hospitalidade brasileira – e uma gastronomia de primeira, com ingredientes das culinárias italiana e alemã, misturados aos temperos e produtos locais, além dos produtos coloniais como queijos, salames, pães, geleias e chocolate. O turista que visita a Serra Gaúcha conhece outra face do Brasil, bem diferente das outras regiões do país.

Gramado

Portal

A badalada Gramado ficou famosa por causa do maior evento de Natal do Brasil: o Natal Luz. Sem desmerecer o Festival de Cinema que acontece em agosto na cidade – que a tornou conhecida internacionalmente –, o Natal Luz (de novembro à segunda quinzena de janeiro) vem roubando a cena por causa da programação intensa, com shows cada vez mais elaborados e artistas e recursos tecnológicos de primeira. Para quem não pode estar na cidade nessa época do ano, o espetáculo Korvatunturi – A origem do Natal presenteia o turista em qualquer época do ano. Com técnicas circenses e cenários virtuais, conta de forma cativante a história mágica do Natal. – www.korvatunturi.com.br

Korvatunturi

A colonização europeia, especialmente de descendentes alemães e italianos, influenciou a arquitetura e a gastronomia; já a cultura mistura também aspectos do gauchismo. As temperaturas amenas, as ruas floridas, o requinte da gastronomia, a farta hotelaria e as charmosas lojinhas do centro, unidas aos atrativos turísticos como parques temáticos e a originalidade das colônias rurais, atraem cada vez mais turistas durante todo o ano.

Centro

A arquitetura bávara e as praças floridas e bem tratadas fazem o centro da cidade ganhar ares românticos. A imponente Igreja Matriz São Pedro, construída originalmente em madeira, com capela reconstruída em basalto, se destaca pela arquitetura romana e os belos vitrais sacros; por fora, os 12 apóstolos figuram no lago da matriz. A Rua Coberta (rua Madre Verônica) é outro ícone da cidade, um espaço reservado para eventos e apresentações o ano inteiro. Está sempre movimentada com moradores e turistas que circulam por lojas e restaurantes; em frente à rua coberta, está o glamoroso Palácio dos Festivais, que, além do Festival de Cinema, abriga shows do Natal Luz, entre outros eventos. A Casa do Colono comercializa produtos das colônias italianas e alemãs espalhadas pela cidade; ao lado, funciona uma espécie de “padaria” que encanta com o aroma dos pães e cucas, feitos artesanalmente e assados na lenha. O pão de linguiça e a cuca de uva são irresistíveis!

Matriz de São Pedro
Palácio dos Festivais
Casa do Colono

Agroturismo

Quem vem para Gramado não pode ficar apenas na área urbana. Visitar as colônias rurais vai levar você a vivenciar experiências bem diferentes. A viagem começa no embarque numa antiga jardineira, o que já confere um ar bucólico e romântico ao passeio. Pela janela, paisagens revelam a natureza encantadora da serra, mas momentos muito especiais estão por vir na visita às famílias, que recebem os turistas em suas propriedades com muita simpatia – um verdadeiro “turismo de experiência”. O turista pode escolher, conforme a data da sua estada, que roteiro deseja fazer. Reserve uma parte do dia para o passeio, que dura por volta de quatro horas.
www.agroturismogramado.com.br

Agroturismo

Aldeia do Papai Noel

Um dos parques temáticos mais antigos da cidade, a Aldeia do Papai Noel recebe todos aqueles que desejam conhecer a residência do bom velhinho aqui no Hemisfério Sul. Aqui o clima de Natal está presente o ano todo e é quase certo que as crianças encontrem Papai Noel descansando em sua casa, sempre disposto a dar atenção a todos que o visitam. O parque conta com espaços dedicados às renas, Fabrica e Museu de Brinquedos, Garagem do Papai Noel, entre outras atrações natalinas. Os destaques são: a Praça da Neve, lugar preferido dos turistas, onde a neve artificial cai diversas vezes ao dia; a Árvore dos Desejos: todos ganham plaquinhas de madeira para escrever seus pedidos ao Papai Noel e penduram na árvore; e a Pirâmide de Natal, réplica de 14 metros desse símbolo alemão que deu origem às árvores de Natal.
www.papainoel.com

Aldeia do Papai Noel

Snowland

É o primeiro parque de neve indoor das Américas. Ao ingressar, o visitante adentra um charmoso vilarejo alpino ao sopé de uma montanha de neve. O parque oferece a possibilidade de agendar aulas (para quem nunca esquiou) para esquiar ou fazer snowboarding e airboard (espécie de boia em que o praticante se deita e desliza pela neve como se estivesse voando) na área destinada às atividades de montanha. No Villarejo, a pista de patinação no gelo, as lojas e os restaurantes são os atrativos.
RS-235, 9009 – Estrada Gramado-Nova Petrópolis
http://snowland.com.br

Parque do Lago Negro

Foi construído por Leopoldo Rosenfeldt, que decorou as margens do lago com árvores importadas da Floresta Negra, na Alemanha. Por esse motivo, o nome: Lago Negro. O parque é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade, está sempre cheio de gente caminhando, descansando, pedalando (de bike ou de pedalinho pelo lago) ou simplesmente curtindo a beleza da flora composta de hortênsias, azaleias, álamos e ciprestes, refletidos nas águas verde-escuras do lago.
Rua A. J. Renner s/n – Bairro Lago Negro

