O Thor parou, mais uma vez!

Ficamos na estrada! o Thor começou a fazer um barulhão estranho... simplesmente o carro morreu e não quis mais ligar... paramos no acostamento.

  
  

O tempo mudou completamente, uma chuvinha fina, daquelas que custa a parar... infelizmente, não conseguimos visitar o Crazy Horse, também uma escultura feita na montanha em homenagem a um herói dos "peles vermelhas" que resistiu fortemente a conquista das terras pelos " homens brancos". Os índios da região disseram que "se os homens brancos têm seus heróis e os retratam, nós também podemos." Havia uma névoa que não nos deixava ver o monumento, uma pena, pois na noite anterior o havíamos visto iluminado e, de longe, já o achamos muito interessante.

Voltamos para a estrada, a Freeway 90, sentido leste e, como ainda estava aquela chuvinha, resolvemos seguir adiante, sem parar no Badlands National Park, local onde foram travadas diversas lutas entre índios e brancos. Paramos num ótimo camping na estrada, cidadezinha de Oacoma, o Oasis Campground, trabalhamos um pouco no site, estudamos um pouco o nosso roteiro e, finalmente, fomos descansar, mas começou um vento que nos assustou, "será que teremos uma noite como aquela do vendaval?" Graças a Deus não foi, dormimos feito anjos...

Smokey Bear, o guardião dos incêndios

Logo cedo seguimos viagem, estamos rumo a Green Bay, região dos Grandes Lagos, vamos ficar na casa de uns amigos dos nossos queridos amigos Marian e Chico de Jaraguá do Sul - valeu amigos!!!!!. A Ilde e o Dan já estão nos esperando...

O Cláudio está a procura de uma placa de carro do estado de South Dakota, não encontra em lugar algum, mas um senhor nos indicou uma loja no nosso trajeto. Paramos na loja indicada, para nossa surpresa uma enorme loja, a Cabela's - vende tudo o que você possa imaginar para camping, caça, pesca e, inclusive, armas, nunca vimos tantas armas juntas... Dentro da loja havia muitos animais empalhados, lindíssimos, porém, causava uma tristeza tão grande saber que eles são motivo de orgulho para os caçadores, simplesmente é mais um esporte por aqui, matar por prazer... aliás era o que mais havia ali dentro, caçadores, já conseguimos percebê-los de longe, usam sempre roupas camufladas desde o boné até o calçado e tem um jeito de caçador que não sabemos explicar...

Ah, já ia esquecendo, a placa, não encontramos... também, ali não era o lugar!

Ficamos na estrada!

Mecânico Behnker

Quando estávamos próximos ao nosso destino para descansar e, amanhã, chegar a Green Bay, o Thor começou a fazer um barulho, um barulhão estranho... simplesmente o carro morreu e não quis mais ligar... paramos no acostamento, ligamos o alerta e ficamos esperando, isto já era 18h e já estava escuro... tentamos ver o que poderia ser, mas aparentemente não havia nada, estamos supondo que seja dentro do motor... eu acho que é a correia dentada, o Cláudio acha que é o alternador... não importa muito o que seja, o que importa é que possamos resolver o problema... Como não havia outra maneira, a não ser ficar ali esperando, pois não possuímos nenhum tipo de comunicação, a estrada é de alta velocidade e ninguém pára para ajudar... Resolvemos trabalhar no site, selecionando as fotos, até que...

...Graças a Deus apareceu um policial, às 20h. Agora estão ele e o Cláudio, lá dentro da patrulha, buscando ajuda. Será que isto vai ser uma rotina? Todo mês tendo que fazer algo no Thor? Quando achamos que vamos respirar um pouco, financeiramente falando, vem uma bomba... Dos males temos que buscar o melhor!

