Parque do Zizo

O Paraíso Perdido em São Miguel Arcanjo

  
  
Parque do Zizo

Parque do Zizo

Estivemos no feriado de Tiradentes finalmente no ,Parque do Zizo,http://parquedozizo.com.brda Família Balboni, em nossa visita a São Miguel Arcanjo - SPEnsaiamos várias vezes a ida para o Parque, mas as condições precárias da estrada anteriormente, tornava obrigatório o transporte por veículo 4 x 4 e acabava onerando um pouquinho o valor da estadia. Em nossa pesquisa para visitar a cidade, descobrimos através do site, que o acesso agora era possível por qualquer veículo e haveria a possibilidade de visitar o Parque, sem a necessidade de pernoite. Como foi uma viagem inicial de reconhecimento às possibilidades que a cidade de São Miguel Arcanjo poderia oferecer, achamos a oportunidade ótima e combinamos com o Chico nossa visita para lá. A visita seria de R$ 30,00 por pessoa e passaria a R$ 50,00 por pessoa com o almoço incluído. Escolhemos a segunda opção. As visitas, as refeições e a estadia devem ser agendadas com antecedência.

Sede Parque do Zizo

De São Miguel Arcanjo até o parque são 27 km em uma estradinha vicinal, sendo 10 km em asfalto novo e o restante em terra em boas condições. Passa qualquer carro. Apenas os últimos 700mts antes de chegar no parque é que realmente precisa de 4×4, pois é muito íngreme e também é uma forma de mantermos o local mais tranquilo e protegido possível. Os carros que não são 4×4 ficam portanto num local próprio e seguro. O restante do trajeto é feito num 4×4 da pousada. (informações do próprio site).

Saímos da Pousada por volta de 9:00 hs, e até uma boa parte da estrada foi tudo bem. Depois de muito perguntar (e errar logicamente), acabamos chegando ao Parque por volta das 11:15 hs. Havíamos combinado com o Chico por volta das 10:00~10:30 hs para a trilha, mas não deu para cumprir o horário... Nossa dica aqui, é combinar e pedir uma orientação para o Chico antes de você ir. O caminho todo, depois na estrada de terra,vai sendo acompanhado por plantações de eucaliptos e para nós, leigos e não acostumados, tudo é a mesma coisa. Só para ilustrar, acabamos conhecendo, sem querer, claro, toda (ou acreditamos que boa parte) da Fazenda São Domingos, onde boa parte de sua produção dever vir dos eucaliptos, daí, nosso atraso em cerca de 1 hora e meia!!!

Existem placas indicativas na saída da cidade até chegar a estrada. Os últimos 700 metros são realmente inacessíveis para um veículo comum, mas faz parte da magia do local, esta “inacessibilidade”, se é que podemos dizer assim. Deixamos o carro (onde estavam estacionados mais carros), e no alto do morro, tinha uma casinha, que era a indicação que recebemos no último povoado e do Sr. Claudinei, da Pousada Villa da Mata que seria o último ponto de acesso transitável.

Refeitório e cozinha

O túnel formado pela vegetação depois deste lugar, já mostrava indícios do “Paraíso perdido” que encontraríamos, assim como a entrada da propriedade, 700 metros depois, com a placa que a Júlia disse que parecia com a entrada do “Jurassic Park”, com aquela parte da parede de pedras e aquela vegetação exuberante.
Mais estranha foi a nossa sensação, diante daquelas construções, ao mesmo tempo rústicas e acolhedoras, sem ninguém, num silêncio absoluto... Logo, as irmãs do Chico, a Laura e a Nê, vieram nos dar as boas vindas, sabiam que chegaríamos, mas como atrasamos, o pessoal já tinha saído para trilhas.

Trilha da Cachoeira do Rio Ouro Fino

Nos apresentaram o Octavio, que estava acompanhando o pessoal hospedado no Parque na observação de pássaros e que nos indicou a trilha para chegar ao rio e depois na Cachoeira do Rio Ouro Fino. Lá fomos nós, trilha tranquila, sinalizada, não tinha muito como errar. É gente, nós nos perdemos em estrada, mas em trilha, até que a gente não faz tanta barbeiragem...hehehe...