Lago Negro

A mina de Gramado

Uma boa surpresa é ter a possibilidade de conhecer o mundo subterrâneo de uma mina de ametista, pedra típica do Rio Grande do Sul. A ótima infraestrutura e as belas paisagens naturais tornam a visita à mina uma experiência de aventura e lazer que agrada a todas as idades. O tour é acompanhado por um guia que narra a história da antiga mina e fala sobre as mais de 150 pedras preciosas cravejadas na rocha por mais de 80 metros de galerias. O espaço tem um museu e um charmoso café.
RS-235, km 31, a 2 km do pórtico de Gramado, sentido Nova Petrópolis
www.aminadegramado.com.br

A Mina de Gramado

Minimundo

As réplicas de construções em escala única de 1:24 remetem o visitante a um encantador universo em miniatura. Os mini-habitantes dão vida a esse mundo, interagindo com os cenários que reproduzem várias cidades do planeta. As ferrovias, rios e estradas permitem a integração do centro aos bairros e áreas rurais.
Rua Horácio Cardoso, 291 – Planalto
www.minimundo.com.br

Entre Gramado e Canela

As avenidas das Hortênsias e Central ligam Gramado à Canela. Quem visita Gramado não pode ficar sem visitar Canela, e vice-versa. Aqui está o Belvedere, parada obrigatória para apreciar a vista de tirar o fôlego! Ao longo de ambas as avenidas estão casas noturnas e museus, além da variedade de lojas e restaurantes.

Museus temáticos

Gramado é o paraíso dos museus temáticos. O Museu do Automóvel (www.hollywooddreamcars.com.br) traz o glamour nostálgico de Hollywood nos anos 1950 e 1960, expondo carros e motos antigos em cenários caprichados. Ainda no tema hollywoodiano, o Dreamland Museu de Cera (www.museudeceradreamland.com.br) exibe cerca de 60 personalidades mundiais em cenários especiais; localizado no subsolo do mesmo prédio, o Museu Harley Motor Show (www.harleymotorshow.com.br ) é um espaço inteiramente dedicado aos apaixonados pelas motos Harley-Davidson, expondo mais de 20 motos restauradas num ambiente bem americanizado. As poderosas máquinas do Super Carros (www.supercarros.cc) arrancam suspiros dos apaixonados por Ferraris, Lamborghinis, Rolls-Royces, entre outros. Seguindo outra linha, o Museu da Moda (www.museudamodadecanela.com.br) atrai mais as “gurias” e senhoras, mas senhores e “guris” também aproveitam para conhecer parte da nossa história interpretada pela moda feminina.

Harley Motor Show
Dreamland

Loja temática Florybal

Com mais de 20 anos de história, o Chocolate Caseiro Florybal lança-se no mercado de entretenimento turístico: a Play House Florybal, uma loja temática, oferece a possibilidade de patinar numa inusitada pista feita de chocolate, uma espécie de placa de fibra e óleo, com 30% de chocolate. No local está também o Território dos Horrores: quem se arrisca a entrar vive uma aventura com muitos sustos. Há o Café Florybal, ciber e, claro, muito chocolate à venda.
Avenida das Hortênsias, 264
www.florybal.com.br

Patinação no chocolate

O Reino do Chocolate

O espaço conta a história do chocolate desde seu descobrimento pelo povo asteca até os dias atuais, por meio de efeitos de luz, som e cenografia. Há uma minifábrica de chocolates. O valor do ingresso pode ser 100% trocado na compra de chocolates na enorme loja dos Chocolates Caracol.
Avenida das Hortênsias, 5382
www.oreinodochocolate.com.br

Para mais informações sobre hospedagem, agências e passeios em Gramado, acesse os sites: www.gramadosite.com.br e www.portalgramado.com.br.

Canela

A pequena e charmosa Canela não é tão badalada como a vizinha Gramado (10 km). No centro, tomado por lojinhas, cafés e casas com cortinas coloridas e varandas enfeitadas, destaca-se a belíssima Catedral de Pedra, construída em estilo gótico inglês e dedicada a Nossa Senhora de Lourdes – um dos principais cartões-postais da Serra Gaúcha. Mas o verdadeiro tesouro de Canela está guardado na beleza da natureza intocada que rodeia a cidade. Os parques naturais e os parques temáticos incrustados na natureza são o seu maior atrativo turístico.

Catedral de Pedra

Parque Estadual do Caracol

Foi criado para preservar a cachoeira do Caracol, que, com 130 metros de queda, é um dos atrativos naturais mais visitados em Canela. O complexo turístico do parque é bem organizado e inclui um mirante, de onde se tem a vista panorâmica da queda, lugar das melhores fotos; a escada da perna bamba, uma descida íngreme com cerca de 750 degraus que leva à base da cachoeira; o Observatório Ecológico, com 27 metros de altura, oferecendo uma vista de 360 graus do parque; trilhas ecológicas, para caminhadas em meio à mata nativa; e a Estação Sonho Vivo, onde os passageiros embarcam num trenzinho de volta ao tempo da colonização, com parada na Vila dos Imigrantes. O passeio narra um pouco da história da imigração e fala da importância de preservar a natureza.
Estrada do Caracol (RS-466), km 0
www.parquedocaracol.com.br

