Caminhar com crianças... é possível?

Caminhando com crianças

  
  
Pq. Estadual Carlos Botelho

Caminhar ou não com crianças?

Dr. Pedrinho-SC

Como comentamos no nosso perfil, na realidade,nunca paramos para nos perguntar se seria possível continuar nossas viagens de ecoturismo quando nossa filha nasceu há 11 anos.

Continuamos a viajar, e acima de tudo, a vontade de continuar a fazer o que é nossa paixão e de não concordamos em deixar nossa filha com avós, babás e tias, e perder a possibilidade de compartilhar momentos únicos com seu filho, criando laços e cumplicidade entre pais e filhos foi o que nos motivou a buscar formas de levá-la conosco.

Pensamos que o primeiro item a ser pensado, claro, é na criança. Ouvi isso uma vez de uma amiga, quando a Júlia tinha meses, e nunca mais isso nos abandonou: "quando você moldar a sua vida para o bem estar dela, todo o resto irá fluir", e essa máxima, utilizamos em todo o processo.

Como?

Pq. Nacional de Aparados da Serra

Portanto, o primeiro item pensado foi no meio de transporte. Lógico, que vimos todo o tipo de coisa: criança sendo carregada no colo, nos ombros,sentada, deitada, mas pela nossa experiência, a melhor maneira ainda é o equipamento correto, que é a cadeirinha.Desde os modelos mais simples até os mais sofisticados,o importante é que ela oferece segurança para a criança, com acolchoamento interno, cintos de segurança para fixá-la ,e também para quem a carrega, trazendo maior estabilidade e segurança.

Depois de adquirido o equipamento vem o processo de "aclimatação" da criança. É um processo, mesmo, mostrando para a criança que é uma brincadeira. Com o tempo, e quanto mais tranquilo for esta aclimatação, ela e o carregador irão se ajustando. Cabe ressaltar aqui, que durante o processo, carregue a criança na cadeirinha onde for com ela, na feira, no mercado, no shopping, no parque...

Acompanhantes

Pq. Estadual de Intervales

Vamos para os acompanhantes... Como o carregador estará sobrecarregado, literalmente, o acompanhante acaba ficando com todo o restante da bagagem. Lanche de trilha, mudas de roupas para a criança, fraldas, suquinhos, lanchinhos, marmitinhas e todo o resto .

Outra importante tarefa do acompanhante é colaborar na trilha, sinalizando os melhores pontos no caminho, onde oferece risco, liberando a trilha, visualizando em cima também, porque a criança normalmente estará acima do nível da cabeça do carregador, então ficar atento a galhos ou outros eventuais riscos.

Com relação ainda a acompanhantes, aqui sim, vale todo o tipo de ajuda. Tivemos váaarios companheiros na nossa jornada, e todos eles foram muito importantes. Desde guias cuidadosos, até nossa querida Ogroturma, que nos ajudavam de todas as maneiras, carregando a cadeirinha literalmente, ou com palavras de incentivo para a Júlia (e para o João).

Alguns ajustes

Façamos alguns ajustes para que a criança possa nos acompanhar nestas aventuras... Consideramos ajustes aqui, desde acoplar um guarda chuva de carrinho na cadeirinha, porque a criança não suporta colocar boné até adiar a tãao sonhada aventura para a Patagônia, até a criança ter condições de acompanhar os pais.

Para descansar a criança e o carregador, o ritmo da caminhada não pode ser como se só estivessem adultos e jovens. O ritmo deve ser mais lento, com mais paradas, até para a criança esticar as pernas um pouco.

Leve sempre água,(imprescindível), sucos, bolachinhas, guloseimas e dependendo da distância da trilha, a marmitinha. Lógico, que aqui vale as papinhas industrializadas.

Quando a criança for crescendo, estas paradas podem ser um pretexto para elas irem "desmamando" da cadeirinha, e aos poucos, os períodos que ela permanece caminhando irá aumentando com a idade.

Pq. Estadual Cantareira
A

Sim, é possível

S. Fco. Xavier

Concluindo portanto, com alguns ajustes, uma conjunção de fatores, que inclui o equipamento, o carregador, os acompanhantes e claaaro, a adaptabilidade de criança, é possível sim, você continuar suas caminhadas com seu filho.Parece muito sacrificante, nestes termos, mas acreditem, não existe satisfação maior do que você compartilhar estes momentos dessas viagens, mais o contato com a natureza e o fortalecimento do laço familiar. Nos próximos posts, contamos de nossas viagens com nossa filha pequeninha até hoje.

Pq. Estadual da Cantareira
  
  

Publicado por em

Roberto

Roberto

17/06/2014 21:58:21
Gostaria de saber onde posso adquirir o equipamento para fazer caminhada com criança de 03 anos. Grato.
Roberto

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá Roberto, Obrigada pela sua leitura e pelo seu comentário. Para responder a sua pergunta, acabei fazendo um post especial para poder te ajudar da melhor forma: [[http://oscaminhantes.com/2014/06/carregadores-de-criancas-ou-cadeirinhas.html.|]] Passe lá no blog para ver te ajuda, ok? Um grande abraço! Marcia
Tatiana

Tatiana

09/02/2011 11:12:52
Tambem tenho duas filhas que sempre estao comigo e compartilho da mesma opniao de nao querer deixar com avos, babas etc... E sim compartilhar com elas as minhas viagens, interessante dizer que isso nos une e cria um elo que talvez de outra maneira nao seria tao resistente.
Eu ja postei um comentario anterior dizendo que ainda sou marinheira de primeira viagem, pois so viajamos pelo Brasil e gostaria de uma turma que me mostrasse o caminho literalmente para começar uma caminhada alem do Brasil.
Deixo claro que sempre viajo com minhas duas filhas que hoje tem 14 e 10 anos e que estamos prontas.
Aguardo uma resposta de alguem que possa compartilhar ou indicar-me um novo caminho.

Os Caminhantes

Os Caminhantes

Olá novamente, Tatiana! Obrigada por nos prestigiar mais uma vez, com sua leitura e com seu comentário. Como você comenta e a experiência que temos até agora, é que as viagens junto com nossas crianças criam laços muito fortes, momentos compartilhados intensamente, que o dia a dia não permite. Não vemos o menor sentido também, viajar e deixar os filhos em casa! Como diz um casal de amigos viajantes, quando perguntam à eles: "nossa, mas vão levar as crianças?", eles respondem ironicamente: "não, vamos deixar no freezer!" Um grande abraço e Boas Viagens! Marcia, João e Júlia Os caminhantes
Joao ismael

Joao ismael

25/01/2011 21:08:06
Oi marcia,

Obrigado por compartinhar estes momentos tão magicos comigo!!!bjs, joao.

Joao ismael

Joao ismael

25/01/2011 21:04:30
Oi marcia,

Lendo o nosso relato, contado por voce, e vendo as fotografias deu saudade de caminhar coladinho a julia.....kkk....a experiencia de caminhar com ela grudado a minha costa sempre ouvindo sua voz doce de criança, as vezes cantando ou ainda falando com uma matraca, é impagavel. bjs, joao.