Alimentação Infantil com Saúde e Alegria: Hábitos para Toda a Vida!

Crianças Comem Frutas e Verduras e adoram !

  
  
Alimentação Infantil

Essa matéria vai em homenagem a alguns amigos que nos pediram para relatar o método que usamos para que nossa filha Andressa, de 1 ano, se tornasse fã de alimentos naturais.

Vamos aqui descrever o que funcionou pra nós de tudo o que médicos orientaram, amigos ensinaram, tudo o que pesquisamos, descobrimos e criamos.

No mais, entre mãe e filho não existe recita pronta e nem regras! Cada caso é um caso e ser mãe vem com dispositivo especial de percepção com a expansão dos 5 sentidos e com o desabrochar da intuição para avaliar a melhor opção em cada momento. Os sentidos maternos são realmente ampliados para que cada mãe tenha sua percepção aguçada, essa percepção é a sabedoria mais valiosa!
Cada um chega para visitar diz uma coisa, cada médico expõe uma teoria diferente, e o melhor a fazer é filtrar as informações que melhor se adaptam para sua família.

Primeiramente fomos nós mesmos, naturebas assumidos, e cremos que o exemplo e o incentivo foram referências, já que as crianças aprendem copiando o que vêem, e assim a pequena devora qualquer tipo de fruta e verdura, de maçã á talo de couve e suco verde!

Fomos seguindo as orientações nutricionais indicadas para cada faixa-etária como o consumo de leite necessário e nas brechas, dá-lhe sucos de frutas e sopinhas de legumes. Concluímos que bebês adoram frutas e verduras, elas só precisam saber e para isso, os pais só precisam oferecer!

Mas até chegar nas papinhas, hummm, muitas águas vão rolar ...
E lá vamos compartilhando várias experiências que estão diretamente ligadas aos hábitos de alimentação da criança:

Tudo começa com o leite materno. E além dos alimentos físicos e visíveis, outras formas de energia nutrem o bebê no leite materno e no contexto dele: ar, sol,toque, olhares, afeto dos pais e entre os pais, uma atmosfera feliz no lar.

E o leite materno ganha qualidade desde a gestação com bons hábitos da gestante, como alimentação saudável, muito relaxamento, sono, atividade física, meditação, yoga, coisas que a gestante goste de fazer, etc.

Tudo isso favorece um leite materno cheio de alto astral e nutrientes.

Durante a gestação procure tomar suco verde, fazer alongamentos, relaxamentos, receber massagem e principalmente, procure dormir bastante. A ingestão de complementação de vitaminas especiais, além do ferro e ácido fólico é recomendada durante gestação e amamentação. No final da gestação passei a ingerir “materna” por recomendação de nutricionista e senti uma diferença gritante na disposição física e emocional. Gestantes vegetarianas, como eu, então ... É obrigatório principalmente pela reposição de B12.

Algumas dicas para que a amamentação possa acontecer tranquilamente:

Alimentação Infantil

Preparação do bico do peito:

Durante a gestação tomar banho de sol nos mamilos 10 minutos 2 vezes ao dia. Esfregar a toalha após o banho.

Ofereça o peito ao neném o quanto antes na maternidade.

Ao iniciar a amamentação: após a mamada aplicar a pomada de lanolina pura, usamos a “lansinoh” (pode ser ingerida pelo bebê), ou a face interna da casca da banana ou mamão tudo isso para evitar rachaduras no bico do peito. Próximo do horário da mamada colocar as conchas coletoras, que ajudam a dar forma ao bico do peito e evitam molhar a roupa.
Evite no início, até o peito criar resistência, que a criança mame mais que 30 minutos seguidos em cada peito para evitar fissuras e rachaduras.

