Ipuiúna



A origem da cidade remonta ao século XVIII, quando haviam várias disputas territoriais entre as capitanias de Minas Gerais e São Paulo. Alferes Joaquim de Freitas e seu exército avançaram no território de Minas e, em janeiro de 1789, postaram uma guarda entre São Mateus e Mogi-Guaçu.

O local recebeu o nome de Guarda de Caldas, e ao seu redor se formou o arraial que deu origem à cidade de Caldas. O povoado de Santa Quitéria - primeiro nome do município de Ipuiúna, e que dá o nome a uma padroeira da cidade - elevou-se a distrito em 1911, com a denominação atual. Ipuiúna, que na linguagem tupi significa "olho de água escura", foi emancipada em 1953. Os padroeiros da cidade são: S. João Batista e Sta. Quitéria. A festa dos padroeiros se dá no mês de junho. De 1° a 13 de Maio acontece outra festa local, a de São Benedito.

Outro fator econômico de grande importância para o município encontra-se no turismo, já que possui belas montanhas, lindas paisagens e uma grande cultura afro-brasileira, esta última responsável pela realização de uma festa anual conhecida como Festa de São Benedito, comemorada no dia 13 de maio, que atrai centenas de pessoas para a cidade. O município possui inúmeras áreas naturais como as serras das Areias, da Água Quente, da Tronqueira e do Brejinho, destacando-se o ponto mais alto do município: O morro da Boa Vista, com 1591 metros. O município possui ainda a nascente de um dos rios mais importantes da região: O Rio Pardo. Além disso, outro rio nasce nas terras ipuiunenses, o Rio Machado.

Regiões Turísticas

Localização

Localizada a 430km da capital, faz limite com os seguintes municípios: Congonhal, Santa Rita de Caldas, Caldas , Campestre, Poço Fundo e Ouro Fino

Acesso

Por terra: É cortada pela BR 459 que liga Poços de Caldas -MG a Lorena (São Paulo) -SP (Rodovia Presidente Dutra BR 116).







Hotéis e Pousadas em Ipuiúna








Agências de viagens e turismo em Ipuiúna