Las Vegas, Death Valley, Sequoia e Yosemite National Park e Malibu

...Seguimos rumo ao Death Valley, no caminho, fomos parados para uma revista, pois estávamos entrando na área da Hoover Dam.

  
  

...Seguimos rumo ao Death Valley, no caminho, fomos parados para uma revista, pois estávamos entrando na área da Hoover Dam, nos locais de represa sempre há bastante segurança e a inspeção é rigorosa.

Las Vegas

Como a cidade de Las Vegas (Nevada) estava no caminho, demos uma passada por lá... que cidade louca, parece uma cidade fantasia, um passo parecíamos estar no Egito, outro passo, em Paris, e assim, Grécia, Nova York, Bali, Idade Média, montanhas russas saindo dos edifícios e, etc..., tudo arquitetonicamente lindíssimo, mas em cada um destes lugares, por de trás, havia um cassino, o jogo rola solto 24 horas por dia, para quem gosta uma boa pedida... o que não é o nosso caso... Além dos cassinos, muitas casas de show, inclusive nos interessamos pelo da Celine Dion, mas desistimos logo que vimos o preço, o lugar mais barato custa 495 dólares, ou seja, 900 Reais por pessoa e, ainda, para ficar nas últimas filas, uma pechincha, não acham? Mas há os que pagam, pois ela está em cartaz há mais de 8 anos com casa lotada, realmente esta cidade não é para nós. Para quem nunca foi, tem que conferir, mas nós não nos sintonizamos com a energia do lugar, o achamos deprimente e com um comércio "sujo", "podre"! Em nenhum outro lugar dos EUA nos sentimos assim... mas encaramos numa boa, afinal a nossa viagem é uma aventura!!!!!

Death Valley National Park

Seguimos viagem e chegamos, no início da noite, ao Death Valley National Park. Dormimos no camping do parque.

...Agora sim, voltamos ao nosso ambiente preferido, a Natureza!!!!! O Death Valley National Park está na divisa da Califórnia com Nevada e tem um dos climas mais extremos do planeta, por isso o nome Vale da Morte! Aqui foi registrada a segunda mais alta temperatura do mundo, 134º F (57º C). É o lugar mais seco e quente dos EUA, as chuvas são raras e os termômetros encostam nos 50 graus centígrados no verão, mas, por incrível que pareça, o frio ainda estava nos atormentando... achávamos que sentiríamos um calor próximo aos 40 graus, que nada, a temperatura não passou dos 10 graus, grande surpresa!!!

Tons do Death Valley

Acreditamos que tenha sido melhor assim, pois estava agradável para caminhar e conhecer a região. Porém, o que nos chamou mais atenção, foi o fato de ter a superfície mais profunda do Hemisfério Ocidental, com 84,6 metros abaixo do nível do mar. Ainda assim, o lugar reúne mais de mil espécies de plantas e 400 de animais, inclusive peixes no Lago Badwater. Entre montes de calcário coloridos, dunas, rochas, flores do deserto, a paisagem é encantadora. Antiga terra dos dinossauros, mesmo sendo considerada uma região inabitável, o parque oferece uma boa estrutura, com hotéis, camping, restaurantes e, ainda, há pessoas, mesmo que poucas, vivendo ali o ano inteiro.

Sequoia National Park

Passeamos pelos pontos principais do parque, fizemos algumas caminhadas e seguimos para o Sequoia National Park, dormimos numa cidadezinha bem próxima a ele.

...Seguimos para o Sequoia, lugar de árvores gigantes, aqui está a árvore mais maciça conhecida no planeta, a Sequóia General Sherman, com 83,8 metros de altura e 31,3 metros de circunferência na base. É a terceira maior árvore do planeta, a primeira, também uma sequóia, está no parque Redwood e, a segunda, um cipreste, em Oaxaca, no México. São mais de 74 sequóias gigantes, nos sentimos umas formiguinhas. Essas árvores são milenares, seres resistentes à última era do gelo, às doenças e a constantes incêndios, têm cerca de 3000 anos. Além das sequóias, há uma variedade de 1300 espécies de plantas e animais que vivem à sombra delas. É um passeio imperdível!!!

Pequena, não?!

Ainda o frio nos perseguindo, 6 graus negativos, era difícil sair do carro, corríamos para uma foto e, logo, voltávamos, mas para conhecer a General Shermam foi necessário enfrentar o frio, uma curta caminhada. Ela é impressionante, realmente gigantesca!!!! Adoramos ver que ainda há um ser vivo tão forte protegido. Nesta região, fomos parados por argentinos e guatemaltecos, mas que vivem no país, foram mais uns curiosos perguntando sobre a nossa viagem, foi muito divertido.

Seguindo para o Yosemite, dormimos bem próximo ao parque, bastante frio ainda, paramos num camping estranho, os banheiros estavam trancados e não pudemos usá-los, não havia ninguém...

Yosemite

...Como não utilizamos nada do camping, achamos mais justo não pagar. Bem cedo, já seguimos e entramos na área do parque.

Yosemite National Park é o terceiro parque mais visitado dos EUA. O Glacier Point, primeiro ponto a ser visitado, é fantástico! Aqui se tem uma visão impressionante do verde do parque, da pequena vila, dos rios, dos picos nevados da Sierra Nevada, além de várias cachoeiras, inclusive a Yosemite Falls, maior cachoeira dos Estados Unidos e a 5ª mais alta da América, com 740 metros de altura, mas infelizmente, vimos apenas um filete congelado, pois entre os meses de setembro e abril (inverno) as cachoeiras secam.No início da manhã, a temperatura estava abaixo dos 0 grau, mas no decorrer do dia, já nem filete congelado havia mais.