Lá pelo quarto dia de amamentação o bico do peito pode ficar muito sensível e pender para fissuras e rachaduras, use o bico de silicone uma mamada sim outra não para evitar o atrito do contato direto até que o bico crie resistência. A criança estranha um pouco, mas acaba pegando o jeitinho e depois de 1 ou 2 dias já será possível amamentar sem o tal bico.
POR FAVOR TOME ESSAS MEDIDAS PREVENTIVAS, NÃO QUEIRA SABER O QUE É AMAMENTAR COM O BICO RACHADO! Encomende a pomada com antecedência, pois não existe em farmácias, há de comprar via internet e demora achegar.
Durante a amamentação, se o organismo estiver produzindo pouco leite, a ingestão de canjica e demais derivado do milho ajudam muito, mas cuidado, pois no meu caso ingeri de mais e a produção ficou muito intensa, o que deixa a mama dolorida e necessita ordenhar.
Quem coordena a produção de leite é a glândula pineal que fica no meio da cabeça, medite conversando gentilmente com sua glândula, relaxe a face, respire fundo, agradecendo por todo trabalho que ela sempre realizou no organismo e peça amigavelmente que ela ajude nesse momento tão importante para o anjinho que chegou na família.

Alinhamento pré mamada: O estado interno da mãe pode melhorar a qualidade nutricional do leite com propriedades abstratas emocionais e energéticas. Sempre procuramos antes das mamadas fazer um alinhamento interno através de respirações profundas e conscientes; alongamentos corporais para iniciar a mamada sem dores nas costas, pescoço ou pernas, pois a mamada pode durar mais 1 hora; mentalização de lugares bonitos da natureza, alguma meditação, enfim, algo que me trouxesse um bem estar extra.

Aplicações do leite materno em várias outras cositas mais: Usamos o leite materno no algodão de limpeza da bundinha ad bebê na troca de fraldas (Andressa nunca teve assaduras enquanto fiz isso, devido aos anti-corpos e hidratante natural do leite materno), usamos como colírio no bebê e mamãe, usei na pele do meu rosto, reguei plantas e ainda dei uns goles na sobra acumulada nas conchas coletoras. Pense num produto natural com anti corpos, vitaminas, sais minerais, gordura, glicose e muito amor e feito para ser absorvido quase que 100%, eu fiz o que pude para aproveitar tudo! Só não encaminhamos o leite extra para bancos de coleta, pois em nossa cidade não há coleta em casa e moramos na zona rural longinho da maternidade!

Evitando cólicas no recém nascido:
É nos primeiros 3 meses o período típico de cólicas, pois o sistema digestivo do bebê está se adaptando. É importante evitar na alimentação da mãe alimentos ácidos, condimentos, pimentas, coisas que fermentam tipo feijão, pimentão, folhas verdes e leite de vaca. Basicamente o que der gazes na mãe dará na criança. Chá de funcho com hortelã é indicado antes de todas as refeições da mamãe que amamenta.

Alimentação Infantil
Alimentação Infantil

Fraldas de pano: No intuito de colaborar com a natureza planejávamos usar somente fraldas de pano, e assim o fizemos nos primeiros 15 dias. Foi um horrorrrrrrrrrrrrrrrrr, visto que não encontramos no mercado calças plásticas de boa qualidade, já que esse tipo de produto não tem mais demanda, não é mais encontrado. A cada xixí, era um quit completo sujo: fralda, calça plástica, calça, camiseta, macacão, cueiro, e lençol ... De modo que a quantidade de sabão despejado na natureza fica mais danosa que o uso de fraldas descartáveis incineradas (queimar e enterrar os resíduos). Então como temos espaço de terra no quintal estamos fazendo compostagem, ou seja, estamos enterrando os resíduos da queima das fraldas de modo que a mãe natureza aproveitará a matéria orgânica do algodão e dos resíduos metabólicos de Andressa.

