Itá



Os primeiros colonizadores partiram através de uma picada de 60 kilômetros da ferroviária de Barros, hoje cidade de Gaurama, Rio Grande do Sul, atravessaram os povoados de Santo Antônio, Três Arroios e Dourados e seguiram até as margens do Rio Uruguai.

Em 1919, a Empresa Colonizadora LUCE ROSA & CIA LTDA da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, instalou-se nessas terras para a colonização. O Senhor Theodoro Scheuble e sua esposa Helga (ambos de nacionalidade alemã) juntamente com seus filhos vieram de São Paulo, localizando-se em 21 de maio de 1919 nas proximidades da futura povoação tornado assim a família Schauble o pioneiro na colonização deste Município.

Ainda em 1919, aos 31 de Setembro, os Senhores Valentin Bernardi, Pedro e Ângelo Paludo, juntamente com seus familiares estabeleceram-se e lotearam o local, e o caboclo Luis de Campos batizou este lugar com o nome de Itá, que em língua Tupi Guarani quer dizer Pedra.

As disposições da Lei nº 61, assinada aos 07 de Janeiro de 1924, elevaram a povoação de Itá, á categoria de Distrito. A iniciativa coube aos Senhores Pedro Paludo, ao Pastor Jorge Weidemann e ao Coronel Vitor Rauen, então prefeito de Limeira, hoje Joaçaba. A instalação efetuou-se aos 28 de junho de 1924. O cargo de Intendente foi assumido pelo Senhor Alfredo Bays.

No ano de 1929, o primeiro alambique se estabelecia, começando assim o ciclo da cachaça. As famílias pioneiras nesse ramo foram: Paludo, Bais, Klein, Bianchi, Roy, Pedrucci, Sartoretto, Kolbo, Crizatto, chegando a ter 20 alambiques no Município. A cachaça produzida era comercializada nos Municípios de Joaçaba, Xanxerê, Erechim, Chapecó e parte dela ia para a cidade de Laranjeiras do Sul, estado do Paraná.

De 1947 a 1951 foi construída e primeira Usina Hidrelétrica em Itá, que se chamava COOPERATIVA FORÇA E LUZ ITAENSE DE REPRESENTAÇÃO LTDA. A Usina entrou em operação no dia 08 de Maio de 1952, e foi inaugurada oficialmente na data de 02 de outubro de 1952 com a presença do Governador Irineu Bornausen. Ficava localizada a 9 quilômetros da Sede Itá e operou até os meados de 1967/68, quando a Celesc ofereceu energia estadual.

No ano de 1956, Itá foi elevado á categoria de Município pela Lei nº 268 de 13 de novembro daquele ano, aprovada pela Assembléia Legislativa, mas sua instalação efetuou-se somente em 13 de dezembro de 1956, oportunidade em que esteve presente o então Vice Governador Heriberto Hulsen. Neste dia, proclamou-se São Pedro como padroeiro do Município. O Prefeito provisório foi o Sr. João Moschetta, que administrou este município de 13 de dezembro de 1956 a 30 de junho de 1957. O primeiro Prefeito eleito foi o Sr. Pedro Paludo, que administrou no período de 30 de junho de 1957 a 30 de junho de 1962.

Em 1967, a população de Itá assustou-se quando pousou na olaria do Sr. João Martini um helicóptero, na ocasião a população não sabia o motivo mas vazou uma informação de que era para avaliação do Rio Uruguai para a construção de uma Usina. Em 1977 a Eletrosul firmou contrato com CNES (Consórcio Nacional de Engenheiros S.A), sobre novos estudos para o aproveitamento do Rio Uruguai. Em 1978, a população de Itá recebia a notícia da construção de uma Usina, onde a Cidade iria desaparecer.

Em 1979 os estudos de revisão feitos pela Eletrosul sobre o Rio Uruguai eram concluídos para a construção da Usina Hidrelétrica. Como a cidade de Itá seria completamente submersa pelas águas do reservatório da Usina, uma nova sede municipal teve de ser pensada e planejada.

No ano de 1981, em 13/12 acontece a visita do governador do Estado, Jorge Konder Bornhhausen e do Presidente da ELETROSUL, Telmo Tompson Flores. Neste ano, foi feito lançamento do marco fundamental da cidade nova.

No final da década de 80, em virtude na redução do aporte de recursos federais houve uma diminuição no ritmo das obras. Em função da diminuição dos recursos, ocorre a coexistência de duas cidades.

Em 1994 foi realizada a última missa na Paróquia São Pedro (cidade velha).

Inauguração da Cidade Nova, 13/12/96.

No ano de 1999, acontece o plebiscito para que as torres da antiga Matriz São Pedro sejam mantidas apesar da inundação provocada pelo lago da barragem.

Em 2000, realizada a última homenagem: missa rezada ao pé das Torres da Igreja São Pedro. “Adeus à cidade velha.”

Inaugurada a UHE Itá.- Geração comercial da 1ª turbina da UHE Itá

Regiões Turísticas

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através das rodovias SC 465 – Rodovia Pedro Paludo, SC 283 e RS 420

Hotéis e Pousadas em Itá

Ita Thermas Resort E Spa
Rodovia Pedro Paludo, Sc 466 Km 72
Ita Thermas Resort E Spa
A partir de: R$ 522,75
Estrelas: 4 estrelas
Ver fotosIta Thermas Resort E Spa - Rodovia Pedro Paludo, Sc 466 Km 72
Preços e Reservas Online
Reserva Online Ita Thermas Resort E Spa no Booking






Notícias, Reportagens e Artigos sobre Itá

Notícias > Turismo > Turismo sustentável

Conheça os principais Roteiros brasileiros de Águas Termais

Conheça os principais Roteiros brasileiros de Águas Termais

As cidades brasileiras especializadas em águas termais oferecem infraestrutura turística, hotéis e pousadas climatizadas, spas e clubes, restaurantes e comércio diversificado para os turistas interessados em desfrutar destes paraísos