Cachoeira do Caracol
Macacos avistados no parque

Parque da Ferradura

O parque tem o nome de seu principal mirante – um cânion com formato de ferradura, com 420 metros de profundidade, formado pelo rio Caí e pela cascata do arroio Caçador. Duas trilhas fáceis levam a outros dois belos mirantes do parque. Para os mais aventureiros, uma caminhada de nível médio (duas horas) desce o vale e chega ao rio. Três mirantes descortinam vista para o cânion de 420 metros de profundidade, contornado pelo rio Caí. O parque oferece diversas trilhas – a maior de todas tem duas horas de duração, nível médio de dificuldade e leva a cachoeiras, paredões de pedra e à beira do rio. O local promove passeios e visitas guiadas à cascata do arroio Caçador.
Estrada do Caracol (RS-466), km 16

Parque da Ferradura

Parque Municipal do Pinheiro Grosso

A caminhada por uma trilha curta em meio à mata preservada leva à enorme araucária de grande importância botânica e histórica por suas proporções gigantescas. Esse raro exemplar é o maior já conhecido vivo. A árvore tem mais de 700 anos e aproximadamente 48 metros de altura por 2,75 metros de diâmetro e 7,5 metros de circunferência, medidos a 1,2 metros da raiz. Para preservar o pinheiro grosso, foi criado um deque de observação em seu entorno. O parque conta ainda com trilhas ecológicas e com o Museu da Araucária.
Estada do Caracol (RS-466), 1701 – km 4,5
www.parquedopinheirogrosso.com.br

Pinheiro Grosso

Alpen Park

Incrustado na natureza, o Alpen Park apostou no pioneirismo para atrair o público. Importado da Alemanha, o Trenó de Montanha foi a atração que inaugurou o parque. O trenó desliza por trilhos montanha abaixo num percurso de 1 km com curvas, descidas e subidas. O complexo de entretenimento oferece outras atividades imperdíveis: o Circuito de Aventura, operado pela Atitude Ecologia e Turismo (www.atitude.tur.br), que inclui tirolesas, arvorismo, rapel e escalada, oferece a possibilidade de interagir com a natureza de forma lúdica e segura; o passeio de quadriciclo, operado pela Apoema Eco Tours (www.apoema.tur.br), leva o aventureiro por uma trilha off road que passa por pontilhões e mirantes com vistas incríveis; o Bungee Trampolim, com mais de 7 metros de altura sobre uma cama elástica; a Alpen Blizzard, montanha-russa de 438 metros que sobe a 15 metros de altura. Para os pequenos, o Alpen Kids oferece várias atividades num grande playground. Outras atrações, como o Cinema 4D e o Alpen Interactive, surpreendem pela tecnologia e convidam para aventuras indoor. A infraestrutura é completa, e o ideal é se programar para passar o dia no parque curtindo todas as atrações. Para o almoço a dica é pedir um dos pratos ou lanches do Café Alpen Park e sentar-se a uma das mesas com vista para o vale do Quilombo.
Rodovia Arnaldo Oppitz, 901
www.alpenpark.com.br

Alpen Park
Arvorismo
Tirolesa
Trenó Alpino
Quadriciclo

Ecoparque Sperry

“Conhecer para preservar” – este é o slogan que a família Sperry criou para o ecoparque. O carisma dos anfitriões, aliado aos encantos naturais, surpreende todos os visitantes desse espaço de 20 hectares de Mata Atlântica. As trilhas interpretativas e autoguiadas passam por cânions, riachos, mirantes e cachoeiras; a mais popular é a que leva à cachoeira da Usina, que, com 45 metros de queda, encanta com sua beleza. O centro de visitantes é ambientado no antigo galpão agrícola, e nele está o restaurante Bêrga Mótta, que serve pratos elaborados por membros da família Sperry.
Vale do Quilombo – Linha 28
www.ecoparquesperry.com.br

Cachoeira da Usina

Passeios de triciclos

Dirigir um triciclo é uma experiência única. A Apoema Eco Tours oferece seis roteiros que agradam desde aos iniciantes até aqueles que pretendem esticar o passeio por até duas horas. Todos os triciclos são de dois lugares e de fácil pilotagem, mas é necessário possuir carteira de habilitação tipo “A”, que no sistema nacional de trânsito autoriza o motorista a pilotar motos. Por questões de segurança, as crianças precisam ter no mínimo 7 anos para participar dessa aventura. A Apoema afirma que em breve trará um novo modelo de triciclo com capacidade para até três pessoas, o que abrirá a possibilidade de um monitor levar duas pessoas na garupa. Além de organizar o passeio em triciclos, a Apoema é um receptivo turístico que oferece várias opções de passeios.
Avenida Ernani Kroeff Fleck, 357
www.apoema.tur.br

Parque e Alambique Flor do Vale

A diferença das visitas a alambiques que oferecem a oportunidade de conhecer todo o processo de fabricação da cachaça para a Flor do Vale, é que além da visita guiada e da possibilidade de degustar a renomada cachaça e receber o certificado de “Cachacier Amador”, oferece outras atividades que são espaço acolhedor e agradável em meio a jardins, ao rio que corta a propriedade, com três cachoeiras, e à mata nativa típica do Rio Grande do Sul. Uma das atividades é a prática de tiros de balestra (ou besta), no Percurso do Arqueiro. O parque lança um desafio a quem atira: “Se você somar mais de 30 pontos ou acertar a mosca, leva uma cachaça Flor do Vale Tradicional”. Outro espaço curioso é o das Finadas Cachaças, uma coleção de cachaças que já não são fabricadas, com rótulos e nomes inusitados. O Restaurante Flor do Vale, outra parada obrigatória para quem visita o alambique, serve pratos da culinária gaúcha preparados na hora, num ambiente aconchegante e descontraído. O Flor do Vale oferece transporte gratuito num ônibus escolar amarelo, apelidado de Trago Bus. O ônibus faz um passeio pela zona rural de Canela, passando por pontos turísticos e finalizando no Flor do Vale.
Estrada do Morro Calçado, 2830 – Linha São João
www.parqueflordovale.com.br

