Chegada em Arequipa

7º. Dia da Expedição Sul Peru. Bem recebidos no Peru. Mundo Andino Estimados Amigos! Mundo Andino Depois de rodar 2.577Km em 5 dias, é com um imenso prazer que atualizo hoje este site aqui do Peru, o terceiro maior pais da América do Sul,

  
  

7º. Dia da Expedição Sul Peru. Bem recebidos no Peru.

Mundo Andino

Mundo Andino

Estimados Amigos!

Mundo Andino

Mundo Andino

Depois de rodar 2.577Km em 5 dias, é com um imenso prazer que atualizo hoje este site aqui do Peru, o terceiro maior pais da América do Sul, com uma população de aproximadamente 26 milhões de habitantes, sendo o mais andino de todos eles.

Mundo Andino

Mundo Andino

Estamos em Arequipa, a segunda maior cidade do Peru, situada a 2.350m de altitude. Chamada de Cidade Branca é a capital de Arequipa, um estado de grande riqueza cultural e geográfica. O estado de Arequipa cobre uma área de 63.500 Km2, com dezenas de montanhas nevadas e quase uma centena de cones vulcânicos entre os 3.900m e os 6.400m de altitude.

Perto de Arequipa estão dois dos canions mais profundos do mundo, o Colca e o Cotahuasi. Em sua região existem vários santuários repletos de vida selvagem onde se podem avistar flamingos, vicunhas, guanacos, condores, além de centenas de lhamas e alpacas.

Arequipa possui um grande potencial turístico, uma rica história, diversas áreas naturais protegidas, e excelentes opções para a prática do alpinismo e canoagem. Fundada em 1540 a cidade tem aproximadamente 770 mil habitantes. Está rodeada por três vulcões, sendo que muitos de seus edifícios são revestidos de “sillar”, uma rocha branca de origem vulcânica, razão pela qual lhe é concedida o título de Cidade Branca.

Foi realmente notável a maneira que fomos recebidos no Peru, já na fronteira sentimos o entusiasmo de um povo alegre e hospitaleiro. Não tivemos absolutamente nenhum problema com a policia ou na aduana, muito pelo contrário, nos receberam da melhor forma possível, elogiando a beleza do caminhão Andino e nos desejando sorte em nossa missão através das montanhas.

Ao deixar o Chile, quase não se nota a diferença na paisagem, o ambiente continuou desértico até a nossa chegada em Arequipa. A exceção do vale de Moquequa, um verdadeiro oásis e totalmente aproveitado pela agricultura, não vimos sequer uma só árvore a lado da estrada, ou seja, toda a costa do Peru também é um grande deserto, em razão da baixa temperatura da Corrente de Humboldt que impede que a umidade do ar avance para o interior do continente.

Tenho certeza que as fotos de hoje demonstram o ambiente desolador que vimos pela janela do Andino, uma paisagem que também tem o seu encanto e nos fascinou com sua beleza surreal.

Amanhã começamos nossas investidas as montanhas, em breve mais novidades e muita aventura.

Gostaria de agradecer a Transportes 77 e Euromotors, que nos ajudaram hoje a solucionar um problema em nosso freio motor, bem como a tirar toda a areia do deserto do Andino, com uma boa ducha.

Forte abraço,

Waldemar Niclevicz

  
  

Publicado por em