Acelerador de Viagens

Oiapoque



O município de Oiapoque originou-se da morada de um mestiço de nome Emile Martinique, no início do século XX. Por isso, a localidade passou a chamar-se inicialmente de Martinica. Foi aí que o governo federal resolveu criar um destacamento militar, para onde vários presos políticos foram enviados. Alguns anos depois esse destacamento foi transferido para Santo Antônio, atual distrito de Clevelândia do Norte, com a denominação de Colônia Militar.

O município está localizado no ponto mais extremo do país, é a principal referência nacional, quando se determina os extremos do Brasil: do Oiapoque ao Chuí.

Criado pela Lei 7.578 de 23 de maio de 1945, o Oiapoque, devido a fronteira com Saint' George - colônia francesa que serve como ponte para a Guiana Francesa, tanto por via marítima quanto aérea, está mudando aquele cenário de cidadezinha do interior. A vida diurna e noturna ganha contornos de cidade que desponta para uma experiência comercial bem mais intensa em relação aos outros municípios (com exceção da capital, Macapá, que convive com o intenso fluxo de imigrantes e de sacoleiros que vêm em busca das facilidades fiscais da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana).
Em Oiapoque, além do interminável trânsito de "catraias" que transportam passageiros de um lado para o outro, franceses e brasileiros criam uma nova linguagem ou até falam um o idioma do outro.

O município possui vários atrativos naturais, e, nos vários programas que oferece, está o passeio pelo rio Oiapoque com suas cachoeiras (destaque para a Grand Roche), balneários e densa vegetação, além do Vale do Rio Uaçá onde se localizam as principais comunidades indígenas. Berço de civilizações indígenas, existem em seu território três grandes reservas a Galibi, a Juminã e a Uaçá, com suas respectivas etnias Galibi, Karipuna e Palikur. Isso mostra que o Oiapoque é possuidor de importante área sob o ponto de vista da preservação cultural e ambiental.

Como atrativo de caráter religioso destaca-se a festa de Nossa Senhora das Graças, padroeira do município. O maior atrativo cultural é a festa do Turé - reunião anual de todas as tribos indígenas. O artesanato local é o indígena e merecedor de destaque pela sua beleza e singularidade.

Localização

Oiapoque está localizada a 590 km da capital do estado.

Acesso

Por terra: a cidade possui rodoviária para a chegada de ônibus e cerca de 30% da estrada que liga a cidade a capital é pavimentada.

Por ar: a cidade ainda possui um aeroporto e cinco campos de pouso.

Notícias, Reportagens e Artigos sobre Oiapoque

Blogs > Eduardo Andreassi > Viagens Nacionais

Jalapão, Tocantins – Viva essa Sonho

Jalapão, Tocantins – Viva essa Sonho

Parque Estadual do Jalapão - Tocantins - Uma experiência de vida

Blogs > Expedição Parques Nacionais > Boletins

PN do Tumucumaque - PA/AP

PN do Tumucumaque - PA/AP

Numa área de 3.867.000 ha, maior que vários países da Europa, a unidade foi criada em 2002, assegurando a preservação deste que atualmente se transformou num dos maiores patrimônios naturais da Amazônia.

Hotéis e Pousadas em Oiapoque

HOTEL FLORESTA

Rua Joaquim Caetano da Silva, 600
Oiapoque - 9635211250

HOTEL FLORESTA

JOAQUIM CAETANO DA SILVA
Oiapoque - 35211250

Hotel Floresta

Rua Joaquim Caetano da Silva
Oiapoque - 9635211250

Pousada Le Belvedere

Vila Brasil, 53.
Oiapoque - 972387716

Agências de viagens e turismo em Oiapoque

Agência Viatur

Rua Joaquim Caetano da Silva 760 A
Centro - (96) 3521-2475

Marripá Tour Viagens e Turismo

Avenida Veiga Cabral 420
Centro - (96) 3521-2520

Taruma Viagens e Turismo

Avenida Barão do Rio Branco N 09
Centro - (96) 3521-1137

Taruma Viagens e Turismo

Avenida Barão do Rio Branco N 09
Centro - (96) 3521-1137