Seguindo para Devils Tower e Mount Rushmore

Mount Rushmore, o famoso monumento das faces dos ex-presidentes americanos esculpidos numa montanha de granito.

  
  
Nossos amigos, Jorgen e Margit

Mais um dia belíssimo, para nossa surpresa o termômetro marcava 3 graus negativos, mas como era um frio seco, não sentimos tanto, acho que já estamos nos acostumando com estas temperaturas... Ao sairmos para passear, encontramos o casal de Austríacos que já havíamos conhecido no Yellowstone.

Agora, com mais tempo, aproveitamos para tirarmos fotos e nos conhecer melhor, eles são uma figura, estão viajando numa Defender 130 adaptada como um motor home, estão rodando há um ano mais ou menos e, até agora, não gastaram um dinheiro sequer com hospedagem, ou seja, dormem em estacionamentos do Wal Mart e em outros lugares na estrada, são loucos e muito divertidos, vão continuar a viagem por toda a América, mas não sabem ao certo o roteiro. E, ainda nos chamam de loucos!!!!! Fizemos um passeio juntos até o Signal Mountain Summit, onde se tem toda uma visão do parque, lindo! Dali nos despedimos para quem sabe nos encontrarmos em algum lugar... O Jorgen e a Margit são pessoas únicas!

Grande Paisagem

Neste mesmo dia, ali no S.M. Summit, conhecemos uma bonita família, a Martha e sua filha do Chile e o seu marido de New Jersey, conversamos bastante e fomos convidados para ficarmos em sua casa aqui nos EUA. Adoramos, já que estamos indo para New York e a cidade deles é coladinha...

Retornamos à belíssima construção do centro de visitantes e, na saída, conhecemos um casal idoso também de New Jersey. Pode parecer sentimentalismo, mas fiquei muito emocionada com aquele casal, simplesmente o senhor abriu a porta do carro para sua esposa entrar, e ao ver o nosso carro voltou, abriu a porta novamente, deu a mão para ela e a tirou do carro para ver a nossa aventura. Nos dias de hoje, infelizmente, isto não ocorre mais, aliás é raro ocorrer! O respeito e o carinho doado àquela pessoa foi realmente muito especial, meus olhos derramaram lágrimas, até o Cláudio notou e comentou o fato. Eles acharam demais a nossa aventura e nos agradeceram por compartilhar, aliás, vários americanos já nos falaram isto. E, também nos convidaram para ficar na sua casa, que coincidência!

O amanhecer...

O nosso último passeio do dia, uma bela caminhada até o Tharget Lake, mais ou menos 5 km. Isso tudo aqui é demais! A natureza não poupou esforços na sua construção! Cabe a nós agora, ajudar a manter belo tudo o que encontramos!

Já final de tarde seguimos para Devil's Tower, ao leste do estado de Wyoming, dormimos na cidade de Dubois, no "Kamping Koa", a noite do vendaval....

...e o entardecer

Vocês não imaginam... Foi uma noite de cão ou de furacão ou de tornado? Não sabemos ao certo, mas a velocidade do vento era assustadora, só sabemos que ele não nos deixou dormir, a barraca e o carro não paravam de balançar um segundo sequer, foi terrível, não conseguimos relaxar! Eu, então, estava apavorada, adrenalina solta, em alguns momentos pensei em ir para o carro, mas não iria adiantar, pois ele também se mexia e como... Mas, sobrevivemos!!!!! Ah... detalhe... o Cláudio disse mais uma vez, "Ai meu Deus!" E, agora, pensei o que foi desta vez... Como ele deixou a capa da barraca em cima do carro e, ao sair, não a encontrou no mesmo lugar, o desespero bateu... mas, ufa! Estava ela do outro lado do carro, paradinha...

Camping do Terror

Fomos a um posto de gasolina tomar nosso café e continuarmos sentido Devil's Tower, passamos por diversas e belas cidadezinhas, realmente os filmes do velho oeste, não enganam, a arquitetura é sempre neste estilo, porém não mais velho e, sim, novo oeste, é um charme! Cruzamos alguns desertos, subimos e descemos montanhas e chegamos, à noite, em Devil's Tower. Por engano, dormimos num camping horroroso, pois estávamos procurando o Koa, uma rede de campground, e como ali havia uma placa imensa achávamos que era ali mesmo. Enfim, ficamos por ali...

Acordamos e já vimos o belo monumento... Seguimos para ele, ao seu redor uma boa estrutura e, inclusive, o camping que procurávamos estava ali... sem comentários...

Dubois - Wyoming

No caminho, já dentro da área do monumento, havia uma enorme comunidade de "Prairie Dogs", em português, acreditamos ser marmotas, eram lindas de se ver, gestos carinhosos, ora estavam de pé, ora sentadas roendo suas comidinhas, ora cavando o seu lar, ora latindo, sim elas latem, são seres lindos. Em seguida, fomos ao Visitor Center e logo começamos a caminhada ao redor do monumento natural, que por sinal, foi cenário do filme "Contatos Imediatos do Terceiro Grau". Ele também é foco dos alpinistas, havia alguns escalando a fantástica e enigmática rocha. Ele tem em torno de 400 m de altura e no seu topo cabe um campo de futebol, era um vulcão que estava soterrado e veio a tona após a erosão do terreno ao seu redor. Também existe uma lenda contando que 7 garotinhas estavam fugindo de um urso gigante, subiram numa pedra e começaram a rezar e pedir para a pedra salvá-las, então, a pedra as atendeu e começou a elevar-se, o urso tentando subir deixou suas marcas até hoje no monumento, mas não conseguiu alcançá-las e elas foram elevadas aos céus e viraram estrelas, as plêiades, que ficam em cima do monumento em determinada época do ano. Que bela lenda!!! Cris, esta você pode contar para os seus alunos...

Devil's Tower

Agora, seguimos para South Dakota, rumo ao Mount Rushmore, o famoso monumento das faces dos ex-presidentes americanos esculpidos numa montanha de granito. Percorremos 200 km até chegarmos a cidadezinha de Keystone, que possui uma bela estrutura para quem está visitando a região. Da própria estrada já se pode avistar o monumento, é realmente imponente... para chegar mais perto é preciso pagar 8 dólares pelo estacionamento.

Mont Rushmore

Vale a pena, ali tem um museu contando a história da sua construção, lojinhas de souvenirs, restaurante e, é claro, o que mais importa, o fantástico monumento, uma verdadeira obra de arte que demorou 14 anos para ficar pronto....

Voltamos para cidadezinha a procura de um camping, resolvemos jantar por ali mesmo e, logo em seguida, fomos a procura de um camping no sentido de Crazy Horse Monument, na cidade vizinha de Custer, inclusive aqui também é a cidade que fica o Parque dos Flinstones, mas por esta época está fechado, uma pena, pois queríamos visitá-lo, relembrar um pouco a infância... Demoramos muito para encontrar o camping, mas finalmente, encontramos o Eco Valley Campground, uma boa estrutura...

  
  

Publicado por em