Alambique Flor do vale
Balestra

Parque Terra Mágica Florybal

O Gigante Semeador, um boneco de mais 15 metros de altura, é o anfitrião da Terra Mágica. A enorme escultura chama a atenção de quem passa, e, se você está com as crianças, não pode deixar de visitar esse parque temático onde todos aprendem fatos da história do mundo e da natureza de forma lúdica e interativa. Enquanto caminham num universo mágico com mais de mil esculturas, os visitantes são surpreendidos pelos movimentos e ensinamentos de cada área do parque, que inclui: o Território dos Dinossauros, a Floresta Mágica, a Aldeia dos Índios, o Mundo Animal, o Mundo dos Primatas, a Mina Preciosa. No caminho encontram o Guardião da Floresta, outra escultura com 11 metros de altura, que protege a natureza e abriga um mirante. Entre outras atrações estão a Minifazenda de Cacau e a Mina de Chocolate, onde é possível degustar o chocolate direto da fonte. Aqui está também a cascata de chocolate. O Cinema 7D e o Voo do Pterodáctilo são atrações não incluídas no passaporte, mas não menos interessantes.
http://parqueterramagicaflorybal.com.br

Terra Mágica Florybal

Mundo a Vapor

Na linha de parques temáticos, o Mundo a Vapor chama a atenção de quem passa pela rua onde está localizado. A fachada é a remontagem do dramático acidente do trem Granville-Paris Express ocorrido em Paris em 1895. Ao adentrar o parque, que é inteiramente coberto, o visitante é levado ao passado, à época em que o vapor era a principal fonte de energia. Conforme caminha pelo parque, você é convidado a observar as antigas locomotivas e acompanhar, ou até participar, de alguns dos processos de fabricação que reproduzem em miniaturas máquinas movidas a vapor. Tudo em pleno funcionamento: a Olaria, que fabrica uma média de 300 telhas e tijolos que cabem na palma da mão; a Usina Termelétrica, que demonstra a utilização prática do vapor transformado em energia; a Usina Hidrelétrica, que mostra a utilização da água para gerar energia; a Fábrica de Papel, a menor do mundo em funcionamento; a Fábrica de Erva-Mate e a Pedreira, entre outras réplicas que ilustram o uso de energia. Estão expostas peças antigas como telefones, máquinas de costura, relógios, roupas e acessórios. Há um café e, na área externa, um passeio de trenzinho que agrada bastante às crianças.
Avenida Dom Luiz Guanella, 1177
www.mundoavapor.com.br

Mundo à Vapor
Mundo à Vapor

Casa da Cultura de Canela

O prédio da antiga estação de trem de Canela, datado de 1924, com a locomotiva "Double Ender" na frente, remete ao tempo que a estação era utilizada na cidade. Atualmente abriga a Casa do Artesão, que expõe produtos artesanais produzidos em Canela. Aqui se localiza também a Casa de Cultura, que funciona como centro de informações turísticas.
Rua Largo da Fama, 227

Vitivinícola Jolimont

Uma das pioneiras no estado na produção de vinhos artesanais finos, a Jolimont, está localizada num vale de vista exuberante. Durante a visita percorre-se a vinícola e um enólogo explica o processo de elaboração dos vinhos da casa; ao fim, podem-se degustar os vinhos, que são vendidos a bons preços.
Estrada Morro Calçado
www.vinhosjolimont.com.br

Gastronomia

Dile Valduga Ristorante
Com pratos da culinária italiana, o restaurante oferece um bufê com boa variedade de saladas, frios, queijos, sobremesas, carnes especiais, filés de peixe, frutos do mar. O destaque são as massas de fabricação própria.
Rua Borges de Medeiros, 660
www.dilevalduga.com.br

Empório Canela
A mistura fina de café, restaurante e livraria, além do ambiente aconchegante e descontraído, já bastaria para o lugar ser uma ótima escolha. A isso se somam os pratos do cardápio elaboradíssimo. Fazer uma refeição aqui é um programa imperdível!
Rua Felisberto Soares, 258
www.emporiocanela.com.br

Cervejaria do Farol
Ambientada em meio a um parque de 4 hectares de mata nativa e mantendo o padrão de qualidade da Lei da Pureza Alemã, produz cerveja artesanalmente. Além de degustar a excelente cerveja e o cardápio variado de petiscos e pratos, podem-se subir os 135 degraus da torre do farol e observar a mata do entorno.
Rua Severino Inocente Zini, 150 – Bairro Distrito Industrial
www.cervejariafarol.com.br

Hospedagem

Hotel Fazenda Pampas
Com mais de 15 hectares de área com mata nativa, lagos e trilhas, o hotel oferece ótima infraestrutura, com acomodações temáticas que remetem às tradições e raízes gaúchas.
Avenida Dom Luiz Guanella, 1561
www.hoteispampas.com.br

Agência receptiva

Brocker Turismo
Além do transfer a partir do aeroporto de Porto Alegre, oferece pacotes de passeios pela Serra Gaúcha.
Rua Borges de Medeiros, 851 – Centro
www.brockerturismo.com.br

Para mais informações sobre hospedagem, agências e passeios em Canela, acesse os sites: www.canelaturismo.com.br e www.portalcanela.com.br.