Chupetar ... Chamou-se de “chupetar” os momentos em que a criança já mamou o que precisava mas ainda está no peito satisfazendo suas necessidades orais. Há quem diga que não se deve, há quem diga que é muito importante. Nós deixamos nossa bebê livre, houve tempos de mais de 1 hora chupetando, houve tempo em que mamava em 5 minutos o que precisava e largava o peito por conta própria para brincar com seus sons e gargalhadas! Bem, mesmo liberando a chupetação, nossa bebê desenvolveu forte interesse por chupar o dedo aos 3 meses. Então vem a pergunta:

Chupeta ou dedo ?
Para quem não era a favor da criança nem chupar dedo, nem chupar chupeta... curvas do destino, ela começou chupando dedo e logo em seguida por orientação de dentista optamos por incentivar o uso da chupeta ortodôndica/anatômica para evitar problemas dentários pelo hábito de chupar dedo. Ela resistiu bastante, mas em 30 dias de treinamento pegou a chupeta! O procedimento que adotamos foi dar a chupeta somente na hora de dormir ou momentos de muita irritação, favorecendo nos momentos acordados a fala e evitando dependência da chupeta. O único probleminha da chupeta foi que aos 4 meses quando pegou a chupeta, até 10 meses, Andressa passou a acordar umas 3 vezes por noite por conta de perder a chupeta, mas era só dar a chupeta e pronto, pegava no sono instantaneamente.

Massagem no bebê – Shantala:
Massagear os bebês é muito importante. Na Índia existe uma técnica especial para mães massagearem seus bebês, chama-se Shantala. Mesmo sem conhecimento técnico, toda mãe já vem com dispositivos especiais proporcionados pelo sexto sentido despertado pelos hormônios e ampliação dos 5 sentidos, e claro saberá instintivamente massagear seu bebê, especialmente antes do banho. Aproveitem bem até antes da criança aprender a engatinhar, pois daí pra frente elas preferem atividades e brincadeiras em movimento.

Banho de Sol: Muito importante desde recém nascido. Evita icterícia em recém nascidos. Alguns nutrientes somente são absorvidos pelo organismo mediante luz solar. O sol é uma das bases para que a vida possa acontecer em nosso planeta!

Alimentação Infantil
Alimentação Infantil

Alimentação até seis meses:

O ideal é ser exclusivo leite materno, como foi nosso caso. Até os seis meses o bebê não tem anti-corpos (defesas do organismo), portanto o leite materno é o sistema imunológico da criança. Amamentar é favorável para a mãe, fundamental para o bebê e especial no vínculo entre ambos!

Por orientação de um método específico, depois da mamada mantivemos a criança acordada, sendo o hora do soninho antes da próxima mamada. Também trocamos a criança após a mamada, assim ela passará o tempo pós mamada super bem humorada, de barriguinha cheia e fraldinha seca e terá muita disposição para brincar com movimentos corporais e vocalização de sons, ela fica super simpática, e tem um ótimo humor para ficar olhando de um canto ao outro, explorando sua vocalização, experimentando as possibilidades orais, movimentando seu corpo, se descobrindo e etc. Na sequência ela cansa e dá uma choramingadinha de sono e logo dorme sem precisar mamar para dormir, e se tudo der certo, acordará na hora da próxima mamada.

Seguimos a orientação de oferecer as mamadas de 3 em 3 horas, criando hábitos de horário para alimentação e conseqüentemente ajustando o sono. Com essa disciplina, aos 40 dias de vida Andressa passou a dormir a noite inteira por conta própria sem acordar para mamar, conforme previa o método de alimentação orientada pelos pais. A família agradece. Se as famosas cólicas atacarem, homeopatia é a melhor indicação!

Nesse altura entre 0 a 4 meses nossos horários eram:
6:00 - 9:00 - 12:00 - 15:00 - 18:00 - 21:00 - 24:00. Essa mamada da meia noite Andressa deixou também voluntariamente aos 2 meses.
Lá pelos 4 meses a criança vai espaçando o horário das mamadas até alcançar naturalmente intervalos de 4 em 4 horas, somando 4 mamadas por dia. Rotina que facilmente se estabelecerá por completo aos 6 meses.