Cachoeira do Rio Ouro Fino

A cachoeira é muito bonita, mais uma bela surpresa!
Quando já estávamos lá embaixo, prestes a enfrentar a água gelada, o Chico veio ao nosso encontro, uma figura extremamente agradável e muito simpática, conversamos um longo tempo, tivemos o privilégio de ouvir a história do Parque ao vivo e em cores.

O simpático anfitrião Chico

Voltamos para a Sede, encontramos o pessoal que estava hospedado no Parque e o almoço já estava servido. E que almoço! Arroz, feijão, couve, saladas fresquinhas, carne de panela, farofa, couve flor gratinada, bolinho de arroz, com suco a vontade, doces caseiros e frutas a vontade. Não precisa dizer qual foi o grau de gulodice da família Ogro e tampouco como ficaram nossas condições físicas e psicológicas após tão lauta refeição... i.m.p.r.e.s.t.á.v.e.i.s !!!

Pousada
Área de descanso

Descansamos, pois além de todas nossas precárias condições ainda estava muito quente, aproveitamos para descer até o riachinho que fica na entrada do Parque, conversamos um tempão com dois rapazes que estavam fazendo trilha de motocross na região, fomos atacados por pernilongos, nos refrescamos um pouquinho e voltamos à Sede novamente.
Por volta das 15:00hs, o pessoal “passarinheiro”, (como diz o povo lá do Pantanal, e como conversamos com o Chico, “passarinhar” é muito mais apropriado para nós que “Bird watching”),saiu para a observação de pássaros da tarde e o Chico nos levou para outra trilha (que não consigo lembrar o nome) para o ponto mais alto da propriedade.

Marcas da onça
Marcas da Onça

Ele nos mostrou a árvore com as marcas feitas pela onça pintada, descobertas recentemente. Algumas pareciam mais antigas, outras bem recentes mesmo.
Retornamos da trilha por volta das 17:00 hs, nos despedimos do pessoal, paramos um pouquinho no Mirante, onde é possível realmente confirmar que estávamos isolados de qualquer lugar, pegamos a estrada de volta e às 18:30 já estávamos na Pousada novamente, desta vez, sem errar o caminho.

vista do Mirante

Nossas impressões: Não conseguimos descrever todas as sensações que tivemos neste lugar em palavras. Paraíso perdido, paraíso intocado, resgata clichês comuns e que não conseguem traduzir o que pudemos observar.
Não conseguimos entender se é a rusticidade do local, não há energia elétrica, não tem sinal de celular, o isolamento, se a simpatia da família Balboni, a comida, a “exclusividade”, o fato de podermos (fato raríssimo para nós, moradores de São Paulo) “ouvir o silêncio”, ou se o conjunto da obra, mas é uma feliz descoberta e mais um dos nossos lugares especiais.
A impressão final que ficou é daquele lugar onde você pode se desligar completamente deste mundo e encontrar sossego, tranquilidade, um lugar para relaxar , gastar suas energias nas trilhas, repô-las (e muito) nas refeições , provavelmente dormir como em nenhum outro lugar (ainda, eu disse, ainda, não aproveitamos esta sensação lá), reencontrar os amigos, e quando for embora, ficar se perguntando quando será seu retorno, esperando que seja o mais breve possível, como é o nosso caso agora.

  
  

Publicado por em

LUZIA

LUZIA

24/08/2011 21:01:59
Puxa!!! É lindo me apaixonei logo de cara!!
Será o meu sonho de consumo
Obrigada por nos permitir essa visão maravilhosa
que só Deus tem o poder!!!!!!!!!

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Luzia! Muito obrigada pela leitura e pelo comentário! Precisamos também ainda ter a experiência de nos hospedar lá, não de passar só um dia! Um grande abraço! Os caminhantes
Maria Helena Mozini

Maria Helena Mozini

19/08/2011 09:17:24
Fico feliz quando recebo informações tão bem descritas sobre locais ainda pouco conhecidos.E vcs o fazem muito bem.Gostoso saber de recantos bem preservados e lindos neste maravilhoso País.Obrigada pelas dicas...

