Paudalho



As primeiras incursões ao território que hoje constitui o Município de Paudalho datam de fins do primeiro século da colonização portuguesa. Afirma o historiador Pereira da Costa que por ali andavam traficantes de pau-brasil - madeira abundante nas florestas da região - os quais, todavia, não se fixavam no local.

A ocupação humana de forma organizada teria sido iniciada por volta de 1591, através dos elementos indígenas reunidos por padres franciscanos, que formaram a aldeia de Miritiba (corruptela do tupi mbiri-tyba, que, no dizer de Teodoro Sampaio, significa juncal). Localizava-se a aldeia nos extremos de Goiana, Igaraçu e Tracunhaém, distante cerca de duas léguas da margem esquerda do rio Capibaribe. Dentre seus habitantes destacou-se o índio Poti, o celebre D. Filipe Camarão que se bateu contra os holandeses visando a restauração pernambucana, ao lado de outros patriotas.

Aos primitivos habitantes juntou-se o elemento colonizador, e o povoado ingressou em uma fase de desenvolvimento, de que a atividade agrícola e de pastoreio, principalmente a primeira, constituíam as molas propulsoras. Fator fundamental do desenvolvimento, que em pouco tempo se verificou, foi o plantio da cana-deaçúcar.

Surgiram, em conseqüência, diversos engenhos. O primeiro que a história registra foi o Mussurepe, instalado por volta de 1630. O Aldeia foi levantado em 1660 por Bartolomeu de Holanda Cavalcânti, em Miritiba, no local em que atualmente se acha instalado um quartel, com campo de instrução militar - o mesmo lugar do povoado indígena inicial. Na segunda metade do século XVII surgia o Engenho Bom Sucesso, fundado por Joaquim de Almeida.

O mais importante, porém, o que daria nome à futura cidade, foi fundado pelo colono português Joaquim Domingos Teles. A denominação Paudalho originou-se de uma grande e secular árvore, de cheiro semelhante ao do alho, existente próximo da margem direita do Capibaribe, onde hoje se pode ver um seu rebento, conservado pela Prefeitura local.

Baseado na nascente economia canavieira, consolidou-se em torno do engenho Paudalho o núcleo populacional existente, espraiando-se aquela atividade econômica por todo o Município.

Tem como principal atrativo o Engenho Ramos, com sua Capela de Nossa Senhora da Luz abrigando a imagem de São Severino, tida como milagrosa (romarias no período de setembro a janeiro). Na casa dos milagres, anexa à capela, está exposto um grande número de ex-votos, registros de reconhecimento dos fiéis pelas graças alcançadas. A religiosidade do município também está retratada pela presença de muitas igrejas e capelas, além do Mosteiro de São Francisco. Esse último, de data de construção incerta e hoje abandonado, serviu de refúgio aos religiosos de vários conventos e mosteiros pernambucanos durante a invasão holandesa a Pernambuco (séc. XVII).

Paudalho reserva outros locais de interessante para visitação, como os engenhos, com suas antigas casas-grandes e capelas; a Usina Mussurepe (já desativada); a Ponte de Itaíba, do séc. XIX, inaugurada pelo Imperador Dom Pedro II; o Bosque de Pau-Brasil; a fábrica de beneficiamento do sal, instalada em prédio do séc. XVIII; a estação ferroviária (1891); os antigos casarões do início deste século, com detalhes ou fachada em azulejos portugueses; a casa de farinha do Engenho Açougue Velho; o açude zumbi; a estação acerola, com seus doces e sorvetes à base da fruta; barragens, mirantes e praças. Na atividade folclórica de Paudalho predominam tradicionais agremiações carnavalescas, maracatus, bois e caboclinhos.

O principal evento registrado no município é a festa do padroeiro São Sebastião, celebrada desde o século passado. Paudalho dispõe de serviços populares de alimentação e hospedagem, contando com a infra-estrutura turística receptiva de municípios próximos, a exemplo de Carpina.

Regiões Turísticas

Localização

Paudalho está localizada a 37km da capital do estado.

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através da rodovia BR-408

Hotéis e Pousadas em Paudalho

EcoPousada Meteora D'Aldeia
Estrada de Aldeia, Km 17,5
EcoPousada Meteora D'Aldeia
A partir de: R$ 356,00
Ver fotosEcoPousada Meteora D'Aldeia - Estrada de Aldeia, Km 17,5
Preços e Reservas Online
Reserva Online EcoPousada Meteora D'Aldeia no Booking
Casa Girassol Paudalho
Br 408, S/N
Casa Girassol Paudalho
A partir de: R$ 1.133,00
Ver fotosCasa Girassol Paudalho - Br 408, S/N
Preços e Reservas Online
Reserva Online Casa Girassol Paudalho no Booking






Notícias, Reportagens e Artigos sobre Paudalho

Notícias > Turismo > Turismo nacional

O programa Pernambuco Conhece Pernambuco começou, nesta semana, a movimentar a Rota Engenhos e Maracatus

O programa Pernambuco Conhece Pernambuco começou, nesta semana, a movimentar a Rota Engenhos e Maracatus

A Rota leva os visitantes a uma viagem em direção às origens da cultura pernambucana.

 

Agências de viagens e turismo em Paudalho

Maritur

BR 408 Loja 03 Km 67
Rodovia - (81) 3621-1337

Maritur

BR 408 Loja 03 Km 67
Rodovia - (81) 3621-1337