Vale do Contestado - SC

Vales e serras que formam lindas paisagens naturais incorporadas à riqueza cultural que une episódios da guerra, com a tradição cabocla e a influência dos imigrantes, compõem os principais atrativos desta região do meio-oeste catarinense.

  
  

A história conta que a Guerra do Contestado, que nomeia esta região de Santa Catarina, aconteceu entre os anos de 1912 a1916. O conflito se deu pelo fato de o governo brasileiro ter desapropriado terras já habitadas, em benefício da companhia Brazil Railway Company, contratada para construir a estrada de ferro entre São Paulo e Rio Grande do Sul.

Cerca de 20 mil camponeses (também denominados Caboclos) lutaram contra forças policiais para evitar a desapropriação de suas terras, tornando esta uma das mais sangrentas revoltas populares registradas no Brasil. Esta história ficou no passado e mesmo que ainda hoje reflexos desta guerra habitem a memória e os corações de muitas das famílias do Vale do Contestado, o turista que visita esta região repleta de história, cultura e natureza, é recebido com muita simpatia e cordialidade.

Figuras da Guerra do Contestado

Videira

A cidade é uma das principais do Vale do Contestado Catarinense. Colonizada por alemães e Italianos tinha as duas colônias, (Vitória e Perdizes), divididas pelo Rio do Peixe, ambas com cultura e modo de vida completamente diferentes, até que um dia, alguns “Romeus” e “Julietas” começaram uma nova história unindo as colônias em uma só cidade.

A influência Italiana está muito presente na cultura da uva. Um dos principais atrativos culturais de Videira é o Museu do Vinho Mario Pellegrin, onde você embarca numa viagem de volta ao tempo no qual o vinho era produzido artesanalmente como na época da colonização. Por aqui também não é difícil encontrar famílias que ainda produzem seus próprios vinhos em casa.

Museu do Vinho Mario Pellegrin

Hoje, algumas das vinícolas locais têm aberto suas portas para os turistas, a Vinícola Santa Augusta, produtora de um dos melhores espumantes do Brasil, é uma delas. Além de conhecer e aprender, desta vez sobre o processo atual de fabricação do vinho, fomos convidados a degustar os famosos espumantes num espaço charmoso de frente para o parreiral.

Parreiral da Vinícula Santa Augusta
Degustação

Outro atrativo interessante é o Observatório Municipal Domingos Forlin, reconhecido mundialmente, recebe visitantes de mais de 30 países, e seus programas tem ligações diretas com a NASA. Em nossa visita avistamos Júpiter, Vênus e a Via Láctea, além de assistirmos a uma palestra sobre astronomia, um passeio imperdível para as crianças.

Observatório
Palestra

A cidade tem uma vida urbana agitada com Shopping Center, cinemas, e um bom centro comercial, mas também vive a típica rotina de cidade do interior, com uma belíssima Igreja Matriz e as pessoas sentadas na praça tomando chimarrão e jogando conversa fora.

Igreja Matriz

Videira é uma boa opção para hospedar-se e visitar as cidades próximas. A gastronomia é influenciada por ambas as colônias, o vinho está sempre presente nas mesas.

Na antiga estação de trem, o restaurante Estação Bistrô Choperia é uma ótima opção para degustar o vinho local com uma forrada mesa de antepasto. Para os dias mais acalorados, no deque o restaurante serve “pratos de boteco”, elaborados com alimentos da culinária regional.
Rua Nicolau Carvon, 51
Tel: 49 3566-1949

Estação Bistrô Choperia

Para um fast food mais elaborado, no shopping, o Restaurante Oposto serve por quilo quitutes especiais da culinária local.

Hospedagem

Hotel das Videiras
Bons quartos, ótimo atendimento e bem localizado.
Rua Paulo Ogliari, 52 - Bairro II Pinheiros - Tel: 49 3531.3400 - www.hoteldasvideiras.com.br

Treze Tílias

Esta é a cidade com mais apelos turísticos na região do Vale do Contestado. Ao passar pelo portal parece mesmo que você chegou a uma cidadezinha européia de montanha, aliás, como é mais bem definida, ao Tirol Brasileiro.

Portal da cidade
Monumento em homenagem ao Imigrante Austríaco

As floreiras coloridas das casas e praças compõem juntamente com a arquitetura alpina um cenário belo e aconchegante que convida o turista a conhecer as tradições, costumes, história e cultura dos imigrantes austríacos, até por este motivo, a visita ao Museu de Imigração Austríaca é obrigatória. O acervo do “castelinho”, como é carinhosamente chamado pelo fato de sua construção se assemelhar a um castelo, mantém alguns móveis originais da propriedade, fotos e documentos do fundador da cidade e dos primeiros imigrantes.