O Cláudio disse que dentro do carro do policial havia muitos acessórios, como: um computador numa plataforma móvel, na tela localizava exatamente o ponto da estrada onde a gente estava, e contatava com a central e, a mesma, acionou o guincho da cidade mais próxima (Saint Charles), em menos de 20 minutos chegou, os rapazes foram rapidamente colocando o carro em cima do caminhão e nos levaram para Saint Charles, onde poderíamos consertar o nosso carro, cidadezinha de 3 mil habitantes. O policial foi bastante profissional, muito justo e simpático, nos sentimos muito seguros. Os rapazes do guincho também foram muito justos e simpáticos, mas o inglês deles é uma loucura, quase não conseguimos entender, comem sempre o final das palavras, falam rápido, coisa de maluco!!!!! Quando chegamos na cidadezinha eles descobriram que o nosso carro é a diesel e não teria nenhum mecânico ali para o mesmo, teríamos que ir a outra cidadezinha, mas só amanhã... nos levaram para o pátio da empresa, perguntamos se podíamos dormir ali mesmo, e foi ali que abrimos nossa barraca e dormimos muito bem, para no dia seguinte, nos levarem a outra oficina.

Assim que acordamos, o dono da empresa, logo chegou e todo agitado, parecia uma formiguinha atômica, já foi logo mandando a gente sair do carro para colocá-lo no caminhão, o Cláudio fechou a barraca num segundo e, em menos de 10 minutos, já estávamos na estrada, nem café tomamos, nem dente escovamos, que homem "fora da casinha", mas muito querido... o inglês dele também uma loucura, falava comigo e eu não entendia absolutamente nada, expliquei que o inglês dele era difícil, mas ele não conseguia falar devagar... fiquei tonta. O Cláudio conseguia pescar alguma coisa... Ele nos levou até a cidadezinha de Viola, num mecânico de carro a diesel... agora, estão tentando descobrir o problema, primeiro ele achou que fosse na bomba de injeção eletrônica, mas logo depois viu que era mais sério, era no motor...

Enviamos um e-mail para os nossos amigos de Green Bay avisando que talvez não chegássemos hoje, agora é resolver o problema do Thor para ver quando sairemos daqui... O Cláudio também enviou um e-mail para o Luiz da The Specialist, para ver se ele pode nos ajudar...

Na verdade, o mecânico descobriu que o problema está nas peças acima do motor (estão partidas), ele também acha que pode ter danificado algo dentro do motor... mas, o Cláudio falando com o Luiz, o mesmo disse que não acredita ser no motor e somente as peças que estão acima dele. Vamos fazer uma bela revisão no lugar apropriado!!!!

Mais um guincho! Está virando rotina!

Ligamos para os nossos amigos de Green Bay e os mesmos ligaram para vários lugares tentando nos ajudar, pois aqui não é possível resolver o problema. Eles conseguiram achar uma oficina especializada em Land Rover, a própria oficina vem nos buscar, estamos há mais ou menos 300 milhas de lá, ou seja, 480 quilômetros, e, agora já são 16h, o rapaz vem hoje, acreditamos que vamos chegar por lá de madrugada, que transtorno!!! O que era uma simples visita de 2 dias, pode se tornar em alguns longos dias... Pelo menos, é maravilhoso saber a quem recorrer e saber que temos um lugar gostoso para ficar...

Este nosso Thor está muito levado, sempre nos aprontando algo... vamos ver em quanto desta vez vamos morrer ($$$$), cada vez que achamos que estamos mais tranqüilos e podemos ficar mais sossegados, hummmmm... boooommmmmm..... O pior que aqui o pagamento é em dólar... mas não tem nada não, qualquer coisa voltamos para nossa casa... mas não queremos isto agora! Mas, se não houver outra alternativa, fazer o quê?

Os nossos amigos de Green Bay enviaram um guincho para nos buscar... enquanto isto, o dono da oficina o Behnken nos levou para comer uma pizza e ir ao banco, voltamos e fomos tomar um café em sua casa, muito querido e educado, comemos e conversamos bastante, mostramos o nosso site, ficou encantado... sua esposa chegou do trabalho um tempo depois, logo foi lavando umas frutas para nós... como são queridos, ficaram conosco até 23h, hora que o Mickey, figuraça, muito divertido, motorista do guincho, chegou. Partimos para Green Bay aquela hora, muita chuva na estrada, veadinhos atravessando a rua e o Mickey Mouse correndo feito louco... inclusive, perguntei se ele não tinha visto a velocidade máxima permitida indicada na estrada... ele respondeu que aquilo era só uma sugestão... chegamos às 4h da madrugada. Deixamos o carro na oficina e fomos ao encontro da Ilde num estacionamento de um shopping... quanta aventura!!!!

Queridíssima, nos deixou uma cama quentinha pronta para dormirmos até...

  
  

Publicado por em