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Maria Helena! Muito obrigada pela leitura, pelo comentário e pelo elogio! São comentários como os seus que nos impulsionam cada vez mais a buscar, descobrir e a compartilhar nossas andanças por aí! Um grande abraço! Os caminhantes
JONAS RIBEIRO GONÇALVES

JONAS RIBEIRO GONÇALVES

17/08/2011 12:42:51
É surpreendente, encontrar-se um parque de tal natureza em São Miguel Arcanjo-SP; porquanto, na década de 50 viajei com caminhão transportando suínos do interior do Paraná para São Paulo, Rio e B.H. Passava por esta cidade 3 vezes por semana e jamais fiquei sabendo da existência deste parque. Como mateiro, lavrador, criador de porcos de forma extensiva e, depois, porcadeiro, como eram chamados os motoristas dos famosos F. 600 roquete, me considero um afixionado por essa espécie de matas, capaz de até fazeer uma visita para conhecê-la com a família. Apesar de septuagenário, gosto de conhecer lugares e coisas novas! Paraabéns, aos que desfrutam de natureza tão bela!

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Jonas! Muito obrigada pela leitura e comentário! Na verdade, o Parque é "recente" até.A propriedade foi adquirida somente em meados de 1998, e depois é que começaram as implementações no local. Ficamos encantados também com a sua história, seu relato de trajetória de vida e esta troca de experiências nos injeta mais ânimo e nos encoraja a continuar relatando nossas viagens!Acreditamos sim, que vale a pena a visita ao local com a sua família! Um grande abraço e uma ótima viagem! Os caminhantes
Neusa Maria Romero Inforzato

Neusa Maria Romero Inforzato

16/08/2011 19:22:14
Que ótimo esse trabalho de vcs. Nunca havia ouvido falar
do Parque do Zizo. Fiquei encantada!Estou encaminhando es-
sa matéria para uma amiga que tem Agência de Turismo
(Paralelas Turismo, em Rio Claro-SP).
Um grande abraço .
Neusa

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Neusa! Muito obrigada pela leitura e pelo comentário! Obrigada pela indicação e espero que renda muitas viagens! Um grande abraço! Os caminhantes
Miriam

Miriam

16/08/2011 16:12:58
Eu moro em São Paulo e minha mãe já mora em São Miguel Arcanjo a 20 anos em um sitio na estrada da Lavrinhas, não sabia da existência deste sitio e gostaria de visitar.
Esta estrada que você diz é a mesma do outro lado contrario da entrada da cidade que agora esta asfaltada?, pois é sentido o sitio da minha mãe.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Miriam! Obrigada pela leitura e pelo comentário.Entramos em contato com o Chico e ele nos encaminhou um descritivo bem detalhado de como chegar, que já encaminhamos no seu e-mail, dá uma olhadinha se vc recebeu. Vou resumir para ficar registrado e caso alguém mais queira mais informações, conforme descreve o Chico: São Miguel tem vários trevos no seu entorno, especificamente para quem vem por Sorocaba, Salto e Pilar do Sul chega direto no trevo que vai para o Parque. Quem vem de outras direções, a referência é o trevo que vai para o Bairro da Justinada, pela estrada vicinal Antenor Moreira Silvério...Mas o descritivo que ele mandou, inclusive com fotos, deve facilitar muito! Qquer dúvida, entre em contato novamente, ok? Um grande abraço e Ótima viagem!!! Os caminhantes
Magally Quintanilha Pereira

Magally Quintanilha Pereira

17/06/2011 20:20:12
É realmente um paraíso perdido...lembra um pouco a região de Pirenópolis; Gostaria muito de conhecer, porém como viajo sozinha, e de ônibus fica difícil.
Só se encontrasse algum grupo ou família que me aceitasse como companhia.
Tenho 73 anos, mas topo qualquer parada; Minha dificuldade maior é a deambulação prejudica por conta de uma cirurgia no joelho.
O RESTO TÁ TUDO EM CIMA!
Caso alguém queira me incluir, despesas à parte, estou disponível com muita animação.
Parabéns a vcs que descobrem tanta coisa bonita nesse nosso Brasilzão...

