Parques Nacionais > 

Jaú - AM

O coração da floresta Amazônica



Uma região com trechos em que homem nenhum pisou, está no coração da floresta que mais chama a atenção do mundo, a Floresta Amazônica. Certamente ela reserva muitas surpresas, que pesquisadores e cientistas já estão tentando descobrir. Espécies raras de animais e plantas e fenômenos desconhecidos não são os únicos interesses desses cientistas. A sabedoria cabocla colabora com a ciência, pois é o melhor instrumento para se penetrar nesta fascinante região.

Com 2.272.000 hectares o Parque Nacional do Jaú é o maior parque nacional brasileiro e a maior área florestal tropical contínua do mundo. Criado em 1980, ficou por muito tempo no papel, protegido apenas pelo acesso difícil. A partir de 1.993 a Fundação Vitória-Régia, uma organização não-governamental, iniciou uma série de pesquisas na região.

Aspectos culturais e históricos

A região do Parque foi o primeiro pólo de colonização na Amazônia por indígenas, marcado por batalhas pela posse do território. Por outro lado têm-se relatos de achados de cerâmica e pretoglifos escritos em pedra.

Aspectos Naturais

Cortado pelo Rio Jaú e protegendo a maior bacia de águas pretas do mundo, a do Rio Negro, o Parque Nacional do Jaú está localizado no Planalto Rebaixado da Amazônia Ocidental. De relevo diversificado, abrange colinas, igapós, igarapés, planícies, áreas inundáveis e matas de terra firme.

Em sua biodiversidade tropical riquíssima existem sete tipos de vegetação amazônica. Nas áreas inundáveis das margens dos rios estão espécies como o açaizeiro e a palmeira, também encontrada nas áreas aluviais, ocasionalmente inundadas. Os terrenos de maior altitude abrigam os aburtos: amapá-doce, jarana e mangarana. Castanheiras-do-pará, maçarandubas, angelins-rajados e sucupiras são só algumas das espécies presentes na área de floresta tropical mais densa.

O parque possui 60% das espécies de peixes catalogados na Bacia do Rio Negro, destacando-se o tucunaré, o tambaqui e o pirarucu. Mais da metade das espécies de répteis típicas da região é encontrada ali. As grandiosidades do Jaú não param por aí: abriga a maior variedade de aves da Amazônia Central e diversas espécies de mamíferos como a suçuarana, o gato-do-mato, a jaguatirica, a onça-pintada, além do peixe-boi, a ariranha e o misterioso boto.

Clima

O clima é típico de florestas tropicais, constantemente úmidos. O período mais chuvoso e, portanto, menos indicado para visitas, vai de dezembro a abril e menos chuvoso entre julho e setembro.

Atrações

Além da observação das ricas fauna e flora pode-se visitar as diversas cachoeiras isoladas, como a do Miratucu, e as praias formadas nas margens do Rio Jaú. Entre as bacias dos rios Negro e Japurá encontra-se o maior lago amazônico, o Amanã, com 45 km de extensão e 3 km de largura.

Dentro do parque existem cerca de 160 famílias de caboclos ribeirinhos, vivendo da pesca, da roça de mandioca e da coleta de frutas e cipó. O principal vilarejo é Seringalzinho, onde está a única escola do Rio Jaú. Morando ali há muitas gerações, eles são profundos conhecedores da região e os melhores guias.

Próximos ao parque, em Manaus, existem vários atrativos históricos e culturais para serem visitados.

Infra-estrutura

Devido às diversas pesquisas feitas nos últimos anos, o Parque Nacional do Jaú possui Centro de Visitantes, alojamento para pesquisadores e atracadouro de barcos. Para quem deseja mais conforto, há a opção de ficar em Manaus, que possui uma excelente infra-estrutura e fica a apenas 6 horas de lancha do parque.

Objetivos específicos da unidade

Preservar os ecossistemas naturais englobados contra quaisquer alterações que os desvirtuem, destinando-se a fins científicos, culturais, educativos e recreativos.

Decreto e data de criação

Foi criado pelo Decreto n.º 85.200 de 24.09.1980.

Endereço para correspondência

Rua Ministro João Gonçalves de Sousa s/n - km 1 - BR-319 (GEREX/AM)

69075-830 - Manaus - AM

Fone: (92) 613-3095 / 613-3277 / 613-3094 Ramal 231/246

Fax: (92) 613-3095

E-mail: marcelo.bresolin@ibama.gov.br

Estados

  • Amazonas O portal de entrada da Amazônia

Cidades

Localização

Localiza-se no estado do Amazonas, na Bacia do Rio Jaú, entre os municípios de Novo Airão e Barcelos.

Acesso

A via de acesso fluvial é através do Rio Negro em barco ou Hidroavião (monomotor durante 1 hora, bimotor 45 minutos e helicóptero 1h:10 mm) e a terrestre através da estrada Manacapuru/Novo Airão. A cidade mais próxima da unidade é Novo Airão que fica a uma distância de 150 km da capital.

Hotéis e Pousadas em Jaú - AM

Expedicao Katerre Ecoturismo
Rua São Domingos nº 03
Novo Airao
Expedicao Katerre Ecoturismo
Estrelas: 3 estrelas
Expedicao Katerre Ecoturismo - Rua São Domingos nº 03 - Novo Airao



Notícias, Reportagens e Artigos sobre Jaú - AM

Notícias > Turismo > Ecoturismo

Surpreenda-se ao visitar os Parques Nacionais

Se a ideia é, de vez em quando, fugir da selva de pedras, a solução pode ser simples e surpreendente. Vamos juntos conhecer mais e proteger os Parques Nacionais do nosso país

 

Atrativos turísticos - Jaú - AM