Museu da Imigração Austríaca

Uma unidade do Consulado da Áustria também tem sede por aqui, num dos prédios mais graciosos da cidade. Caminhar pelas ruas é uma ótima opção para apreciar a delicadeza da arquitetura tirolesa.

Consulado da Áustria

A principal atividade aqui é o turismo, pelas ruas você encontra pessoas vestidas a caráter trabalhando nos hotéis, lojas e restaurantes, sempre com um largo sorriso no rosto.

Família Müller

Não deixe de visitar os ateliers dos grandes artesãos de Treze Tílias, a influência herdada dos antepassados austríacos se destaca principalmente nas esculturas de madeira.

Obra do artista Werner Thaler

A cidade une a cultura e história à natureza, rodeada de parques e praças onde se erguem estátuas e bandeiras que homenageiam a imigração, entre eles o Parque do Imigrante e a Praça Municipal.

Parque do Imigrante

O Parque Lindendorf é o mais popular, e com certeza o preferido das crianças, resultado do sonho das famílias Koroll e Felder, é um lugar para passar boa parte do dia percorrendo trilhas, observando os animais do mini zoo, as carpas do lago, assistindo aos shows no restaurante e visitando o maior atrativo do parque: a mini cidade, réplica exata de Treze Tílias, construída artesanalmente pelo Sr. Valter Felder.
Parque Lindendorf
Rua Antonio Pattis s/n - Tel: 49 3537-0658/8839-0234 - www.minicidade.com

Parque Lindendorf
Mini Cidade

A gastronomia também reflete a influência da imigração, hotéis e restaurantes servem pratos típicos. Um dos locais mais procurados é o Restaurante e Pizzaria Edelweiss e Cervejaria Bierbaum, sediados numa charmosa casa no estilo austríaco, oferece um variado cardápio. A Cervejaria Bierbaum foi a primeira micro-cervejaria do oeste catarinense, utilizando o conceito europeu de se produzir cervejas artesanais e diferenciadas, em ambientes em que o público possa visualizar o processo de fabricação, não deixe de experimentar uma das cervejas e também o chopp.
Rua Gaspar Coutinho 439 – Centro - Tel: (49) 3537-0531 - www.bierbaum.com.br

Restaurante e Pizzaria Edelweiss

A 10 quilômetros do centro, em meio a belos panoramas naturais o turista encontra uma “outra Treze Tílias”. A Linha Pinhal, como é conhecida esta região habitada pelos descendentes de imigrantes italianos que também escolheram a cidade para se instalar.

A tradição, arquitetura, gastronomia e costumes de seus antepassados foram preservados e nas cantinas é possível encontrar produtos coloniais à venda, com destaque para os queijos, salames, vinhos e a grapa (cachaça de uva).

Linha Pinhal
Linha Pinhal

Hospedagem

Hotel Tirol
A Família Klotz administra o hotel priorizando o atendimento e conservando a cultura austríaca. O hotel conta com ótima infra-estrutura que inclui quartos amplos, piscina aquecida, elevador panorâmico, uma ótima vista da cidade e boa localização entre outros atributos.
Rua São Vicente de Paula, 111 - centro Tel: 49 3537- 0125 - www.hoteltirol.com.br

Hotel Tirol

Pinheiro Preto

Pertinho de Videira, a cidade é responsável pela maior produção de vinho de Santa Catarina, e há pouco tempo algumas das vinícolas começaram a receber turistas para degustação.

Outro atrativo, este histórico-cultural, é o túnel ferroviário com 62 metros de comprimento construído através da perfuração de uma rocha em meio ao trajeto da ferrovia São Paulo - Rio Grande do Sul, era a única passagem possível de um ponto a outro, foi considerado um ponto estratégico de defesa, caso houvesse uma invasão de terras. O túnel também ficou famoso por ter sido próximo a ele que se deu o chamado “primeiro assalto a um trem pagador no Brasil”. Apenas um modo de dizer, pois quando se deu o tal assalto ainda não havia tráfego na linha, o que foi roubado, segundo relatos, foi o dinheiro do pagamento dos empregados que estava sendo levado por funcionários numa tropa de mulas. O local do roubo foi marcado pela “Cruz do Vacariano” , levantada em homenagem os mortos no assalto.

Túnel

Fraiburgo

Colonizada principalmente por alemães, é a “Capital Brasileira da Maçã”. Já no portal, também ponto de informação turística, é possível comprar os frutos que saem fresquinhos dos pomares.