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Magally! Muito obrigada pelo comentário! O Brasil realmente, tem muuuuita coisa bonita para ver e é um prazer descobrir cada recanto. Teríamos prazer em sua companhia... quem sabe nas nossas próximas viagens! Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
MARIA LUCIA A. G. CABRAL

MARIA LUCIA A. G. CABRAL

16/06/2011 20:49:25
EU AINDA NAO CONHECO O PARQUE DO ZIZO MAS CONHECI E CONVIVI COM O ZIZO UM LONGO E SAUDOSO PERÍODO DA MINHA INFANCIA E JUVENTUDE. OS BONS E ALEGRES MOMENTOS PASSADOS COM TODA A FAMÍLIA FOGACA BALBONI-GENTE TOTALMENTE DO BEM- FICARAO PARA SEMPRE GRAVADO EM MINHA MEMÓRIA.
CHICO É O CARA!
VISITAR O PARQUE, É COM CERTEZA UM PROJETO QUE PRETENDO REALIZAR.
SAUDADES DESTA GALERA TAO QUERIDA.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Maria Lucia! Muito obrigada pela visita e pelo comentário! Quando no final, colocamos nas nossas impressões, que o lugar seria perfeito para reencontrar os amigos, quis fazer referência aos recém- conhecidos amigos da Família Fogaça Balboni, pois vc é tratado como um velho amigo, não como um mero "cliente". Imagine você então, que conheceu a família há tempos! Um grande privilégio para você ter conhecido e convivido com o Zizo e também com toda a família! Nós só conhecemos um pouquinho e já nos fez um grande bem! Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Augusto

Augusto

15/06/2011 15:46:20
Estive no parque do Zizo há uns 4 anos e gostei muito. Me impressionou a história do lugar, ligado a indenização do Estado por ter torturado e matado o Zizo durante a ditadura civil/militar.
Fui muito bem recebido por todos, inclusive, e infelizmente, pelos carrapatos que aderiram a várias partes do meu corpo. Tudo bem, faz parte das viagens pela natureza.
Agora estou viajando pelo norte de Minas Gerais e, assim que puder, publico os relatos desta viagem lá no meu blog: http://viajantesustentavel.blogspot.com/
abraços
e parabéns pelos relatos,
Augusto

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Augusto! Obrigada pela visita novamente e pelo comentário! Não pegamos nenhum carrapato, acho que demos sorte. Só fomos atacados por pernilongos, perto do riachinho da entrada. Sempre um prazer ler seus relatos no seu blog, com detalhes na sua narrativa muito poética. Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Fernando possato

Fernando possato

15/06/2011 09:48:59
cara
ainda nem fui ver onde fica s.miguel arcanjo... mas ja estou embarcado numa viagem pra la e para o parque do chico, que deve ser mesmo "a figura". as fotos nos chamam para ir conhecer o local de olho vivo... assim tipo cara a cara... maravilha...
obrigado pelas fotos e pela dica.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Fernado, Muito obrigada pela visita e pelo comentário muito espirituoso, divertido e agradável de ler. Demos boas risadas com seu comentário, nos fez um bem danado! Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
WAGNER PEDRO DE PROENÇA

WAGNER PEDRO DE PROENÇA

13/06/2011 10:37:22
Estive la com a minha esposa, e realmente é um pedacinho do paraiso, o atendimento prestado pelo Chico é simplesmente perfeito, vale a pela conhecer.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Wagner Muito obrigada pelo comentário! Vale realmente muito a pena conhecer este lugar! Um abraço! Marcia,João e Júlia Os caminhantes
Zé Luiz

