Santo Antônio do Sudoeste



Santo Antônio do Sudoeste é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população estimada em 2008 é de 19.260 habitantes. Sua emancipação política é datada de 14 de Novembro de 1951. Faz fronteira com o município argentino de San Antonio, localizado na província de Misiones. O rio Santo Antônio divide os dois municípios, que estão interligadas por uma ponte e respectivas aduanas. O Rio Santo Antonio foi a última divisa estabelecida entre a Argentina e o Brasil. Ele nasce no município de Santo Antonio do Sudoeste e vai desaguar no Rio Iguaçu. Para firmar o acordo da fronteira entre Brasil e Argentina pelo Rio Santo Antonio, foi solicitado ao Presidente dos Estados Unidos, Grover Cleveland, que fosse o juiz da causa. O limite do Brasil com a Argentina, tendo o Rio Santo Antonio como divisa, foi definido por Cleveland em 5 de fevereiro de 1895. Porém, a divisa só veio a ser definitivamente estabelecida em 1898 com o tratado assinado entre Brasil e Argentina pelo Ministro das Relações Exteriores, o General Dionísio Evangelista de Castro Cerqueira.

Atualmente Santo Antonio do Sudoeste é um pólo industrial de confecção de roupas. Sua economia também se baseia na pecuária e agricultura.

Os primeiros moradores a se instalarem na região onde hoje se localiza o município de Santo Antônio do Sudoeste, foram Dom Lucca Ferera e João Romero, oriundos da vizinha República do Paraguai, ali chegados em 1902. Encontraram naquela região grande quantidade de erva-mate nativa e, como a venda desse produto fosse vantajosa, iniciaram a sua extração e exportação para a Argentina.

Nos primeiros anos, aqueles exploradores enfrentaram muitas dificuldades, pois toda a região era um sertão que parecia não ter fim, habitada por grandes hordas indígenas e ligada a outros centros apenas através de picadas abertas em plena floresta. O surgimento efetivo do povoado, que recebeu a denominação de Santo Antônio, deu-se somente em 1912, com a chegada de um grupo de colonos tendo à frente Afonso Arrachea. O comércio de erva-mate continuou sendo a principal atividade dos habitantes da povoação, pois não havia estradas ou outras vias de comunicação que possibilitassem outros empreendimentos.

Dom Lucca Ferera foi substituído na extração e comércio de erva-mate, por uma empresa argentina com o nome de Pastoriza, a qual se dedicou a esse lucrativo ramo de atividade até que por volta de 1920. Após a elevação do povoado à condição de Distrito Administrativo e Judiciário do Município de Clevelândia, iniciou-se a abertura de estradas, as quais deram à localidade notável impulso, atraindo grandes levas de agricultores procedentes de outras regiões do Paraná e dos Estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, que ali se estabeleceram, dedicando-se à agricultura e, especialmente, à criação de suínos. Em 1951 foi criado o município de Santo Antônio, que pela Lei Estadual nº 5322, de 10 de maio de 1966 foi desmembrado do de Clevelândia, tomando a denominação de Santo Antônio do Sudoeste. Em 14 de dezembro de 1952 foi empossado o Sr. Percy Schreiner como primeiro prefeito municipal eleito.

Dom Lucca Ferera, ao colocar o nome de Santo Antônio no povoado, prestou dupla homenagem, sendo uma a seu filho chamado Antônio e outra, ao santo padroeiro da localidade. O topônimo foi acrescido de “Sudoeste” devido à sua localização.

Regiões Turísticas

Localização

Santo Antonio do Sudoeste está localizado a 650km da capital do estado.







Hotéis e Pousadas em Santo Antônio do Sudoeste








Notícias, Reportagens e Artigos sobre Santo Antônio do Sudoeste

Notícias > Turismo > Ecoturismo

Lançado projeto do parque turístico de integração Brasil-Argentina

Ministério do Turismo anuncia liberação de R$ 500 mil para início das obras ainda este ano

 

Agências de viagens e turismo em Santo Antônio do Sudoeste