Inhapim



A origem do nome da cidade vem do pássaro inhapim (Icterus cayanenis) nativo da região. Inhapim é uma palavra do tupi que significa “amanhece” ou “amanhecer”. A ave pertence à família icteridæ e possui como características mais marcantes a plumagem negra com uma destacada faixa amarela na asa direita. O ornitólogo e pesquisador Ronald Rocha afirma que o pássaro foi assim denominado pelos indígenas da região pela sua marca registrada, de cantar em bandos ao nascer do dia.

Em 1811, com a passagem de tropas de transporte de cargas, inicia-se a história de Inhapim, pois o local era caminho para Degredo de Cuieté. João Caetano, fundador de Caratinga, registra que ao descer o rio Caratinga se deparou com a desembocadura de um córrego ao qual chamou de São Silvestre. A fundação de Inhapim se deu em 1865, quando, no decorrer da Guerra do Paraguai, chegou à barra do ribeirão Santo Antônio, Joaquim José Ribeiro que, ao perceber a fertilidade da terra considerou-a propícia para o plantio de café. As primeiras safras boas e então, Joaquim e seu amigo José Ribeiro Veloso decidiram ficar no local.

Em 1880 Inhapim era um núcleo com população crescente. Destacam-se entre os primeiros moradores Francisco Silva, José Joaquim da Silva Pereira, José Francisco Furtado Torres e Teobaldo José Melo. O povoado surgiu em 1882, quando os moradores se reuniram e fundaram uma caixa comum, arrecadando duzentos e cinquenta mil réis em dinheiro, quantia com a qual a adquiriram uma pequena gleba de terra que, acrescida pela doação de 2 hectares, feita por Francisco da Silva e Teobaldo José de Melo constituiu o Patrimônio de São Sebastião de Inhapim. Em 1885 o patrimônio contava com 14 casas, das quais 3 de comércio, 1 farmácia, 1 oficina de funileiro e 1 capela.

Inhapim foi elevado a Distrito de Paz pelo Decreto de 21 de dezembro de 1890. Neste mesmo ano, foi instalado o Cartório de Paz de Inhapim, sendo seu primeiro escrivão Aquiles de Sá Quintela. Sua posição geográfica foi fator determinante para o crescimento registrado a partir das décadas de 40 / 50. Em 1998 Inhapim foi desmembrado, perde os distritos de São Sebastião do Anta e São Domingos das Dores distrito onde nasceu o ex-Prefeito de Inhapim Joaquim Pereira Neto "Quinca", sua administração é reconhecida pelos cidadãos Inhapinhense.

O Prefeito eleito em 2008, Grimaldo Bicalho foi eleito também Presidente da AMOC, Associação de Municípios da Microrregião da Vertente Ocidental do Caparaó.

Localização

Inhapim está localizada a 280km da capital do estado.

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através da rodovia BR-116

Hotéis e Pousadas em Inhapim








Agências de viagens e turismo em Inhapim

Moura Turismo

Avenida Maria José Cordeiro, 07/Sala 01
Centro - (33) 3315-2807

Real Turismo

Rua João Policarpo, 01
Centro - (33) 3315-1068