Zé Luiz

13/06/2011 10:12:11
Bom dia,

Parabens pela matéria, mas acho que voces esqueceram de citar que o Parque do Zizo fica no municipio de Tapiraí e, somente o acesso, é que é feito pelo município de São Miguel.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá, Zé Luiz! Muito obrigada pelo comentário e pela visita. Antes de mais nada, é uma honra receber tão ilustre visita no nosso humilde espaço aqui no Ecoviagem. Vocês sabem que fizemos menção sobre vcs em outro post, de São Miguel Arcanjo, referente ao "Guia Parques de SP"? Este foi e ainda é um grande guia, e nos inspirou em muitas viagens! Também comentamos que descobrimos o Parque graças a citação no Guia e dissemos ao Chico, que a primeira vez que ouvimos falar no Parque foi no Guia. Na verdade, não sabíamos realmente, que o Parque do Zizo ficava em Tapiraí. Obrigada pela correção! Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Eline Adriana

Eline Adriana

03/06/2011 21:34:01
Adorei o parque realmente é um encontro com a natureza,gosto muito e moro em Tapiraí que além de fazer divisa com São Miguel Arcanjo conpartilha junto com esta cidade uma cachoeira Véu de Noiva cujo o acesso é dificil porem muito bonita.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Adriana! Também nos surpreendemos bastante com o Parque. Conhecemos Tapiraí também, mas não tínhamos conhecimento desta cachoeira Véu de Noiva. Obrigada pela dica, mais um lugar para voltar para procurarmos este atrativo que ainda não vimos. Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Telma Brito

Telma Brito

30/05/2011 17:54:09
Olá Márcia, tudo isso é maravilhoso e eu adoro fazer trilhas, estou adorando acompanhar suas histórias. me diga alguma coisa também sobre a pousada que ficaram e a cidade como é?
Abraços

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Telma! Muito obrigada pelo seu comentário e por estar nos acompanhando também!!! Então, postei estas informações no post anterior, do Pq. Carlos Botelho, em São Miguel Arcanjo. Segue o link: [[http://ecoviagem.uol.com.br/blogs/os-caminhantes/viagens-nacionais/sao-miguel-arcanjo-parque-estadual-carlos-botelho-13803.asp |]] Qualquer dúvida, é só nos contactar, ok? Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
CUSTODIO

CUSTODIO

28/05/2011 10:09:49
Maravilhoso o local, fiquei impresionado com as fotos, a quantos Km de SP fica o local, pois pretendo visitar.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá, Custódio Muito obrigada pelo comentário! O Parque do Zizo fica em São Miguel Arcanjo, aproximadamente a 220 km de São Paulo. Um abraço! Marcia,João e Júlia Os caminhantes
Perci

Perci

27/05/2011 11:08:56
Obrigado, na próxima viagem que fizer a Itapetininga, irei
até São Miguel Arcanjo para conhecer o parque.
Abraço.
Perci.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Perci! Muito obrigada pelo comentário! Vá sim, conhecer o Parque, temos a certeza que não irá se arrepender! Só não esqueça de ligar e combinar antes sua visita com o Chico Balboni. Um grande abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Milton Gonçalves de Oliveira

Milton Gonçalves de Oliveira

27/05/2011 10:03:41
Como nasci e vivi muito tempo no interior de Minas Gerais e por qui temos muitos locais como este preservados, posso imaginar pela sua descrição que este Parque realmente deve ser um paraiso perdido.
Parabéns pra vocês que são capazes de apreciarem as belezas de nossa terra.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Milton! Muito obrigada pelo comentário! Realmente, para nós, nascidos, crescidos e moradores de SP, é um deleite podermos sair da cidade para desfrutarmos um pouco de sossego, quietude e tranquilidade, que só a natureza é capaz de nos ofertar. Um grande abraço, Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Perci

Perci

25/05/2011 14:46:12
eu conheço são miguel arcanjo, mas sai da região de itapetininga nos anos 60 e não conheci e não existia esse
parque.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Perci, Obrigada pelo comentário. Realmente, o Parque pode ser considerado relativamente novo. A família Fogaça Balboni adquiriu as terras em meados de 1998 (vide história do Parque no link que colocamos). Um abraço! Marcia, João e Júlia Os caminhantes