Com 4 meses as mamadas eram:

8:00 – 12:00 – 16:00 – 20:00

Caso o leite materno seque, deverá ser substituído por leite de cabra, leite em pó infantil ou leite de vaca se não houver alergia. Caso desmamada, a criança aos 4 meses já poderá comer papinha de frutas, sendo o ideal exclusividade de leite materno até seis meses.

Dores da dentição: A partir de 4 meses já podem iniciar os sintomas da dentição. Quando os dentes começam a aparecer, a criança sente muita dor, pode ter febre, diarréia, falta de apetite e muita irritação. Chá de camomila, chá de raiz de salsinha e uma pomadinha chamada nenedent nos ajudaram muito. Depois descobrimos que a pomada nenedent tem componentes tóxicos e trocamos por homeopatia de chamomila. Mordedores são bem importantes para coçar a gengiva. De repente o bebê acorda de madrugada chorando de dor, aí a Homeopatia então é uma verdadeira maravilha, melhor que tynenol infantil ou Alivium, pois em excesso podem prejudicar o fígado.
Mesmo antes de nascer os dentes é importante iniciar o hábito de escovar os dentes, no caso as gengivas, com gaze e soro fisiológico. Peça orientação ao dentista.

Alimentação Infantil

Piniquinho: Aos seis meses mais ou menos é esperado que a criança sente e engatinhe. Em nossa família foi hábito iniciar a aprendizagem do piniquinho quando aprender a sentar. Mas recentemente descobrí que incentivar o piniquinho antes de 1 ano e 8 meses não é recomendado. procurar palestra Prevenção de neuroses de Ralph Viana no Youtube.

... E logo nas beiras de completar seis meses Andressa olhava para nossos pratos de comida com olho arregalado pedindo papinha!

Alimentação a partir dos seis meses:

Alimentação Infantil

Sugeira é remédio aos seis meses ... E a natureza é perfeita! Se a criança engatinha, tem que ir para o chão, local de sujeira naturalmente. E nessa fase coloca tudo na boca, inclusive a mão suja e coisas sujas do chão, ótimo, pois é preciso, pois é nesta etapa que o sistema imunológico da criança está aflorando e quando mais “inhaca” pular para dentro, maior será o repertório de defesa criado, pois o organismo só aprenderá a fabricar anticorpos se entrar em contato com sujeira. Comer terra, areia, grama, o que vier pela frente. Andar pelo quintal, lamber pedra, etc. Atividades que deverão ser supervisionadas pois temos que evitar objetos pequenos que possam engasgar. Nem sempre temos tempo para acompanhar essas aventuras diariamente, mas uma vez por semana se esbaldar na terra será ótimo! Areia de praia é uma beleza rsrsrsrs! É importante colocar a criança para engatinhas em pisos com texturas variadas, tipo madeira, cimento, pedra, areia, grama, terra, etc.

Nessa etapa devemos introduzir as papinhas.
Comecei com uma papinha de fruta por dia para adaptar a digestão gradativamente. Depois de 15 dias passamos para 2 papinhas ao dia e mais 30 dias para 3 papinhas ao dia. Nesse primeiro mês oferecemos somente frutas e sem misturar. As papinhas foram oferecidas antes da mamada, complementando a alimentação, mas sem gerar horário extra de refeição. A papinha antes da mamada garante que a criança coma bem, pois ainda não mamou. Com 7 meses a papinha do almoço passou a ser salgada com verduras. Até um ano as papinhas devem ser amassadas, ou então pequenos pedaços de coisas mais macias tipo banana, pêra bem madura, mamão, abóbora cozida, biscoito de água e sal, que a criança é capaz de segurar, morder, mastigar e engolir por conta própria sem engasgar. As crianças querem elas mesmas segurar e comer sozinhas, então temos que adaptar com alimentos possíveis e sem risco de engasgar. Com um ano que podemos oferecer alimentos em pedaços pequenos com mais segurança.

