Palmeira dos Índios



Palmeira dos Índios ocupa terras que um dia foram aldeias dos índios Xucurus. Foi criada como freguesia em 1798 e transformada em vila em 1835.

Na década de 1840, uma disputa política brutal entre famílias, causa de dezenas de assassinatos, provocou o êxodo que praticamente esvaziou a vila. Anexada então a Anadia, Palmeira dos Índios só recuperou a autonomia anos mais tarde. Em 1889 foi elevada a cidade.

Entre 1928 e 1930 a prefeitura foi ocupada pelo escritor Graciliano Ramos (nascido na cidade de Quebrangulo, em Alagoas), que incluiu fatos do cotidiano da cidade em seu primeiro romance, Caetés (1933).

A origem de Palmeira dos Índios também é contada através de uma lenda (http://www.palmeiradosindios.al.gov.br). Conta-se que há muitos anos atrás havia um índio chamado Tilixi. Este índio era apaixonado por uma índia chamada Tixiliá. No entanto, esse amor era proibido, uma vez que a índia estava prometida ao cacique Etafé. Durante uma festa tribal, Tilixi se aproximou de Tixiliá e lhe deu um beijo. Como castigo, Tilixi foi condenado à morte por inanição. Tixiliá, que estava proibida de ver seu amado, foi ao seu encontro. Esta, ao ser flagrada por Etafé, foi atingida mortalmente por uma flexa. Caindo ferida, Tixiliá morreu junto a Tilixi. Além disso, diz a lenda que no lugar onde morreram nasceu, após um certo tempo, uma formosa palmeira. Surgindo daí o nome da cidade, Palmeira dos Índios.

Regiões Turísticas

Localização

Palmeira dos Índios está localizada a 136km da capital do estado.

Hotéis e Pousadas em Palmeira dos Índios








Agências de viagens e turismo em Palmeira dos Índios

Lindoso Turismo & Locadora

Rua Duque de Caxias, 209
Centro - (82) 3421-3580

Localiza Palmeira

Rua Deputado Jota Duarte, 120
Juca Sampaio - (82) 3420-1382

Rumo Turismo

Rua José e Maria Passos, 251
Centro - (82) 3421-2466

Rumo Turismo

Rua José e Maria Passos, 251
Centro - (82) 3421-2466