Deodápolis



A colonização ocorreu no dia 20 de maio de um mil novecentos e cinqüenta e seis, quando 300 homens faziam a ocupação que seria no princípio numa área de 240 ha. Devido ao grande número de famílias aonde chegou ao total de 9.100 ha. A colônia foi dividida em módulos, sendo; 2.972 de 30 ha. 25 de 30 ha. a 50 ha. e 06 lotes com mais de 50 ha. Três anos depois passou a categoria de Distrito de Vila Glória pela Lei Estadual 1.197, do Governador João P. de Arruda. Em 11 de novembro de 1.963, passou a município de Glória de Dourados, sendo o 1º prefeito o Sr. José de Azevedo.

Em janeiro de 1.970 a população era de 47.815 habitantes sendo 36.412 na zona rural e 11.403 na zona urbana.

Encarando o objetivo de ocupar novas terras e superando dificuldades, pouca a pouco a região tomara ares de cidade na 11ª linha que mais tarde foi batizada como Vila Bandeirantes.

E seus pioneiros recebiam garantias de bons preços para quem plantassem, diversificando a agricultura como: Arroz, Amendoim, Feijão, Milho, Mamona, Mandioca, Batata-Doce, Cana-de-açúcar, Café, Araruta, Algodão e etc. O movimento era muito grande, mas mesmo assim, conseguiam transportar os seus produtos por estradas precárias e transportes através de pequenas e médias embarcações fluviais de Porto Vilma à outros Portos dos grandes centros consumidores e, tornando assim a pequena Vila em grande centro comercial já com farmácias, armazéns, Padarias, lojas de tecidos, lojas de armarinhos e industrias de: Fábricas de Calçados, Madeireiras, Olarias e Fábricas Artesanais de: Redes, Tarrafas e Varas para pescarias; Balaios e Cestos confeccionados com bambus e taquaras, Balaios estes que eram usado na colheitas de amendoim, mamona, milho e etc. Também eram fabricados vários tipos de Gamelas e colheres de pau, para usos domésticos. Na parte cultural tinha Cinema, desfiles Cívicos, festas Juninas e Folias de Reis. Foi quando surgiu a idéia de mudar o nome de Vila Bandeirantes, para Vila Novo Horizonte, pois, de fato, era um novo horizonte que se abria para esta gente batalhadora.

Mas, a população ali crescendo não se intimidava, insistindo no desenvolvimento da Vila Novo Horizonte, pois, de fato novas perspectivas.

Abria-se para brasileiros e estrangeiros que ali chegavam, sendo paraguaios e a maioria do Nordeste brasileiro.

Com o passar do tempo os frutos da perseverança apareciam: As safras de algodão eram sinônimas de prosperidade, aumentando a movimentação de dinheiro e pessoas.

A Vila Novo Horizonte passaria a chamar-se Vila Deodápolis (Deoda=Deodato + polis = Cidade), em homenagem ao Sr. Deodato Leonardo da Silva, um dos primeiros pioneiros e já com a motivação para a criação de um novo município, sendo que, precisamente em 13 de maio de 1.976 o então Governador do Estado de Mato Grosso, Dr. José Garcia Neto sancionava a Lei Estadual nº. 3.690. Era instituído o Município de Deodápolis, abrangendo a Vila Deodápolis e comunidades adjacentes (Lagoa Bonita, Presidente Castelo, Vila União e Porto Vilma), ficando assim o município com 31.520 habitantes.

A marca dos 31 anos atingida representa a firmação de Deodápolis como importante celeiro agrícola e na pecuária de Mato Grosso do Sul, mas também são os marcos de um novo tempo.

Regiões Turísticas

Localização

Deodápolis está localizada a 250km da capital do estado.

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através das rodovias BR 376 com aproximadamente 15 km dentro da área do município, pavimentada. MS 145 com aproximadamente 11 km dentro da área do Município, pavimentada. MS 147 com aproximadamente 13 km dentro da área do Município, pavimentada.







Hotéis e Pousadas em Deodápolis








Agências de viagens e turismo em Deodápolis