Chegada no Campo base do San Lorenzo!

16º Dia da Expedição a Patagônia Chilena. Rumo a primeira montanha do Projeto Mundo Andino. Mundo Andino Estimados Amigos! Depois de rodar 6.075Km (980Km por terra), finalmente o Andino desliga o seu motor para um descanso. E felizmente esticar

  
  

16º Dia da Expedição a Patagônia Chilena.
Rumo a primeira montanha do Projeto Mundo Andino.

Mundo Andino

Mundo Andino

Estimados Amigos!

Depois de rodar 6.075Km (980Km por terra), finalmente o Andino desliga o seu motor para um descanso. E felizmente esticaremos as nossas pernas, na tentativa de escalar o primeira montanha do Projeto Mundo Andino.

Foram 15 dias muito agitados estes últimos, sem parar, sem descansar completamente, sempre com aquele frio na barriga, para ver como o caminhão se comportaria, como a equipe se entrosaria, como o público e a imprensa receberiam a idéia do nosso projeto. Acredito então que merecemos um pouco de montanha para festejar o sucesso deste início de projeto, pois nenhum problema ficou sem ser resolvido. A equipe esta animada como nunca e o Projeto Mundo Andino começa a ser respeitado por todos. Acreditem, aqui nos Andes o reconhecimento do nosso projeto é ainda mais notável.

Mas vamos falar de montanha, deste primeiro desafio, deixando que as palavras do seu conquistador, o famoso padre salesiano Alberto Maria De Agostini, nos descreva a sua imponência:

“As formidáveis paredes que circundam o San Lorenzo por todos os lados, cortadas verticalmente por mais de mil metros, o fazem parecer como uma gigantesca fortaleza que esteja defendendo seu branco e sedutor cume, incrustado de gelo, do ataque dos alpinistas...”.

É pela mesma rota percorrida por De Agostini, em 1943, que pretendemos pisar o seu cume de 3.706 metros de altitude (sendo desta maneira a segunda maior montanha da Patagônia). Em razão do rigoroso clima da região, o San Lorenzo conta com poucos êxitos, aproximadamente apenas 20 expedições conseguiram completar totalmente a escalada até hoje. É justamente o tempo que mais nos preocupa, pois estes últimos três dias o vento forte vindo do sudoeste trouxe nuvens escuras e chuva.

Nós vamos chegar no acampamento base hoje a tarde. Ontem viemos até metade do caminho, e tivemos que parar o Andino antes de uma ponte suspensa que suporta apenas 4 toneladas (nosso caminhão está pesando 14 toneladas).

Fizemos contato via radio desde a cidade de Cochrane com o dono da propriedade que está na base da montanha, e cavalos estão por chegar para nos ajudar a chegar até o acampamento base, situado a 1.000m de altitude. Se o tempo melhorar, vamos levar uma semana para escalar o San Lorenzo.

Estamos tendo muitos problemas para conseguir conexão com a Internet via satélite, porque estamos muito ao sul (paralelo 48). Nosso satélite fica na Linha do Equador, temos que orientar a antena quase perpendicular ao solo para se comunicar com ele, mas as altas montanhas que nos rodeiam impedem esta visada. Mas não se preocupem, vamos mandar notícias nos próximos dias, mas sem fotos, pois para voz o sinal do satélite não precisa estar tão forte com para dados.

A Equipe Mundo Andino conta com a torcida de todos!

Um forte abraço,

Waldemar Niclevicz

  
  

Publicado por em