Muita caminhada para conhecer a Havasu Falls

Caminhar é maravilhoso, faz muito bem para mente e corpo, apesar de cansados estávamos muito felizes!!!!!

  
  
Começando a caminhada

...Seguimos na "Route 66", parando e fotografando as cidades fantasmas, inclusive Peach Springs, cidade que se baseou na fictícia cidade do filme "Cars". Ficamos surpresos, pois achávamos que iríamos encontrar uma cidade, mas onde estava a cidade? Realmente tudo caindo aos pedaços, impressionante, nem o filme foi capaz de reerguê-la!!!! Num dado momento, paramos e sentamos no meio da estrada que já foi uma das mais movimentadas do país e tiramos uma bela e demorada foto... imaginem como é ela hoje?

Após este trajeto histórico, seguimos para Hualapai Hilltop (1.700 msnm), a caminho da Havasu Falls. Esperando encontrar uma cidadezinha, a estrada terminava num grande estacionamento, com muitos carros, cavalos e muita sujeira...

Havasu Falls

A Havasu Falls é uma cachoeira que fica dentro da "Reservation Havasupai” (1000 msnm), na região do Grand Canyon. Nos informamos, anteriormente, que teríamos que percorrer uma trilha de 12 milhas para chegar até a cachoeira, ou seja, 19 km, resolvemos enfrentar, pois as fotos do lugar são fantásticas! O Cláudio ficou procurando onde começava a trilha, pois não havia qualquer informação ou pessoas para perguntar, encontrou o caminho, porém como já era tarde para fazê-lo, resolvemos abrir a barraca ali mesmo e dormir, pedindo muita proteção, pois o lugar era medonho... Dentro do carro fazendo um lanchinho ouvimos ruídos, eram pessoas voltando da trilha, ufa! Sentimos um alívio, pois poderíamos buscar alguma informação. Eram quatro meninas, depois de conversar com uma delas, ficamos mais sossegados ao saber que era por ali mesmo e, segundo elas, seriam 5 horas de caminhada.

Preparamos nossa mochila com água, barras de cereais, um lanche para cada um, uma muda de roupa, higiene pessoal, protetor solar e máquina fotográfica para amanhã sairmos bem cedo...

Para se chegar a Supai Village, onde vive a comunidade, somente é possível a pé, a cavalo ou de helicóptero. Nós decidimos fazer a caminhada, a melhor opção, tanto física, mental e financeiramente falando. Em Supai, para o turista, há um camping, um hotel e um restaurante, como iríamos ficar apenas uma noite, a caminhada bastante longa e não tínhamos acessórios para acampar no chão, optamos por ficar no hotel. Para ingressar na vila é necessário pagar 35 dólares por pessoa, se decidir ir a cavalo são mais 70 dólares, ida e volta 120 dólares por pessoa, então achamos mais interessante pagar para dormir, o que nos custou 96 dólares (quarto para quatro pessoas) sem café da manhã. Quanto ao helicóptero nem vimos o preço, estava fora de cogitação.

Até parece mentira!

...Madrugamos para a nossa maior caminhada desta viagem, saímos às 5h e começamos a descer o Grand Canyon, a paisagem é deslumbrante e a caminhada muito melhor do que pensávamos, fomos tranqüilamente, e de vez em quando, cruzávamos com mulas levando suprimentos e pessoas voltando da vila. Estava bastante frio, em nenhum momento tiramos um casaco sequer... quando já estávamos próximos à vila avistamos um riacho com uma cor fantástica e, isto, foi só um aperitivo do que ainda estava por vir. No total até o hotel foram 13 km em 3 horas e meia. Chegando lá, fizemos o "check in", deixamos nossas mochilas e seguimos para as cachoeiras... mais 10 km de caminhada - ida e volta. No dia inteiro percorremos 23 km, ufa... nosso recorde!!!!! Mas, indiscutivelmente, valeu a pena!

Quando chegamos à primeira cachoeira, a Navajo Falls, ficamos impressionados com a cor da água, mas a tão esperada era a Havasu Falls... esta é de tirar o fôlego... indescritível a cor azul esverdeada, a formação rochosa lembrando corais em forma de estalactites, nos beliscamos o tempo todo para ver se aquilo era verdade, pois parecia um conto de fadas... O Cláudio nem queria sair dali, foram tantos os "clicks" e cada vez mais "clicks", infelizmente não tomamos banho, pois estava muito frio... mas só em admirar aquele paraíso bastou!!!!! E, não parou por aí, seguimos para a Mooney Falls, esta de difícil acesso, tivemos que cruzar um túnel dentro da rocha, uma escadaria no abismo com correntes para se segurar e cordas na parte final... mas, que visual, impressionante, sem palavras!!!! Há momentos na vida que são inexplicáveis, este foi um destes, não adianta tentarmos colocar para vocês, pois tem que estar lá, ao vivo e a cores, para sentir o que sentimos!!!!!

O sacrifício valeu a pena

O caminho não pára por aí, poderíamos ter ido adiante, mas precisaríamos de mais dias, é possível conhecer mais uma cachoeira, a Beaver Falls e chegar até o Rio Colorado.

Após este longo e maravilhoso dia de 9 horas de caminhada.. moídos, fomos comer no único café restaurante da vila que fecha às 17:30h - e, isto era por volta das 17h... dormimos feitos pedra...

...Acordamos prontos para mais 13 km de caminhada, só que agora, morro acima... caminhamos pela vila e vimos a fatal chegada da influência da cultura do "homem branco"... os índios deixaram de caçar e plantar, a maioria obesos, contagiados pelos hambúrgueres, não sabem que o lixo deve ser jogado no lixo e não no chão, a sujeira toma conta do povoado, muitos com problemas sérios de drogas e alcoolismo... um fato alarmante!!!!!

Hualapai Canyon

Voltamos calmamente, várias mulas carregando cartas saíam da vila e várias outras chegavam com mantimentos, inclusive a trilha era "bosta" pura, o cheiro insuportável... Caminhamos por 4 horas e meia até chegar ao topo, nos organizamos e logo seguimos de volta a "Route 66", rumo a Kingmam, passamos no mercado, ficamos num KOA, lavamos roupa e fomos dormir mortos de cansados...

Caminhar é maravilhoso, faz muito bem para mente e corpo, apesar de cansados estávamos muito felizes!!!!!

  
  

Publicado por em

Roberto

Roberto

15/04/2013 11:11:15
Claudio e Joyce,

Parabens pela matéria e gostaria de tirar uma duvida, no estacionamento posso deixar moto.

at.
Roberto

Joyce e Cláudio Guimarães

Joyce e Cláudio Guimarães

Olá Roberto, Obrigado! Quando fomos o estacionamento era gratuito e não havia pessoa qualquer tomando conta. Acreditamos que possa sim. Abraços, Joyce e Cláudio.