A cidade de Tok

Fizemos um caminho Divino até Tok, simplesmente mais uma estrada cinematográfica, seguimos pela Highway 1, belas montanhas nevadas, rios de águas cristalinas e a vegetação outonal exuberante...

  
  
Glaciar Exit

Enquanto o Cláudio foi abastecer e ir ao mercado, fiquei tentando falar com a minha família, mas foi em vão... Estava um dia lindo, então resolvemos conhecer a Península de Kenai, são 200 km pela estrada que, por si só, vale a pena, é lindíssima, de cinema, rodeada por montanhas nevadas, a chamamos de a estrada dos glaciares, dirigindo ora acompanhados pelo mar, ora por lagoas...

Chegamos a uma das sedes do "Kenai Fjords National Park" para coletar informações do que poderíamos fazer por ali... há uma caminhada de 15 km bordejando o Glaciar Exit, porém em plena subida, inclusive, no mapa, está como "harding icefield trail"... e, leva de 6 a 8 horas... estávamos loucos para fazê-la, mas chegamos um pouco tarde, não haveria tempo suficiente e não nos programamos, então, fizemos a caminhada da terceira idade...rsrsrsrs. Mas, sem dúvida, por esta também é possível admirar a tamanha beleza do lugar! É a única trilha que existe no parque, os outros passeios, somente por barco, e este, já estamos literalmente "full", sem contar que é uma "facada"...

Grande Thor!

Após a caminhada da terceira idade, seguimos para a cidade litorânea de Seward, uma gracinha, mas caaaara... estávamos cheios de fome, apesar de termos comido um maravilhoso sanduíche no almoço, já estava na hora do jantar... procuramos um lugar que não fosse fast-food e que não fosse muito caro... encontramos um restaurante bonitinho, mas quando olhamos o cardápio... o jeito foi comer macarrão, melhor, uma massinha... é só o que estamos comendo neste país, pão, massa e sopa, com exceção da Califórnia...

Nem tudo o que queremos fazer é possível, pensamos em fazer a caminhada no dia seguinte, mas, na dúvida, resolvemos voltar a Anchorage, depois de um dia lindo, voltamos ao RV Cottonwood Inn, que havíamos dormido antes...

...Acordamos com uma surpresa... uma baita geada, estava tudo branquinho, inclusive a nossa barraca e que frio... temos que ir embora logo, antes que o inverno daqui nos pegue... Saímos em direção a cidadezinha de Tok para depois irmos ao Canadá, agora vamos ficar um pouco lá e cá (Canadá e EUA)... ainda bem que as fronteiras são maravilhosas, é só mostrar o passaporte e estamos liberados, e nem precisamos sair do carro...

Paisagem de cinema

Fizemos um caminho Divino até Tok, simplesmente mais uma estrada cinematográfica, seguimos pela Highway 1, belas montanhas nevadas, rios de águas cristalinas e a vegetação outonal exuberante... vimos mais alguns bichinhos na estrada e pegamos um pouco de noite... inclusive, passamos pela cidade de Tok e não percebemos... estava muito escuro e imaginem o tamanho da cidade para não notarmos... uns 15 km adiante resolvemos parar num "parking" e ali mesmo, acompanhados de um caminhão e de um RV, abrimos nossa barraca, nos enchemos de roupas, pois o frio era tamanho e fomos dormir... demorou umas 2 horas até nos aquecer e conseguir pegar no sono...

...Levantamos tarde e voltamos a cidade de Tok para abastecer e tomar um café e, então, seguirmos para Dawson City no Canadá... tudo pronto, saímos da cidade por volta das 11h... percorremos 200km até a Fronteira... inicialmente seguimos pela Alaska Highway, após 20km pegamos a Alaska 5, o caminho montanhoso era fascinante, após a cidadezinha de Chicken (galinha), o trajeto era todo de terra, passamos por trechos nevados que nos assustavam quanto ao frio... será que o inverno se adiantou por aqui?

Dança da caça

Cruzamos a fronteira do Canadá, tranqüilíssima, detalhe que não precisamos dar a saída na dos EUA... o rapaz carimbou o nosso passaporte e seguimos por mais uns 20km, quando paramos para um lanchinho e o Cláudio, ao fazer uma foto do carro, se deu conta que havia esquecido a tampa do tanque de combustível com a chave lá em Tok... se acontece uma vez, ótimo, se acontece a segunda a probabilidade de acontecer a terceira é enorme... A cidade de Tok, nos chamava insistentemente... passamos pela fronteira americana e o oficial disse-nos para irmos adiante e que, dificilmente, conseguiríamos voltar no mesmo dia, já que a fronteira fechava às 20h... Ficamos num batalhar das antíteses terrível, voltamos ou não? E se colocarmos um plástico? Para não termos problemas futuros resolvemos voltar e lá fomos nós, mais 220 km. Chegamos no posto e cadê a tampa... o Cláudio assustado, procurando por tudo... mas, para a nossa sorte, o senhor havia guardado na loja do posto, Ufa! Mais uma para aprendermos... Algum motivo especial deve haver para isto ter acontecido, esperamos!!!! Como já era tarde resolvemos ficar por lá mesmo... fomos ao mercado e encontramos o excelente RV Village, na própria Highway... Que dia de estrada!!! Agora, para a terceira vez acontecer, vamos ter que sair caminhando, pois colocamos a chave do combustível junto com a chave do carro...

Foto de despedida

...Saímos diretamente para longe de Tok...rsrsrsrs. De volta a estrada, agora o dia estava totalmente nublado e com uma chuvinha bem fina, a temperatura não passava dos 8ºC... Agora foi mais rápido até a fronteira... o oficial do Canadá já sabia que havíamos esquecido a tampa do tanque em Tok, já que havíamos comentado com o oficial dos EUA, simplesmente nos disse para irmos adiante...

  
  

Publicado por em