Nos arredores de Gramado e Canela – Três Coroas

Rafting

O rafting em Três Coroas desce as corredeiras do rio Paranhana, margeado pela beleza da Mata Atlântica e de águas cristalinas. São três percursos: de 2h20 de duração; o longo, com 3h20; e o noturno, para os mais aventureiros. O rio apresenta corredeiras de classes II e III e durante o percurso há outras atividades para surpreender os participantes.
Raft Adventure
www.raft.com.br

Brasil Rafting
www.brasilrafting.com.br

Templo budista

Mesmo para quem não tem intenção de conhecer o budismo, a visita ao templo Khadro Ling é imperdível. Com localização privilegiada no alto de uma colina, quem chega já se encanta com a visão quase surreal do majestoso templo vermelho, que parece pairar sobre as nuvens. Inspirado na cultura tibetana e fundado pelo mestre Chagdud Tulku Rimpoche, o templo sempre expressou a intenção de não ser somente um lugar para a prática do budismo tibetano, mas também um ambiente em que todas as pessoas, independentemente de crenças religiosas, pudessem encontrar paz e tranquilidade. Caso você tenha vontade de ir mais a fundo, as práticas de meditação são abertas ao público. O templo está localizado em Águas Brancas, 1211, com acesso pela RS-115 e RS-020.
http://kl.chagdud.org/

Templo Budista
Rodas de oração

Gastronomia

Restaurante Tashi Ling
Primeiro restaurante tibetano do Brasil, é uma grata surpresa, não apenas gastronômica, mas também turística. A culinária serve pratos da essência tibetana, com um toque ocidental, e o ambiente temático, com funcionários tipicamente trajados, envolve os clientes no clima do Tibete.
Rua Alagoas, 361
www.espacotibet.com.br

Bento Gonçalves

Embora a cidade tenha ficado internacionalmente conhecida por abrigar as mais famosas vinícolas do Brasil, quem visita Bento Gonçalves não vem apenas atrás dos ótimos vinhos produzidos na região, mas de compartilhar da história, da cultura e das tradições que os imigrantes italianos que colonizaram a região deixaram de herança aos descendentes. Uma boa forma de começar é pela Epopeia Italiana, uma atração que conta de forma bem original a saga dos personagens Lázaro e Rosa, identificados com a história da colonização em Bento Gonçalves.
Rua Visconde de São Gabriel, 507
www.epopeiaitaliana.com.br

Epopeia Italiana

Passeio de maria-fumaça

A viagem a bordo da maria-fumaça que leva ao município vizinho de Garibaldi é um complemento da história da Epopeia Italiana. Ao longo do trajeto, os vagões são animados por grupos folclóricos, que cantam, contam histórias e dançam músicas típicas italianas. O passeio de 1h30 inclui paradas nas estações de Carlos Barbosa e Garibaldi, com degustação de espumante e suco de uva em Garibaldi e de vinho em Bento Gonçalves. A maria-fumaça sai da estação ferroviária.
Rua Duque de Caxias, 1 – Cidade Alta
giordaniturismo.tempsite.ws

Maria fumaça
Maria fumaça

Tour Via Del Vino

O passado e o presente se encontram nesse tour pelo centro de Bento Gonçalves, onde as antigas edificações se misturam à vida social, cultural e econômica da cidade de forma harmônica e graciosa. O passeio pode ser autoguiado, pois durante o percurso há placas que registram histórias e curiosidades. Entre outros atrativos desse percurso, estão o Centro de Atendimento ao Turista e a famosa “La Fontana”, chafariz de onde jorra água cor de vinho.

Caminhos de Pedra

A rota resgata o passado preservando os costumes, as tradições e a cultura dos imigrantes italianos. As famílias proprietárias de algumas das centenárias casas de pedra e madeira abrem as portas e recebem o turista, contando com muito orgulho a história de suas famílias, da propriedade dos produtos produzidos com a sabedoria herdada dos antepassados. Ao longo de 12 km, que podem ser percorridos com veículo próprio, ou de agências receptivas, há várias propriedades abertas à visitação; o ideal é fazer uma parada em todas para conhecer, degustar e provavelmente comprar alguns dos produtos artesanais. A Casa da Erva-Mate, onde você pode preparar seu próprio chimarrão e degustá-lo à moda gaúcha, e a Casa da Ovelha (www.casadaovelha.com.br), onde o turista participa de atividades interativas, requerem um tempo de visita maior.
www.caminhosdepedra.org.br

Salumeria
Casa da Ovelha
Casa da Ovelha
Caminhos de Pedra

Vale dos Vinhedos

Vale dos Vinhedos

No Vale dos Vinhedos, a “Capital Nacional do Vinho” mostra por que ganhou esse título. Numa área recortada por estradas e emoldurada por montanhas e enormes parreirais, estão algumas das maiores vinícolas de Bento Gonçalves, várias delas abertas à visitação. Guiadas por enólogos, as visitas normalmente são iniciadas num dos parreirais, passam pelos grandes tonéis de carvalho, enquanto contam todo o minucioso processo de fabricação, e terminam com a degustação dos vinhos produzidos nas vinícolas. Os espumantes são os principais vinhos reconhecidos internacionalmente, mas os tintos vêm a cada ano ganhando espaço nesse concorrido mercado. As instalações mais visitadas são a da Miolo (www.miolo.com.br), onde o turista pode degustar e levar para casa garrafas do famoso Lote 43; a da Casa Valduga (casavalduga.com.br), onde o destaque é o lote da Reserva Raízes Premium Cabernet; e a Don Laurindo(www.donlaurindo.com.br) , com vinhos da Gran Reserva Tannat e Ancellotta. No coração do Vale dos Vinhedos está o Hotel & Spa do Vinho (www.spadovinho.com.br), um resort construído em uma colina com vista exuberante para o vale.
www.valedosvinhedos.com.br

