Breves



Antigamente na ilha do Marajó habitavam os índios da tribo Nheengaíbas, conhecida como nação dos índios mais ferozes da região. Os grupos indígenas mamayanases, aruans, mapuaz, paucacaz, guajaras, arapixis e tucojus formavam a Nação Nhengaíbas.Em 19 de novembro de 1738 deu-se origem à cidade de Breves por ocasião da concessão pelo capitão-general do Pará, João de Abreu Castelo Branco de uma Sesmaria à um dos irmãos, o Sr. Manuel Breves Fernandes, devido a época colonial, dois irmãos de nacionalidade portuguesa, Manuel Breves Fernandes e Angelo Fernandes Breves moraram na Missão dos Bocas. A sesmaria continha duas léguas de frente por uma de fundo, em terras que eram banhadas pelo rio parauhaú. Quando em 30 de março de 1740, o rei de Portugal efetivou a confirmação da doação.Para colonizar as terras que lhe foram doadas, Manuel construiu um engenho de pequeno porte onde efetuou a plantação de roçado e ao qual denominou de Santana. Seu irmão, com a família também passou a morar no local.Com o desenvolvimento do lugar, em 1781, Manuel acompanhado de Francisco dos Santos Gouveia, Vitoriano Fernandes Breves, Boaventura fernandes Breves, João Antônio de Barros, José Ventura de Souza e Inácio Coelho da Silva requereram ao Sr. Capitão-general José de Nápoles Tello de Menezes, que ao sítio fosse concedido o predicado de lugar, o qual foi deferido a solicitação através da Portaria de 30 de outubro de 1788.Face aos acontecimentos o local passou a ser conhecido como Santana dos Breves, incluindo as terras de Melgaço e, em seguida Portel. Com a Lei Provincial n° 172 de 30 de novembro de 1850, o lugar foi elevado à categoria de "Freguesia" com o nome de Nossa Senhora de Santana dos Breves. Em 25 de Outubro de1851,Breves subiu à categoria de Vila e consequentemente de município (resolução n° 200).A elevação da Vila de Breves à categoria de cidade deu-se em 2 de novembro ded 1882, através da lei n° 1.079.O decreto-lei estadual n° 4.505 de 30 de dezembro de 1943 fixou a divisão territorial do estado e apresentou o município de Breves com os distritos de Breves, Antônio Lemos e Itaquara. Em 10 de novembro de 1909, a Lei estadual n° 1.122 concedeu em caráter definitivo o foro de cidade à sede municipal. Atualmente o município é constituído pela sede municipal e os distritos de: Antônio Lemos, Curumu e São Miguel dos Macacos.

Acesso

Por água: De barco (viagem com duração de 12 horas, partindo dos portos Bom Jesus, Custódio, Tamandaré, Comercial, Mundurucus e Ankel)

Por ar: De avião (saindo do aeroporto Júlio César com duração de cerca de 30 a 45 minutos)







Hotéis e Pousadas em Breves








Agências de viagens e turismo em Breves