As mamadas continuaram no mesmo horário, e meia hora de cada mamada é que encaixamos as papinhas.

Mamadas e Papinhas aos 6 meses:

8:00 mamada
10:00 suco de fruta
soneca
11:30 papinha 12:00 mamada
14:00 suco de fruta
soneca
15:30 papinha 16:00 mamada
18:00 chá
19:30 papinha
Banho
20:00 mamada

Depois que o leite materno secou, aos 8 meses, as mamadeiras foram desde o início batidas com fruta, cada uma das 4 mamadeiras com uma fruta diferente da época, e nos intervalos das mamadas Andressa aproveitava para saborear sucos naturais de frutas, de cenoura, beterraba, couve, etc. Até hoje, com 1 ano, nunca precisamos colocar na mamadeira açúcar ou achocolatado, somente frutas, castanhas em geral ou mucilon.
Não demos açúcar para não viciar o paladar da criança. O sabor doce se encontra naturalmente em frutas maduras, especialmente da época.
Como a criança já tem coordenação motora para pegar alimentos e colocar na boca, incentivávamos isso com alimentos que não trazem risco de engasgar e supervisionando.

Nossa família é vegetariana, por isso compensamos ferro e proteínas com ovos, castanhas em geral (se a criança não for alérgica), suco verde com laranja ( espécies sem sem ácido, como lima, lima da pérsia ou serra d`água), leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, grão de bico) em geral, quinoa, e “hora pro nobis”, gelatina de algas agar-agar com frutas. Aprendemos que ingerir mais de uma gema por semana e no mesmo dia nessa etapa não é aconselhável.

Alimentação Infantil
Alimentação Infantil

Progredir no hábito de escovar os dentes é fundamental:
Por isso incentivar a escovação precisa fazer parteda rotina e disciplina.

A organização dos horários do bebê, disciplinando hora de alimentação, de dormir e de tomar banho nos ajudou a ter condições de planejar nosso dia para dar conta da casa, da roupa, da alimentação e do lazer fundamental ao bem estar dos pais e saúde da família. Sentido os pais bem, Andressa manteve sua saúde de ferro, com 1 ano, Andressa foi ao médico somente uma vez, questão nasal resolvida com massagens para romper o canal que liga as narinas á garganta, e que nasceu tampado, o que é normal. Nada de resfriado, tosse, dor de ouvido ou qualquer outro contra-tempo, graças á deus! Posto de saúde foi somente para pesar, medir e vacinar! Sinal que alimentação natural e vida organizada foi bom para nossa filha.

Mesmo com Andressa sendo totalmente saudável (o que evita desgaste de tempo e energia com consultas e tratamentos) e dormindo de noite, sentimos que a maternidade é uma missão difícil, quem sabe a mais difícil delas, mesmo sendo a missão mais bela! Pois é realmente cansativo, é uma doação total, um desapego absoluto! Por isso, qualquer dica, qualquer metodologia que venha a poupar os pais será bem vinda e refletirá em tempo, bom humor e disposição para brincar com a criança, principalmente quando não há babá ou vós por perto para ajudar.

Cada um no seu quadrado: No início tínhamos pré-conceito com o pobre cercadinho ou chiqueirinho, adeptos da pedagogia libertária nunca pensei em usar o cercadinho. Mas, curvas da vida... com a casa pequena e cheia de ferramentas espalhadas, sem babá ou vós por perto, ficou inviável deixar a criança engatinhar fora de seu quarto. Também com muito tempo dedicado á alimentação natural que dá muito trabalho para fazer, pois não vem pronto, tem que plantar, adubar, regar, podar, colher, lavar, picar, cozinhar, amassar, peneirar, suja várias louças, etc. Sobrou o ajudante cercadinho para auxiliar a olhar a bebê no momento de preparar as refeições. Depois verificamos que a criança nesse quadrado aprende várias coisas, como respeitar o espaço alheio, aprender a esperar, treina ficar em pé, fortalece a pernas e desenvolve equilíbrio. Claro que nenhuma criança gosta de ficar ali por muito tempo ou sem ninguém por perto, mas o bom senso afina para o caminho do meio.