Miolo
Casa Valduga
Don Laurindo

Há outras visitas turísticas às vinícolas fora do Vale dos Vinhedos. A Vinícola Aurora (www.vinicolaaurora.com.br), localizada no centro, leva o título de maior cooperativa vinícola do Brasil; aqui, além acompanhar o processo de produção dos vinhos, o visitante vivencia um pouco da história, da cultura e da tradição locais.

Vinícola Aurora

A Adega e Parque Dal Pizzol (www.dalpizzol.com.br), no distrito de Faria Lemos, oferece uma experiência diferente, muito interessante até para quem está com crianças. O espaço de degustação de vinhos se localiza num parque temático da vinícola, lugar onde funcionou uma antiga olaria da família Dal Pizzol, que permite aos visitantes ficar em contato com um ambiente natural e agradável, com foco na cultura do vinho. O parque preserva o ambiente da antiga colônia com utensílios e equipamentos que remontam ao período da imigração italiana – destaque para a réplica do primeiro vinhedo construído pelos imigrantes, todo de madeira e sem fios de arame. No antigo forno da olaria está a Enoteca dos Vinhos Dal Pizzol, com uma coleção de garrafas de safras antigas, hoje consideradas peças de museu.

Dal Pizzol
Dal Pizzol

No vale do rio das Antas, a Cachaçaria e Alambique Casa Bucco é um espaço turístico com foco na produção de destilados. O alambique artesanal produz uma das mais conceituadas cachaças do país, premiada internacionalmente e eleita a melhor cachaça do país pela revista Audi Magazine. O visitante é recebido de forma muito acolhedora pela família proprietária, que com muito orgulho conta sua história e ensina sobre a produção da cachaça artesanal. A propriedade está localizada num belo cenário verde em meio à Mata Atlântica e com vista para ponte em arcos, o que enriquece ainda mais a visita. O pomar repleto de frutas orgânicas, como a cana-de-açúcar utilizada na cachaçaria, faz a alegria dos turistas. O espaço conta com trilhas ecológicas – uma delas leva à cascata – e restaurante e pousada. Quem se hospeda pode degustar cachaças e caipirinhas como cortesia.
RSC-470, km 194,3 – Distrito de Tuiuty
www.casabucco.com.br

Casa Bucco

Parque de Aventuras Gasper

Localizado em meio à natureza, em torno de uma imensa parede rochosa, por aqui chamada de “Paredão da Eulália”, o parque de aventuras oferece opções de atividades para todas as idades. O rapel que desce por 60m até outra plataforma localizada no meio da parede da montanha é um dos principais atrativos para os mais aventureiros. A vista para as montanhas da Serra Gaúcha é sensacional. Após o rapel, a subida para a plataforma se dá por meio de uma via ferrata, montada na parede da montanha, com degraus de ferro, cabos e plataformas, que promovem uma escalada segura e emocionante pela parede rochosa. O circuito de 750m, dividido em duas tirolesas, também atrai os visitantes que são lançados em dois cabos que passam a 60m de altura ao lado do “Paredão da Eulália”. O paintball, o arvorismo, a escalada em parede e o passeio a bordo do militar Engesa EE-15 4x4 pelas estradas do interior da Linha Eulália, são outras atrações no parque.
Rota Rural Encantos de Eulália
www.gaspermontanhismo.com.br

Rapel
Via ferrata
Tirolesa

Gastronomia

Canta Maria Restaurante e Armazém
Com ambiente inspirado nas cantinas italianas, a casa serve pratos dessa rica culinária. O restaurante está sempre movimentado. Nossa dica: escolha o rodízio. Muito bom!
RST-470, km 217,05
www.cantamaria.com.br

Zandonai Restaurante e Churrascaria
Na linha das grandes churrascarias, além das carnes, serve bufê com pratos da culinária gaúcha.
Linha Leopoldina, km 6

Hospedagem

Hotel Vinocap
Com ótima localização, apartamentos amplos e um café da manhã bem servido.
Rua Barão do Rio Branco, 245 – Centro
www.vinocap.com.br

Para mais informações sobre hospedagem, agências e passeios em Bento Gonçalves, acesse os sites: www.bentogoncalves.com.br e www.turismobento.com.br/pt .

Cambará do Sul

A pequena Cambará tornou-se conhecida no painel turístico do estado por ser a principal porta de entrada para os Aparados da Serra, os maiores cânions do Brasil. A cidadezinha simpática, com ares de vila de montanha, tem clima ameno e no inverno é muito procurada pelos dias ensolarados, frios e, às vezes, com possibilidade de neve. O turista que chega à cidade – com infraestrutura invejável: bons hotéis, restaurantes variados e agências de ecoturismo e aventura que levam os turistas e aventureiros a desfrutar de forma segura e organizada dos atrativos naturais – deve logo agendar os passeios que deseja fazer. Quem escolhe o receptivo Cânion Turismo, localizado no centro, tem a oportunidade de conhecer de forma bem especial a história e as lendas que permeiam os Aparados da Serra: na base da agência, há uma maquete dos cânions montada em bioarte, na qual o artista Marlon Silva utilizou recursos naturais para compor a obra denominada Kridijimbé (nome dado aos cânions pelos índios). A maquete ganha vida num jogo de luzes e som – ideal para anteceder sua visita aos cânions.

