Muito frio e Canyons!

Depois de caminhar mais de 10km, voltamos a cidade para um belo e merecido descanso.

  
  
Mesa Arch

...Podemos dizer que Moab é a cidade base para conhecer os Parques Nacionais de Canyolands e Arches, ela oferece uma ótima estrutura hotéis, campings e bons restaurantes, ou seja, para todo o tipo de turista.

Canyonlands é o maior parque do estado de Utah. A erosão causada por neve e chuvas desenhou milhares de quilômetros de cânions, esculturas de pedras, mesa (platô que lembra uma mesa) e penhascos. É uma região indígena, onde há mais de 1000 anos Navajos Utes e Paiutes ali vivem.

Mágica paisagem, Mesa Arch

É o lugar ideal para quem gosta de esportes, caminhadas, passeios de bicicleta, a cavalo, de carro, de bote; rafting, escaladas e o mais mágico, a observação da majestosa Natureza. Dentre todas essas possibilidades, nós escolhemos inevitavelmente o passeio de carro e caminhadas. São longas as trilhas, mas que não decepcionam em nada vale muito à pena, pois o visual é de outro planeta!!!! O parque está dividido em três grandes áreas, Island in the Sky, The Needles, The Maze, elas compartilham de um espírito simples e primitivo e uma selvagem atmosfera, cada qual oferecendo sua própria recompensa.

Primeiro, fomos ao setor de Island in the Sky, região lindíssima, caminhadas curtas, mais ou menos uns 4 km por diferentes trilhas, a mais bonita e surpreendente foi a caminhada até o Mesa Arch, ficamos maravilhados!!! Passamos praticamente todo o dia no parque e, no final da tarde, seguimos para conhecer o Arches National Park, pois eles são relativamente próximos.

Meditação no Canyonlands National Park

Chegamos tarde para qualquer caminhada, pois o Sol se põe muito cedo, e a principal, o símbolo de Utah, o Delicate Arch, são necessários 5km, então fomos ao mirante, uma bela caminhada, subindo nas rochas para ver o formoso Arco, mas ela só serviu para querermos voltar amanhã...

Seguimos para cidade, jantamos no Denny's, adoramos a comida e o atendimento e fomos descansar no Spanish Trail Campground. Pela noite a temperatura caiu bastante, perto do zero grau, não conseguimos sair deste bendito frio!

...Landscape Arch, Delicate Arch, Turret Arch, Double O Arch, Wall Arch, Tunnel Arch, Navajo Arch, Partition Arch, Broken Arch, Sand Dune Arch, North and South Window, Cove Arch, Double Arch, estes são alguns dos mais de 2000 arcos catalogados no... como será o nome deste Parque Nacional? Mais de 100 milhões de anos de erosão criaram nesta região o maior reduto de Arcos naturais do Mundo, tornando o Arches National Park um lugar precioso e de tamanha beleza.

Trilha para o Delicate Arch

Logo cedo, fomos para o Arches National Park, fizemos algumas caminhadas e, conhecemos os seus principais atrativos, o que nos chamou muita atenção foi o Landscape Arch, o maior Arco possuindo 100 m de largura (de base a base), que está por um fio, em 1991 conseguiram registrar o momento em que parte de sua estrutura foi abaixo, uma bela e impressionante caminhada. Em seguida, fomos ao glorioso Delicate Arch, a estrela do parque, 5 km de subidas e descidas que valem muito a pena, o visual é encantador, um verdadeiro espetáculo e a sensação ao chegar ao topo e caminhar ao seu redor e, inclusive, passar por baixo do Arco é fantástica, realmente impressionante, quem for ao parque e não subir, não foi ao parque...

Depois de caminhar mais de 10km, voltamos a cidade para um belo e merecido descanso.

...Um vento terrível nos assolava, noite assustadora!!! Dormimos bem abraçadinhos caso o vento resolvesse nos levar daqui, tudo balançava fortemente, o carro parecia que estava andando e a barraca dava sinal de vida... Cada vez mais, consideramos esta nossa Viagem uma grande Aventura, ou essa nossa Aventura uma grande Viagem... passamos por cada episódio...

Windows Arches National Park

Pulamos da barraca, com somente 3 graus negativos, um friozinho, nada demais, só de bater os queixos (trtrtrtrtr)... fomos a outra parte do Canyolands National Park, The Needles, o Cláudio viu uma foto e cismou que queria ir naquele lugar, lá fomos nós... a temperatura não passou dos 3 graus Celsius, na maior parte do dia ficou abaixo de 0 grau... esta região do parque é um pouco distante da cidade de Moab, 100 km até o Visitor Center, lá pegamos as informações sobre a foto que o Cláudio queria tirar e descobrimos que temos que caminhar 10km, 5km morro acima e 5km morro abaixo, lá fomos nós, pelos menos vamos perder uns quilinhos, pois ganhamos muitos! A caminhada é de tirar o fôlego... e o visual das agulhas (Needles) é, como disse o Cláudio; "parece que estamos em outro planeta", fantástico!!!! Mesmo caminhando sem parar, o frio não deu trégua, esse companheiro não quer mesmo nos abandonar... Valeu a pena!!!!

Saímos dali após o nosso belo "picnic" e fomos para o Capitol Reef National Park... noite de lua quase cheia nos ajudou na estrada, apesar de uns coelhinhos suicidas passarem na frente do nosso carro... A medida que nos aproximávamos do parque, fomos ficando apavorados, a temperatura não parava de cair... estava simplesmente 5 graus negativos... Dormimos no camping dentro do parque, e, ao deitar a temperatura estava 7 graus negativos.... muitos casacos, calças, meias e 3 cobertores aliviaram nossa dor... o medo mesmo era na manhã seguinte...

...10 Graus Negativos para começar bem a manhã... não agüentamos mais passar tanto frio... não vemos a hora de chegar no aconchego do calor, seja ele de 40 graus...

Capitol Reef é um bonito parque e um dos menos conhecidos de Utah, percebemos que ao contrário dos outros parques desérticos, ele conta com um ecossistema diferente, graças ao vale verde que se estende ao longo do Fremont River. As margens dos rios são tão férteis que os índios Navajos plantaram aqui um pomar, batizando-o de distrito de Fruita. Mas, também, possui cânions e rochas lapidadas pela erosão.

Bryce Canyon National Park

O conhecemos superficialmente já que temos um longo caminho pela frente e há muitos outros parques que nos chamam mais atenção. Ali foi o nosso ponto de descanso. Então, já seguimos para o Bryce Canyon National Park...

Aqui, no Bryce, as formas das rochas desafiam a imaginação e o colorido é fantástico. A natureza levou milhões de anos para cavar a região, rasgando o deserto com chuva, neve e ventos. As vistas são tão fabulosas que você consegue ver quase tudo passeando de carro ao longo dos 30 km da estrada principal que corta o parque e das outras quatro rotas de apoio.

Todo o trajeto do parque fizemos com a temperatura em torno dos 3 graus negativos. Dormimos no camping do parque, ai que frio, a temperatura não sobe, só desce...

Zion, Grand Canyon National Parks e Havasu Falls, aguardem cenas da próxima atualização... até lá!!!!!

  
  

Publicado por em