A primeira casa construída em alvenaria na cidade é onde funciona atualmente a Casa da Cultura, museu com documentos e fotos históricas da família que foi proprietária da residência, uma das primeiras de Fraiburgo.

Portal de Fraiburgo

Um dos programas preferidos dos fraiburguenses, seguidos também pelos turistas, é caminhar em volta do Lago das Araucárias ao fim da tarde. A Gruta do Monge João Maria que presta homenagem ao curandeiro que liderou a Guerra do Contestado, fica em volta deste lago. A lenda conta que João Maria sempre acampava perto de fontes e abençoava as águas que se tornavam milagrosas.

Lago das Araucárias

A cavalgada também é popular em Fraiburgo, inclusive a cidade abriga um centro de equoterapia , uma espécie de tratamento terapêutico realizado com o auxílio de cavalos, muito eficiente. Um dos desafios da equoterapia consiste em trabalhar a confiança, fomos convidados a participar desta linha terapêutica. Partimos para cavalgar à noite, na completa escuridão, em meio à natureza. O objetivo é confiar 100 % no cavalo. A princípio é um tanto assustador, mas depois a natureza envolve os nossos sentidos, a nossa mente, e mais tranqüilos construímos uma relação de confiança com o animal. Uma experiência enriquecedora!

Quem leva para esta, entre outras cavalgadas, é o Sr. Aldair, que atende as reservas pelos tels: 49 99241862 / 8831246.

Cavalgada Noturna

Falando ainda em experiências na natureza, a centenária Floresta René Frey é um lugar agradável para caminhadas, abrange uma área de 50 hectares e preserva a mata nativa composta por gigantescos pinheiros e imbuias entre outras árvores, em meio ao verde, pequenos animais selvagens e pássaros coloridos.

Caçador

Esta é a cidade que abriga a Universidade do Contestado e conta com ótima infra-estrutura turística, é uma das cidades mais alusivas à guerra. O acervo do Museu do Contestado é bem completo. Está dividido em salas temáticas com objetos e painéis que contam a história da colonização, da construção da ferrovia e da guerra, não deixe de visitá-lo, principalmente se estiver com as crianças. A edificação remonta a antiga estação ferroviária destruída por um incêndio em 1930.

Museu do Contestado

A 6 km do centro, a natureza esbanja beleza na Reserva Florestal do Contestado, um santuário ecológico que preserva araucárias, imbuias, cedros e outras árvores centenárias.

Salto Veloso

A pequena e encantadora cidade de Salto Veloso, foi a última que visitamos no Vale do Contestado. A cachoeira que nomeia o município fica próxima ao centro no Parque do Salto, o principal atrativo turístico.

Salto Veloso
Salto Veloso

O turismo de experiência, assim denominado por proporcionar ao turista interação com as atividades, o lazer e a culinária da comunidade local, também acontece por aqui.

Acompanhados pela proprietária da Indústria de Vinhos Salto Veloso, percorremos todas as fases de produção do vinho tinto, rosado, branco, niágara, bordô e cabernet sauvignon, comercializados pela vinícola. Em seguida, partimos para conhecer os parreirais. In loco pudemos colher e provar as diferentes espécies de uvas, distinguindo-as no paladar, para as crianças, esta também é uma experiência bem especial.

Indústria de Vinhos Salto Veloso
Parreiral da Vinícola Salto Veloso

O passeio termina num café colonial tipicamente italiano, com direito a variados tipos de queijo, salames, natas, geléias, entre outras delícias, ao som de um “gaiteiro” (sanfoneiro) que além da Tarantela, toca na sanfona músicas variadas que lembram a Itália e a imigração. Um dos momentos mais emocionantes que vivenciamos no Vale do Contestado catarinense, neste pedacinho de Brasil que poucos conhecem, mas que tem muito a oferecer!

Café Colonial

Agradecimentos à JAC Motors do Brasil, viajamos ao Vale do Contestado, a partir de São Paulo, a bordo do J6.

As reportagens da Família Muller tem o patrocínio de:
Trilhas & Rumos - www.trilhaserumos.com.br

Apoio de:
Relógios Adidas – www.grupodumont.com.br
Hi-Tec - www.hi-tec.com.br
Gatorade – www.gatorade.com.br
Óculos Julbo – www.casadepedra.com.br


Visite o site da Família Muller


Curta nossa fanpage no Facebook

Seja mais um seguidor da Família Muller no Twitter


Conheça nosso livro

Para onde nós vamos? Os roteiros de viagem da Família Muller

Fale conosco e reserve seu exemplar.

Para onde nós vamos? os roteiros de viagem da Família Muller
  
  

Publicado por em