Kridijimbé

Cânions

As caminhadas para os cânions são aventuras contemplativas. Os aspectos naturais característicos dessa região exibem grande biodiversidade com atributos histórico-culturais e cênicos. Essas formações rochosas existem há pelo menos 130 milhões de anos e resistem até hoje praticamente intactas por causa da criação dos dois parques nacionais que as preservam.

Parque Nacional Aparados da Serra

O Itaimbezinho é considerado o mais famoso dos cânions e é exibido na maior parte dos cartões-postais. Atinge 5,8 km de extensão e uma largura que varia entre 200 e 600 metros. Com profundidade máxima de 720 metros, tem as margens cobertas por densa vegetação de araucária, o que o embeleza ainda mais. Três trilhas são abertas dentro do parque; as mais importantes, e fáceis, são as que levam às melhores vistas do Itaimbezinho. A menor delas é a do Vértice, com 1,4 km de extensão, com mirantes dos quais se avistam a cascata das Andorinhas e a cachoeira Véu da Noiva; no último mirante, tem-se a vista do início do cânion.

Itaimbezinho - Véu da Noiva
Itaimbezinho

A trilha do Cotovelo é maior, com 6,3 km de extensão e média de duas horas de caminhada (parte é feita na borda do cânion), e passa pela Véu da Noiva; o principal mirante apresenta uma vista panorâmica impressionante dos enormes paredões do Itaimbezinho cortado pelo rio do Boi.

Itaimbezinho
Itaimbezinho

Da parte baixa do cânion sai a trilha do rio do Boi, que avança pelo interior do cânion. São sete horas de caminhada com paradas para banhos no rio e na cachoeira. O parque conta com um centro de visitantes que oferece sanitários, bebedouros e espaço para piquenique. Não há lanchonetes nem restaurantes.
Rodovia RS-429, km 18

Parque Nacional da Serra Geral

O cânion da Fortaleza é o principal atrativo desse parque. Com 7,5 km de extensão, 900 metros de altura e 1,5 km de largura, não tem tanta fama como seu vizinho, mas muitos o consideram mais bonito. O cânion ganhou esse nome por causa da configuração de suas paredes, que lembram uma imensa fortaleza. A trilha do Mirante (3 km, ida e volta) leva o caminhante a um ponto de onde se avista praticamente toda a extensão do cânion cortado pelo rio da Pedra, além da planície catarinense e parte do litoral gaúcho.

Fortaleza
Fortaleza
Fortaleza

Outras trilhas, como a da cachoeira do Tigre Preto, levam o turista a caminhar pela parte alta por um lajeado, até chegar ao mirante, que exibe a exuberância de suas três quedas. Seguindo em frente, a trilha da Pedra do Segredo descortina a visão dessa formação inusitada cuja base de aproximadamente 50 centímetros equilibra a enorme rocha formada por um bloco monolítico de 5 metros de altura e 30 toneladas.

Cachoeira do Tigre Preto
Pedra do Segredo

Para visitar os cânions

• Contrate sempre uma agência para acompanhar e organizar sua caminhada dentro dos parques; além de oferecer segurança, o guia enriquece muito o passeio com as explicações e histórias dos atrativos.

• Opte por fazer as caminhadas pela manhã; à tarde muitas vezes os nevoeiros constantes atrapalham a vista dos mirantes.

• Leve um lanche de trilha e água com você.

• Não se esqueça do protetor solar, boné, repelente e capa de chuva.


Passeio de bote no rio Camisas

Fazer um passeio ecológico pelas águas rasas, calmas e cristalinas do rio Camisa é no mínimo prazeroso. O banho de rio e as vistas espetaculares da mata das margens e das montanhas encantam. O percurso de 4,5 km é pouco! São em média duas horas e meia rio abaixo até o Lajeado da Margarida. No percurso, a agência prepara para os participantes uma surpresinha à moda gaúcha, mas deixemos o leitor curioso... Vale a pena conferir pessoalmente.

Passeio de bote

Cachoeira dos Venâncios

Formada pelo rio Camisas, essa cachoeira de rara beleza é uma sequência de quatro quedas. A primeira estende-se como uma longa cortina de água por mais ou menos 100 metros de largura. Não é possível avistá-la de um mirante: apenas caminhando pela mata se pode contemplar toda a queda. A água cristalina e gelada convida ao banho revitalizador. Acompanhado de um guia, é possível caminhar na parte alta entre uma das quedas da cachoeira. Uma experiência única!
Estrada da Jaquirana, km 22

Cachoeira dos Venâncios
Cachoeira dos Venâncios

Cachoeira do Tio França

Sendo o atrativo mais próximo da cidade (3 km do centro), a melhor opção é seguir de bike para aproveitar com calma as vistas da estrada e ainda fazer um ótimo exercício. O passeio sai da base da agência Canion Turismo e segue pela estrada do Lajeado até a fazenda onde está a cachoeira. Disposta entre a mata de araucária e campos nativos, a cachoeira de mais ou menos 15 metros cai num poço natural onde se pode tomar um banho antes da pedalada da volta (maior parte em subida). É aconselhável levar bastante água e um lanche. Pode-se chegar à cachoeira caminhando ou de carro (próprio ou da agência).

