Bastos



`O Nome do Município originou-se da Fazenda Bastos pois o mesmo foi fundado em terras pertencentes ao sr. Henrique Bastos. O sr. Senjiro Hatanaka foi praticamente quem escolheu, após haver percorrido todo o interior do Estado de São Paulo, ainda não desbravado, o local onde futuramente seria fundada a comunidade de Bastos.

As razões que o motivaram à escolha, como representante de uma Autarquia Governamental japonesa, das terras, na época denominada Fazenda Bastos, foram, apesar de não serem muito férteis, a ausência da Maleita e uma espécie de intuição quanto ao desenvolvimento da área e a adequação dos imigrantes, no que estavam com plena razão.

Em 1928 iniciou a cultura do café, introduzindo-a na comunidade. Em 1931, com as restrições impostas por decreto governamental aos cafeicultores, incrementou o plantio de algodão, cuja produção chegou a ser considerada a de melhor qualidade em todo o País.

Em 1941, com o término do ciclo algodoeiro, envidou esforços para que fosse introduzida a sericicultura. Em 1949, fracassada após uma época áurea a experiência sericícola, contribuiu para que fosse ampliada a então incipiente atividade avícola, cuja consolidação transformou Bastos na hoje mundialmente conhecida Capital do Ovo.

A avicultura que hoje é um símbolo de Bastos, desde 1930 engatinhava timidamente, sem quaisquer recursos técnicos. Mas de 1957 em diante, pouco a pouco o número de granjas começou a aumentar e hoje a produção de ovos no Município de Bastos excede amplamente qualquer outra do País.

Regiões Turísticas

Localização

Bastos está localizado a 550km da capital do estado.

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através das rodovias SP 294 - Cmte. João Ribeiro de Barros, SP 457 - Brig. Eduardo Gomes e SP 325 – Assis Chateaubriand

Hotéis e Pousadas em Bastos








Agências de viagens e turismo em Bastos

Jb Assessoria e Viagens

Rua Duque de Caxias, 448
Centro - (14) 3478-1574

Samitur

Rua Duque de Caxias, 358
Centro - (14) 3445-1182