Queremos o Alaska, queremos o Alaska!

Mais estrada... e o Alaska que não chega!!!!

  
  

Mais estrada... e o Alaska que não chega!!!!

A estrada é realmente linda, na vegetação predominam pinheiros e outras árvores de cores amarelo-laranja misturados ao verde que bordeja lagos cristalinos e esverdeados, é uma paisagem estonteante. Também tivemos a sorte de ver mais animais, mais um urso, uma linda raposinha, cabras selvagens branquinhas, bisons, e o engraçadíssimo moose (personagem do irmão urso, parecido com um veado) e também, um caribou morto com seus chifres arrancados, ficamos indignados, pois achamos que foi caça...

As placas de Watson Lake

Chegamos à cidade de Watson Lake, famosa por suas placas... na época da 2ª grande guerra mundial, alguns soldados colocaram uma placa indicando direção e distância de algumas cidades, as pessoas gostaram da idéia e cada uma que ali passava deixava sua placa. Agora existe uma verdadeira floresta de placas, são mais de 48 mil. Não poderíamos deixar de registrar a nossa passagem por ali, mas não possuíamos nenhuma placa e, agora, o que fazer? ... Encontramos uma placa com bastante espaço vazio, resolvemos então, colar dois cartões do nosso site com contact na entrada principal, ficou demais!!! Conhecer todas as placas é uma loucura, caminhamos pela floresta a procura de uma brasileira, mas não encontramos, infelizmente!!! Mas, provavelmente, deve haver!!

Summit Lake

A cidade também é famosa pela Aurora Boreal, inclusive possui um centro de informação e explicação sobre ela, exibindo um áudio-visual que não assistimos, pois preferimos vê-la ao vivo... já que teríamos que pagar...rsrsrsrsrs

Andamos mais alguns quilômetros e paramos no RV Baby Nuggets, ali conhecemos um casal de romenos que mora em Los Angeles, eles estão viajando de moto, nos disseram que conheceram um casal de brasileiros no Alaska, também viajando de moto desde o Brasil, mas infelizmente não os encontramos... Nos falaram do passeio até o Mar Ártico, gostaram, porém não puderam descer do ônibus, pois lhes disseram que havia urso polar e seria perigoso... Perguntamos até que data era o passeio, não souberam nos informar... realmente, estávamos sem esperança, pois este passeio é feito por uma empresa particular somente no verão, já que a área até o Mar é privada. Agora estamos entrando no outono para eles já o início do inverno... mesmo assim não desistimos, vamos até lá para ver... Nos indicaram um hotel para ficar na cidade de Deadhorse, foram muito queridos. Este casal decidiu não ficar por ali, pois acharam muito caro e ainda o banheiro era coletivo...

Whitehorse

Este RV não aconselhamos... por que? O lugar é agradável e bem frio... mas achamos que fomos explorados. Nos cobraram 28 dólares mais os impostos e ainda nos induziram a fazer uma carteirinha de sócio para ter desconto de 10% nos RV associados. Além disso, tínhamos que pagar para tomar banho, 1 dólar canadense para 5 minutos de tempo corrido, e não de chuveiro aberto, só que o Cláudio descobriu isto meio tarde, pois como toma banho frio e rápido, não se preocupou em levar mais moedinhas para o banheiro, a água acabou enquanto colocava shampoo, resultado, terminou o banho na pia, lavando a cabeça e os pés... Detalhe que havia um timer de 30 minutos na entrada do banheiro, ou seja, passados estes 30 minutos a luz se apaga... o estabanado do meu marido, enquanto lavava a cabeça na pia, a luz apagou e foi com a cara cheia de shampoo acendê-la, mas no caminho... deu de cara com a porta do chuveiro... ficou furioso com a proprietária... quanta exploração!!! Interessante, comigo, esperta que sou (rsrsrsrsrs), levei mais moedinhas e, ao entrar no banho, voltei com o timer para o máximo... esse Cláudio!!!!! Demos muitas risadas!!!!! Pelo menos, conseguimos acessar a internet de graça, pois ela cobrava 5 dólares a hora, mas disse que poderia deixar assim....

Fizemos o nosso lanche básico de todo dia, pão, atum, verdes e a batata que nos acompanha em tudo, imaginem quando chegarmos no Brasil, teremos que entrar numa forte dieta... "não agüentamos mais comer pão, mas ele é sagrado!"

Distruction Bay

Começamos a tirar as roupas mais pesadas de frio, de manhã estava 4ºC, mas interessante que não é um frio doído, ainda bem!!!! Passamos pela cidade de Whitehorse, mas não a conhecemos, na volta passaremos por aqui... queremos o Alaska!!!! Usufruímos de uma bela paisagem e fomos dormir no camping Distruction Bay Lodge - havia uma placa informando-nos que podíamos escolher um lugar, utilizar o banheiro e que pela manhã pagaríamos. Quando o Cláudio saiu do banho frio encontrou o proprietário que disse que estava indo ligar a água quente para ele tomar banho, já era tarde... e, ainda, fez sinal achando o Cláudio meio doido... Bastante estressado continuou dizendo que estava muito cansado, pois a temporada foi forte, nunca viu um movimento tão grande, e que amanhã iria tirar férias, era o último dia de funcionamento... não via a hora!!! Uma pessoa bem simples e muito justa, nos cobrou 15 dólares, e o banho era livre!!!

Estava bastante frio! Fizemos uma comidinha rápida, jantamos e fomos dormir, tentamos ligar o lençol térmico, mas não tínhamos conversor... mesmo assim o fizemos, esquentou bem pouquinho, quase nada... nos enchemos de roupa, mais as roupas de cama e tivemos uma ótima noite, bem quentinha. Acreditamos que tenha sido uma das noites mais frias!!!!

Abaixo de zero grau - que frio!!!! Abastecemos, tomamos um café num belo restaurante de estrada, estava tão quentinho de dar calor... Mas, tínhamos que seguir, pois estávamos a 4 horas da fronteira Canadá x Alaska.....

  
  

Publicado por em