Cachoeira do Tio França

Cavalgadas

As cavalgadas são muito populares nos Aparados da Serra, no entanto, é expressamente proibido cavalgar dentro dos limites dos parques nacionais. As agências oferecem vários roteiros, com níveis de dificuldade diferentes.

Cavalgada

Apiário Cambará

Além de ser a terra dos cânions, Cambará é conhecida como a “capital do mel” no estado. O Apiário Cambará é um dos principais na cidade e possui aproximadamente cem colmeias em meio a uma área de mata e árvores nativas. Com foco no turismo de experiência, o apiário criou o Passeio do Mel, que convida o turista a conhecer o processo de produção do mel. A experiência é realizada em duas etapas: no apiário, em meio à mata, se recebem orientações sobre os equipamentos e se vestem as roupas de proteção para observar a vida das abelhas e a organização das colmeias nas caixas e aprender sobre apicultura; e na Casa do Mel, onde se conhecem as fases do processamento do produto transformado em mel para consumo. Já na loja, podem-se degustar os variados tipos de mel produzidos pelo apiário.
Rua da Úrsula, 879
apiariocambara.wordpress.com

Apiário Cambará

Gastronomia


Restaurante Vila Ecológica

Os proprietários esbanjam simpatia e hospitalidade, e os pratos, que misturam a culinária oriental com ingredientes locais, são feitos com muito capricho. A pousada anexa, com apenas quatro suítes, é uma boa opção de hospedagem, especialmente para casais.
Rua Padre João Pazza, 1166 – Morro da Antena
vilaecologica.blogspot.com.br

Cabana Café
Ambiente charmoso que tem como especialidade as panquecas salgadas e doces.
Rua Dona Úrsula, 941 – Centro
www.restaurantecabanacafe.com.br

Sendero Bistrô
É ambientado no clima dos bistrôs franceses, e a especialidade são os pratos servidos à la carte e os cafés especiais. Aos sábados e domingos, há música ao vivo com artistas locais.
Rua Antônio Raupp, 419 – Centro
www.senderobistro.com.br

Restaurante Casarão
O rodízio de filés de truta são a especialidade da casa.
Rua João Francisco Ritter, 969 – Centro
www.galeteriaocasarao.com.br

Pizzaria Retrô
Além de oferecer variedade de pizzas, que não devem nada às famosas pizzas paulistanas, a pizzaria promove uma viagem no tempo. A decoração com móveis e objetos antigos agrada e torna o ambiente descontraído e acolhedor – o destaque é a enorme coleção de discos de vinil (os clientes escolhem a trilha sonora).
Avenida Getúlio Vargas, 1088 – Centro
www.pizzaretro.com.br

Restaurante Galpão Costaneira
Tipicamente turístico, serve um farto bufê com pratos da culinária da Serra Gaúcha. Nos fins de semana há música ao vivo com apresentação de duplas gaúchas que circulam entre as mesas.
Rua Dona Úrsula, 1069 – Centro

Pizzaria e Petiscaria D’Roma
Os variados petiscos e os mais de 20 sabores de pizza são servidos num ambiente rústico e requintado, com ótimo atendimento.
Avenida Getúlio Vargas, 460

Hospedagem

Parador Casa da Montanha Ecovillage
Fazendo parte do Roteiro de Charme no Brasil, combina estilo e conforto. As barracas térmicas são únicas no Brasil, desenvolvidas especialmente para o Parador. Algumas unidades têm vista para o rio Camarinhas, com hidromassagem na varanda e toda privacidade. A infraestrutura conta ainda com sala de leitura e casa de banho. O Restaurante Parador serve um cardápio especialmente elaborado e é ideal para completar a experiência da hospedagem.
Estrada do Faxinal, s/n – Morro Agudo
www.paradorcasadamontanha.com.br

Por do Sol - Vista do Parador Casa da Montanha

Pousada Estalagem da Colina
Ambiente aconchegante e vista panorâmica são apenas dois dos atributos dessa pousada que conta com chalés individuais, espaços em meio a um jardim bem cuidado e atendimento personalizado.
Avenida Getúlio Vargas, 80
www.estalagemdacolina.com.br

Hotel Flat Cambará
Localizado no centro, é moderno e adequado para famílias. Os apartamentos oferecem antessala, cozinha e varanda. O café da manhã, com quitutes regionais, é farto.
www.flatcambara.com.br

Pousada Corucacas
Rústica e simples, mas muito aconchegante. A família proprietária da fazenda tem muito prazer em receber os turistas. A pousada fica em meio a belas paisagens naturais e oferece passeios como cavalgadas, pesca esportiva e caminhadas – uma delas leva à cachoeira que fica dentro da propriedade.
RS-020, km 1
www.corucacas.com

Agência receptiva

Cânion Turismo Viagens e Aventuras
Oferece todos os passeios e atividades em Cambará do Sul, incluindo trekkings e travessias.
Avenida Getúlio Vargas, 1098 – Centro
canionturismo.com.br

Para mais informações sobre hospedagem, agências e passeios em Cambará do Sul, acesse o site: www.cambaraonline.com.br.


As reportagens da Família Müller te apoio da Curtlo. Visite o site e conheça toda a linha de produtos para desfrutar das atividades ao ar livre.

www.curtlo.com.br


  
  

Publicado por em