Messias



Por volta de 1890, algumas casas que eram da família Calheiros deram início ao povoado "Curralinho". A posição privilegiada do local e a fertilidade das terras fizeram com que outras famílias de regiões vizinhas se transferissem para lá. Famílias como Barros, Peixoto, Lins, Rodrigues e Rosa e Silva começaram a desenvolver a agricultura e a pecuária. A linha férrea cruzava o povoado, no caminho entre Flexeiras e a Fazenda Bom Jardim. Curralinho ficava num ponto estratégico da estrada que servia a Joaquim Gomes, Murici e Flexeiras com destino a Maceió e Rio Largo. Como os viajantes passavam muito pelo lugar, o movimento contribuiu para o desenvolvimento do povoado. Em 1947, o nome foi mudado para Messias que, segundo alguns moradores antigos, teve origem em consequência do grande número de carpinteiros existentes na época. A justificativa da denominação deriva, porém, da devoção religiosa, pois a carpintaria era a profissão de São José, pai de Jesus, chamado de "Messias". Até 1950 era povoado de Murici e, em 1960 passou para a jurisdição de Flexeiras. A instalação da Usina Bititinga, em 1950, contribuiu decisivamente para o progresso de Messias. Com a criação de empregos e o aumento na arrecadação, o povoado exigiu autonomia administrativa. Em 1962 se transformou em município. Os maiores atrativos do município resumem-se em dois grandes eventos, que movimentam toda a população local e reúne grande número de visitantes: a festa do padroeiro, São Sebastião, que ocorre no dia 20 de janeiro, com uma tradicional procissão pelas ruas da cidade, e a festa de Emancipação Política, realizada no dia 6 de setembro







Hotéis e Pousadas em Messias








Agências de viagens e turismo em Messias