Alimentação com 1 ano:

Agora a criança já come em maior quantidade, diminuindo a mamadeira naturalmente. Agora são somente 3 mamadeiras. No almoço a papinha é tanta que dispensa leite. Com 1 ano a criança já poderá ingerir mel.

Os horários com 1 ano continuam os mesmos:

8:00 mamadeira
10:00 suco de fruta
soneca
11:30 papinha 12:00 suco de fruta
14:00 mamadeira
soneca
15:30 papinha 16:00 suco de fruta
19:30 papinha
Banho
20:00 mamadeira
dormir

Não estamos mencionado os horários de dar água, mas oferecemos água de hora em hora.
Com essa combinação de fatores é que nossa filha hoje é natureba e organizada com sua agenda, muito sorridente e bem humorada, super simpática e estamos muito felizes pois a alegria evidente prova que vida saudável faz bem, sem contar o desenvolvimento físico (peso e altura), bem como as habilidades psicomotoras como fala, coordenação, rolar, sentar, engatinhar, mastigar, engolir, gestos de palmas, tchau, etc estiveram sempre presentes conforme previsto ou até antes da média esperada.

Nosso depoimento sobre
Parto Natural, Normal ou Cesariana:

Nosso sonho era passar pelo parto natural, ou seja, sem anestesia e demais procedimentos da modernidade, planejávamos parir de cócoras. Mas, curvas da vida novamente... a bolsa estourou com líquido verde, o que significa que a criança já soltou o mecônio, o primeiro cocô, de forma que não se pode esperar pois a criança está mais que pronta para nascer e sem água da bolsa e ainda com mecônio, há sério risco de falta de oxigênio e há de partir para o procedimento da cesariana com urgência. Claro que certa frustração é normal ... mas o universo sabe o aprendizado pelo qual precisamos passar, e final feliz com a ajuda da ciência é muito bem vindo! Planeje seu parto natural ou normal, inclusive com o “Plano de Parto”, converse com seu obstetra, mas se o universo lhe propôr uma cesariana, agradeça pela oportunidade de receber sua criança, pois o que importa é a vida!

Referências Bibliográficas:

A baixo fontes de pesquisa que nos ajudaram bastante :

“Nascer Sorrindo” de Frederick Leboyer
“Nana Nenê de Gary Ezzo & Robert Buckman
“O Florecer da Vida” de Eqipe Hanami
“Alimentação sem Carne” de Eric Slywitch
WWW.guiadobebe.uol.com.br
www.partodoprincipio.com.br
WWW.amigasdoparto.com.br

Alimentação Infantil
Alimentação Infantil
  
  

Publicado por em

Estela Vecchi Dioni

Estela Vecchi Dioni

19/05/2012 17:24:22
Super amei tudo!! Pena não ter lido todas estas dicas antes! Meu caçula está com quase 10 meses, Ainda mama no peito, não está aceitando a mamadeira... Ele acorda de 3 em 3 horas durante a noite até hoje, eu quase fico louca! rss...mas ainda é tempo, obrigada pelas dicas! Admiro muito sua dedicação, parabéns!

Naiana Natureza

Naiana Natureza

Oi Estela! Parabens pelo dia das mães! Pois éh um pouco de rotina ajuda mesmo a condicionar os hábitos! Ser mãe é com certeza a profissão mais difícil, mas agente dá conta, cada uma do seu jeito! Boa sorte! Abraço, Naiana.