Abaíra



É um pequeno município localizado no centro da Chapada Diamantina. Foi nomeado de cidade da cachaça, por ser uma grande produtora da aguardente Abaíra, que é feita em associações de toda a região. A cada dois anos acontece o festival da cachaça Abaíra, que atrai inúmeras pessoas de todas as regiões do país e que faz com que a cidade se torne a cada ano mais conhecida.

A economia do município sobrevive básicamente do comércio da cachaça, na praça principal podem ser vistos monumentos ligados a cachaça de Abaíra.

Tal banda foi fundada em 7 de setembro de 1913, com o nome de “Sociedade Philarmônica Lira Esperança do Arraial de Tabocas” tendo como fundadores, o professor Sebastião de Carvalho (1º Maestro), Zeferino Mendes de Azevedo, Damásio José Pereira, Delfino L de Azevedo, Pedro José de Brito, Antônio M Costa, Minervino A Costa, Agripino Augusto de Azevedo, José de Oliveira Alves, Zifirino Azevedo, Maurício R de Novais, Joaquim José Boto, Balduíno Souza e Antônio Novais. Sua diretoria era composta pelo psidente Antônio Costa, o vce-pesidente José de Oliveira Abreu, o tesoureiro Zifirino Mendes Azevedo e o maestro Sebastião de Carvalho.

Em 28 de abril de 1957, foi reformulado o estatuto passando a Banda, a se chamar “Sociedade Lítero Musical Lira Abairense da Vila de Abaíra, e sua diretoria passou para Wilson Cardoso de Oliveira como presidente, Waltez Oliveira como vice e como tesoureiro o Sr. Carlito Costa e tinha a colaboração do sócio benemérito Dr. Francisco Rocha Filho.

A cultura desse município, como já foi demonstrada, entretanto ainda aqui salientamos o folclore que muito contribuiu para o enriquecimento da mesma. Podemos citar entre as festas folclóricas o Pau-de-Fitas, uma dança que era apresentada nas festas tradicionais. Também o Bumba-meu-Boi, dança folclórica que animava as festas. No nosso folclore tinha também as “Pastorinhas”, que eram as mocinhas que saíam às ruas cantando “reis” e visitando as casas, especialmente as que tinham presépios.

E ainda as festas tradicionais que são bastante animadas, no dia 2 de fevereiro os abairenses comemoram o dia da nossa padroeira, Nossa Senhora da Saúde, festa que acontece desde a chegada da imagem nesta cidade.

Nessa festa os rapazes se vestiam com caretas e pegavam verduras na feira para o leilão que acontecia na véspera da festa. Já as moças se vestiam de ciganas oito dias antes da festa e iam para as ruas conseguir mantimentos para o almoço das pessoas que vinham de fora.

Algumas moças laçavam os rapazes e levavam para um cercado e de lá eles só saíam quando doavam dinheiro que servia para custear os festejos. No dia da festa saíam às ruas as vendedoras de ingressos para angariar dinheiro para os festejos. Esses ingressos eram uns cravos ou uma rosas feitas de papel crepon. As moças laçavam os rapazes, estes pagavam e recebiam o ingresso que era colocado na lapela. Vale lembrar que só entrava no baile da sociedade quem tivesse o ingresso. Durante toda a semana da festa , havia quermesse e brincadeiras nas ruas como: corrida de saco, corrida de jegue, quebra pote, pau-de-fitas, pau-de-sebo, bumba-meu-boi e outras.

Nos festejos juninos, também tinha uma animação incrível. O famoso forró de Dr. Rocha atraía várias pessoas da região. Elas se divertiam ao som da sanfona e comiam muita canjica, bebiam quentão ao lado da famosa fogueira de pé-de-pau, soltando fogos e assistindo ao espetáculo das espadas (que ele trazia de fora).

Também o forró de São Pedro, na casa de Mãe de Pia (parteira), essa era uma festa muito animada na qual as pessoas se divertiam muito.

Havia outras festividades como o carnaval e a micareta.

Atualmente as festas em destaque são: Festa da Padroeira Nossa Senhora da Saúde (ultimamente organizada pela própria Igreja), Festa de São Pedro, e a principal festa, organizada de dois em dois anos o Festival da Cachaça, que traz uma grande quantidade de pessoas de outras regiões.

Regiões Turísticas

Localização

Abaíra está localizada a 592km da capital do estado.

Hotéis e Pousadas em Abaíra