O que realmente impressiona são os gigantes paredões, nos sentíamos anões, o El Capitan, maior paredão de granito do mundo, com 900 metros de altura, desejado por muitos escaladores e o Half Dome, montanha mais alta da região, com 2695 metros de altura. Na verdade, para explorar o parque são necessários muitos dias, pois há muitas trilhas e a paisagem é maravilhosa. Fizemos os pontos principais de carro e umas pequeninas caminhadas na pequena vila do parque, que conta com uma excelente estrutura. Também assistimos um pequeno vídeo contando a história do parque.

Após um maravilhoso "picnic" seguimos para Los Angeles...

Malibu, California

...Viajamos bastante, é muito confortável dirigir nas estradas dos EUA, por várias vezes dirigimos noite a dentro. Procurando um camping para dormir próximo a região de Los Angeles, não encontramos, então, fomos obrigados a ficar num hotel, o Econo Lodge. Ainda um friozinho, mas agora dormimos mais aquecidos...

Logo cedo saímos para evitar a hora do rush em Los Angeles, mas o trânsito estava bastante congestionado. Resolvemos passear pelo litoral e conhecer as praias famosas desde a região de Malibu até Long Beach. São muito bonitas, mas chegamos a conclusão que são famosas por sua badalação e, não, pelo mar em si. Vimos também o estrago que o fogo (o grande e recente incêndio da Califórnia) fez nos morros da região, praticamente estava tudo queimado...

Nosso destino novamente é Carlsbad... pois queremos fazer uma revisão no carro, oficina especializada da Land Rover, onde havíamos estado antes quando passamos por aqui. Chegamos pela tarde e fomos muito bem recebidos pelos amigos Rob e Simone. Depois de colocar a conversa em dia, ou quase em dia, fomos jantar num restaurante Thailandês... foi uma noite maravilhosa, e uma deliciosa comida!!!! Mais uma vez não nos deixaram pagar...

Mais uma vez com nossos grandes amigos, Simone e Rob

...Levamos o carro para a revisão na "California Rover", o Rob sempre prestativo, nos acompanhou em tudo, um verdadeiro anfitrião. Deixamos o carro lá e voltamos para casa, almoçamos juntos, nós quatro e, pela tarde, o Rob foi encontrar um amigo, o Samuel, em Los Angeles, aproveitou para nos levar para conhecer alguns lugares. Fomos à "Venice Beach", que lugar louco, lotado de hippies, pessoas de todo jeito e tipo, lojinhas e uma feirinha totalmente alternativa, ali são filmados muitos filmes de Hollywood, assim nos sentimos dentro de um monitor de TV. Pena que foi muito rápido, pois dava vontade de andar horas por aquelas ruas registrando imagens fantásticas das pessoas. Depois fomos a "Beverly Hills" encontrar com o amigo dele, passamos pela famosa rua onde o foi filmado "Uma Linda Mulher", aquela em que ela sai para fazer compras... E, logo, fomos jantar numa Cantina Italiana fantástica, em Santa Mônica. Retornando para casa, demos uma passadinha na calçada da fama e no teatro onde era feita a entrega do Oscar. Foi um dia maravilhoso!

Já em casa, assim nos sentimos, tivemos um divertido e maravilhoso fim de noite com Rob e Simone.

Más notícias sobre o carro, problemas no turbo, mais uma facada, estamos falidos!!!!

  
  

Publicado por em

Carlos Paiva

Carlos Paiva

16/11/2011 12:05:06
Estou indo dia 08/12 para SFO e de lá gostaria de visitar o Parque Yosemite, dá para ver as principais coisas em um dia ( pretendo ir dormir em Lake Tahoe )a visitação é no seu proprio carro ou como no Gran Cannyon que é feita em onibus ??? quanto é a entrada ???

Joyce e Cláudio Guimarães

Joyce e Cláudio Guimarães

Olá Carlos, Um dia é pouco para visitar o Yosemite, mas como será inverno, talvez não dê para fazer caminhadas, ah! e a cachoeira estará congelada. Na época visitamos com nosso próprio carro. E, a respeito da entrada, compramos um cartão que incluía a entrada de todos os parques dos EUA. Mas, pesquise no site dos PN Americanos, lá deve haver estas informações. Abraços e ótima viagem! Joyce e Cláudio.
Vanessa

Vanessa

28/05/2011 15:31:09
fantástica... que mês do ano vocês estavam lá? Pretendo ir em outubro...
de vegas passaremos por algumas cidades até Amargosa Valley e depois até Death Valley Junction (onde parece começar o parque)
O que tem de mais interessante por esse caminho até o vale da morte?
poderia me dar uma dicas? grata
vanessa

Joyce e Cláudio Guimarães

Joyce e Cláudio Guimarães

Olá Vanessa, Veja o nosso site, lá tem imagens e informações sobre esta região - clique em Alasca 2007/2008 e faça uma maravilhosa viagem. Abraços, Joyce e Cláudio. www.terrasemfronteiras.com
UBIRAJARA LEITE

UBIRAJARA LEITE

20/09/2010 21:48:39
Oi, muito bons seus comentáios, mas seria bom se vcs colocassem datas para melhor orientacão de quem lê.

Joyce e Cláudio Guimarães

Joyce e Cláudio Guimarães

Olá Ubirajara, Tudo bem? Estes lugares foram visitados numa única viagem - do Sul do Brasil ao Alasca - no período de junho de 2007 a fevereiro de 2008. Você pode conferir o mês e o dia certo no diário de bordo do nosso site: www.terrasemfronteiras.com Obrigada e abraços, Joyce e Cláudio.