Aproveitamos para conhecer a cidade de Zihuatanejo

Mais um dia nesta cidade, não temos mais o que fazer a não ser esperar resposta dos e-mails... então, resolvemos conhecer um pouco a cidade...

  
  

Mais um dia nesta cidade, não temos mais o que fazer a não ser esperar resposta dos e-mails... então, resolvemos conhecer um pouco a cidade...

Pela tarde, fomos caminhar para conhecer melhor este balneário...

Zihuatanejo

Zihuatanejo, um balneário simples que recebe mais turistas mexicanos a estrangeiros... Percebemos que em Zihua, já estamos íntimos, possui uma população de renda baixa, mas oferece uma boa estrutura aos turistas que a visitam, suas praias possuem águas quentes, porém não muito claras... suas ruas cheias de barraquinhas de frutas, é uma tentação maravilhosa, pois comemos frutas frescas e saborosíssimas todos os dias.

Ficamos surpresos quando chegamos à praia... várias pessoas vestidas, e o pior, tomam banho de roupa... nos sentimos na idade antiga, são jovens, crianças, velhos, pessoas de todo tipo e idade... era muito engraçado... Aqui faz um calor infernal e, surpreendentemente, não vimos um homem sequer sem camisa... o Cláudio ficava agoniado, mas como não via ninguém, não se arriscava... Num outro dia, vimos um senhor, ficamos surpresos, mas pelo tom da pele, com certeza, era um turista...

O 'alternativo'

...Preparamos alguns sanduíches, pegamos um ônibus e fomos para Ixtapa, balneário vizinho, a diferença é gritante, os jardins, a orla, a cidade e tudo muito mais, é um luxo só... chegando lá, pegamos outro ônibus até a praia Linda e depois um barquinho de 5 minutos até a Ilha de Ixtapa, dizem ser excelente para mergulho... ela possui 3 praias, mas, a melhor para snorkel mesmo, é a pequena praia Coral, águas claras e cheias de corais... a praia estava lotada... pegamos um cantinho num guarda sol e ficamos ali até às 17h, horário do último barco...
Neste período, curtimos aquela água quente, mas é quente mesmo, muito interessante, mergulhamos um pouco e vimos um bonito fundo do mar. No barquinho de ida, havia um senhor bastante alternativo e bem doidinho... ficava falando que estávamos em lua mel, queria falar conosco, dizia que sabia falar português e começava a inventar um dialeto louco... ninguém merece! Mas o pior está por vir...

Coitado do crocodilo

Enquanto estávamos curtindo a praia, não é que ele aparece com um crocodilo na mão, que pecado! Achamos aquilo um absurdo, e todos gostavam e pagavam para tirar foto... conseguimos tirar a nossa, sem pagar, só para mostrar a falta de consciência ambiental do povo... o crocodilo era totalmente domesticado, fazia como o senhor maluco queria... todos se divertiam! É por isso que a humanidade está perdida...

Praia Coral, Ilha de Ixtapa

Ao sairmos dali, pegamos novamente o barquinho de volta, mais um ônibus até o centro, ficamos na praia Palmar, uma delícia, a água é maravilhosa, quentinha.... mas a praia era totalmente cercada de hotéis, com um único acesso ao público, mas, vocês que já nos conhecem... pedimos para passar por um dos hotéis, imagine só, que abuso ter que andar bastante para encontrar o acesso ao "coitado do povo"... aliás, percebemos que isto é uma característica por aqui, privatizam toda orla, deixando apenas um acesso ao público...

Voltamos ao nosso hotel para descansarmos... nenhuma resposta das peças... que agonia...

  
  

Publicado por em

Ruiz

Ruiz

19/01/2012 13:31:33
Muito boa essas colocações... Obrigada