Dia 2 | Jericoacoara – Parnaíba

As 8:30 começa a pedalada em direção a Parnaíba, em 10min já estava na divisa do estado do Ceará e do Piaui

  
  

No dia anterior cheguei a Chaval – CE, a minha parada para descanso foi em uma pousada da cidade. Acordei as 6:00AM e comecei a arrumar as coisas para fazer meu café da manhã, as 7:30 sai da pousada e fui fazer umas tomadas de filmagem na cidade, era um domingo de feira, a cidade estava bem movimentada, muitas pessoas nas ruas, bicicletas e também muitas motocicletas, a cidade é bastante agradável, pessoas muito hospitaleiras, em um momento da volta fiquei surpreso por um garotinho tirar uma foto minha com seu celular, achei bastante engraçado, do outro lado sua mãe falou – ele achou sua bicicleta o máximo! Foi ai mesmo que cai na risada.

As 8:30 começa a pedalada em direção a Parnaíba, em 10min já estava na divisa do estado do Ceará e do Piaui, fiz uma festinha particular, pausa para foto, filmagens e tudo que tem direito, rs. A emoção toma conta do meu corpo e vou seguindo forte, vou passando por pequenos povoados onde as crianças e adolescentes ainda brincam na rua, como nas cidades grandes ainda deveria ser.

As 11:00AM ainda estou pedalando, nesse momento o sol já está insuportável, desde um bom tempo atrás, na verdade. Chego no povoado de Mixiqueira e paro para pedir um pouco de água gelada, e decido ficar por lá mesmo, eu não tinha suprimentos para cozinhar e estava contando com a hospitalidade da família que encontrei. Logo que cheguei conheci Nirlon e sua Avó, fiquei conversando um monte, em seguida apareceu sua mãe e sua tia, ficamos conversando e então eles perguntaram se eu já havia almoçado e me ofereceram um belo almoço.

Pouco depois Sandro apareceu, fiquei um tempão brincando com eles e educando também, infelizmente eles tem um péssimo hábito de jogar lixo no chão e também atirar pedras em animais com baleadera, em cachorro, galinha, porco e também no cavalo, que nesse momento se assustou e correu para a pista e “seu dono” apareceu e também deu uma surra de graça nele, fiquei chocado com aquilo. Após isso fui tirar meu cochilo e só acordei as 2:00PM para ir embora, perguntei para os meninos onde podia tomar um banho, eles me levaram num apoio do povoado com umas torneiras, ao passar por um bar fui abordado por um rapaz com seus 18 anos, me convidando para beber e perguntando se eu tinha fumo, falei para ele que não fumava e sai, pensando, até aqui, um lugar consideravelmente remoto já existe “dependência”.

Peguei minha bicicleta e “simbora”, já estava muito próximo já de Luis Correia, as 3:00 cheguei a praia de Macapá – PI, com sua paisagem de pequenas dunas de areia clara, e na famosa árvore penteada, muito linda, quando me aproximei dela, percebi a presença de uma ave de rapina, fui me aproximando aos poucos, filmando-a, até que ela decolou vôo e eu consegui fazer uma bela imagem dela, esses momentos são muito gratificantes na viagem. Momentos registrados sigo viagem.

As 4:00PM chego em Luis Correia, mais uma parada para tomar alguma coisa gelada, parei em um posto de gasolina e pedi urgente um refrigerante gelado, impressionante como esses dias está fora do normal de tanto calor. Não gostei da cidade, muito desorganizada e suja, a parada que pretendia fazer foi relevada e segui direto para Parnaíba, que estava a poucos 14km, mais 40min e cheguei no ponto final, fui direto para casa de Leandro que me ofereceu sua casa para descansar alguns dias. A noite fomos também tomar uma cervejinha para comemorar minha chegada e depois cama, hora de dormir.

  
  

Publicado por em