O mergulho nas águas geladas do Ártico

Realmente não sei como ele agüentou, pois só coloquei a mão e meus dedos ficaram dormentes, tive que voltar correndo para o ônibus, pois estava congelando...

  
  

Acordamos cedo, o Cláudio se deliciou fotografando o nascer do sol, altas fotos!!! Enquanto isto, fiquei aproveitando mais um pouquinho das cobertas, o mais difícil é sair delas... tomamos o nosso café e voltamos para a estrada.

Que luz!

É difícil explicar a visão que temos da paisagem, é realmente inexplicável, parece que estamos "sonhando"!!!! Um quase deserto, por nós, só passavam caminhões e alguns carros que, mais tarde, fomos descobrir que eram de caçadores... ficamos indignados, eles matam, não sabemos se por simples prazer ou para tirar os chifres dos pobres e lindos caribous (um tipo de veado) para vender, ou os dois... infelizmente, a caça é permitida e pelo que percebemos estava aberta a temporada, pois havia muitos deles. A caça é feita por "bowhunting", arco e flecha profissional. Volta e meia, passavam os carros com os chifres presos no teto, exibindo seus troféus, para nós, simplesmente, eram troféus de covardia... de derramar lágrimas de ver um animal da natureza morto, jogado com seus chifres arrancados... o Cláudio tirou algumas fotos e, em um dado momento, quando foi tentar se aproximar os caçadores faziam sinal para se afastar... INDIGNAÇÃO TOTAL!!!!!

Os caçadores

No caminho vimos também o musk-oxen, este nunca havíamos visto, nem por foto. É um animal bem gordo, completamente peludo, vocês verão a foto... parece tão devagar... mas, como tudo que está solto na natureza nos deu uma imensa alegria de vê-los ali, pastando, livres... até que mais adiante também vimos um deles morto, provavelmente pelos cruéis caçadores.

Finalmente, chegamos a Deadhorse por volta das 13h. A cidade de "beleza" arquitetônica indescritível, puro estilo container... é isso mesmo, aqueles containers que vão nos navios transportando coisas.... rsrsrsrs

Fomos direto ao hotel Caribou Inn confirmar o nosso passeio... o Cláudio já estava conformado de não tomar aquele banho no Mar Ártico, como havia prometido aos amigos, pois sabíamos que durante o passeio não podíamos descer do ônibus. Porém, como foi o último passeio do ano, da temporada, abririam esta exceção... e agora? Algo interessante nos foi explicado: o nosso guia disse que as pessoas se batendo na água atrairiam ursos polares para o local e as pessoas que entrassem na água, no dia seguinte, poderiam ser surpreendidas. Mas como não haveria dia seguinte, foi aberta a exceção...

Musk-Oxen

O passeio é realmente nada demais... apenas serve para nos levar a beira do Ártico... vento cortante e gelado, o nosso guia perguntou se alguém queria entrar na água, uma menina disse que sim, o Cláudio ficou meio perdido, já que não havia levado roupa de banho... ficou indeciso... mas, eu disse que ele não deveria perder a oportunidade e entrar de roupa mesmo... ele, imediatamente começou a tirar a roupa, de bermuda e sem camisa deu o mergulho que vocês verão na foto. Mas digo que a menina foi um estímulo, ela saiu arrancando a roupa e, de biquíni, se jogou rapidamente naquelas águas congelantes, já o Cláudio fez cena, foi devagar, mergulhou e voltou tranquilamente, mas depois, me confessou que quando levantou sentiu um gelo absurdo na altura do pescoço, respirou fundo e logo passou, mais tarde ficou encalorado... é louco este meu marido.... dei muitas risadas!!!! Ganhou certificado e tudo... Agora foi promovido, de Pingüim passou a Urso Polar...

Realmente não sei como ele agüentou, pois só coloquei a mão e meus dedos ficaram dormentes, tive que voltar correndo para o ônibus, pois estava congelando... Fiquem tranqüilos, além das fotos, também filmei!!!!

O significado do nome da cidade é "cavalo morto" agora entendemos o porquê... voltamos para a cidade estilo container e resolvemos nos dar de presente uma diária no Hotel Prudhoe Bay, já que desde que saímos de San Diego, foram 10 dias de viagem com uma média de 800km por dia, dormindo em campings até aqui. Na diária estava inclusa toda a alimentação, sem contar que podíamos comer a vontade tudo o que havia café, chocolate, iogurtes, doces, sanduíches, etc.... Por fora, ele era feio, mas, por dentro, um oásis, tudo bem quentinho e de primeira qualidade, amamos aquele conforto temporário, só agora nos demos conta do quanto estávamos cansados... demos uma boa relaxada, para no dia seguinte cair na real...

De pinguim à urso polar

Algo muito curioso nos aconteceu, enquanto estávamos comendo no restaurante do hotel, veio um homem, um daqueles caçadores, conversar conosco, o de sempre, perguntar de onde éramos e etc... notamos que havia um senhor com ele, enorme, e que, de repente, havia um tumulto no restaurante, pessoas pediam para tirar foto com aquele senhor... o cozinheiro passou por nós e disse que ele era um famoso jogador de futebol americano do Miami Dolphins... para nós era totalmente insignificante, mas para eles... era o nosso Pelé... demos muitas risadas!!!! O futebol americano é fortíssimo por aqui, também pudera!!!!!!

Agradecemos muito por ter dado tudo certo, afinal desde o acidente no México já achávamos que não iríamos pegar o passeio do Mar Ártico, mas conseguimos pegar o último passeio do ano e, ainda com direito a descida do ônibus, o que foi uma exceção!!!! Somos abençoados!!!!

Ficamos por ali até o almoço, após isto seguimos viagem, começamos a nos aproximar de casa... mas faltam 5 meses ainda...

A sensação é de que só agora entramos de férias, pois atingimos a nossa meta e, a partir de então, é que vamos curtir tudo com tranqüilidade... que alívio!!! Não sabemos se é bom ou ruim, mas sabemos que estamos de FÉRIAS!!!!

Dormimos no camping que fica no meio do caminho...

  
  

Publicado por em